Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14548
Title: Inclusão e deficiência: em busca das representações sociais na mídia impressa em Natal/RN
Authors: Silva, Maria do Carmo Soares Costa
Keywords: Inclusão;Deficiência;Representações Sociais;Comunicação;Mídia Impressa;Inclusion;Disability;Social Representations;Communication;Print media
Issue Date: 13-Jul-2007
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Maria do Carmo Soares Costa. Inclusão e deficiência: em busca das representações sociais na mídia impressa em Natal/RN. 2007. 170 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Portuguese Abstract: Esta tese é o resultado de uma exaustiva pesquisa sobre o discurso circulante veiculado na mídia impressa no período de 1992 a 2002 nos jornais Diário de Natal/ O Poti e Tribuna do Norte, sobre a inclusão das pessoas com deficiência. A partir dos questionamentos que moveram Moscovici (1978) na sua clássica obra La Psychalyse son image et son public de que a mídia tem papel preponderante na formação e veiculação das representações sociais e na edificação de condutas humanas, elegemos esse meio midiático como campo investigativo. Compreendendo a importância da teoria da comunicação, buscamos fazer sua articulação com as representações sociais, uma vez que a comunicação, como aspiração, remete ao fundamento de toda a humanidade (WOLTON, 2004, p. 56), e ainda a comunicação representa um espaço importante de produção simbólica e de processo representacional para análise dos discursos circulantes sobre inclusão e deficiência. Baseada nestas questões, determinamos nosso objetivo de conhecer as representações sociais compartilhadas na mídia impressa sobre o assunto. Este objetivo foi construído em face da temática da deficiência e inclusão ser um discurso jornalístico escasso e esporádico. As questões de pesquisa foram: qual a representação sobre a situação das pessoas com deficiência, no meio de comunicação mídia impressa? Que alterações ocorreram no período analisado e qual o papel da mídia impressa neste processo? O corpus da pesquisa foi constituído de matérias jornalísticas sobre a questão da deficiência, em seus vários aspectos e de associação livre de palavras com jornalistas. As análises foram: 1) a linguagem gráfica proporcionada pelo quadro das matérias veiculadas no período; 2) a associação livre de palavras aplicada com os jornalistas dos dois jornais; e 3) os textos dos anos de 1996 e 1997 pelo programa informatizado ALCESTE (Análise Lexical Contextual de um Conjunto de Segmentos de Textos). Os resultados revelaram que a mídia impressa de Natal/RN apresenta a questão de forma descontínua e que depende de eventos específicos para dar visibilidade à luta das pessoas com deficiência em relação aos seus direitos. A inclusão é ainda um grande desafio para essas pessoas em todos os níveis. Consideramos que a incapacidade de romper obstáculos de toda ordem e natureza se estabelece numa relação dialética entre a sociedade e a mídia: a sociedade silencia (a manifestação de interesse pela causa só atrai atenção de algumas pessoas ou grupos) e a mídia que intermedia as informações geradas nas práticas dos acontecimentos sociais, não dá visibilidade à questão. Essa representação revela-se na ausência de regularidade de matérias alusivas ao assunto, bem como na alusão preferencial ao esporte, uma dimensão valorizada pelas mídias. Uma implicação desse estudo é a abertura de uma nova visão para análise e reflexão, qual seja: as paraolimpíadas enquanto fenômeno social de segregação e inclusão. Belo seria estarmos juntos!
Abstract: This thesis is the result of an extensive research on print media discourse on the inclusion of disabled people in society. Articles published in the newspapers Diário de Natal/O Poti and Tribuna do Norte from 1992 to 2002 have been analyzed. Beginning with the very same questions that moved Moscovici (1978) in his classic study La Psychalyse son image et son public , according to which the media play a predominant role in the formation and propagation of social representations as well as in the construction of human behaviors, we have chosen this mass media as our investigation field. Understanding the importance of the communication theory, we intend to associate it to the social representation theory, since communication, as an aspiration, relates to the fundamentals of all humanity (WOLTON, 2004, p. 56). Moreover, means of communication represent an important space for symbolic production and representational process, allowing the analysis of the circulating discourses on social inclusion and disability. Based on these questions, we have determined social representations present in print media on the subject to be our study object. This objective was elected due to the fact that the thematic of disability and inclusion is scarcely and sporadically found in journalistic speech. The research questions have been: which is the representation of disabled people s condition in print media? What changes have occurred during the analyzed period and which was the role played by print media in this process? The research corpus was composed of newspaper articles about various aspects concerning disability and of free word association by reporters. We have analysed: 1) graphical language promoted by the picture of the substances propagated in the period from 1992 a 2002; 2) free word association experiments carried out with reporters of both newspapers; and 3) texts published from 1996 to 1997 using the high-tech program ALCESTE (Contextual Lexical Analysis of a Set of Segments of Texts). The results revealed that the print media in Natal/RN refer to the topic in a discontinuous way, and depend on specific events to highlight disabled people s fight for their rights. Social inclusion is still a great challenge for these people in all levels. We believe that this incapacity to overcome all kinds of obstacles is established in a dialectic relation between society and the media: society remains silent (the manifestation of interest for the cause only attracts some people s or groups attention) and the media, which selects which information is to be broadcasted, gives no evidence to the issue. This representation may be noticed in the infrequency in which articles about the subject are published, as well as in the emphasis to sports, a more important issue for the media. An implication of this study is that a new perspective is opened for analysis and reflection: the Paralympics games as both an inclusive and a segregating social phenomenon. It would be beautiful to have all of us together!
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14548
Appears in Collections:PPGED - Doutorado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InclusãoDeficiênciaBusca_Silva_2007.pdf1.21 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.