Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14663
Título: A aprendizagem na convivência:o estágio curricular em enfermagem
Autor(es): Costa, Lauriana Medeiros e
Palavras-chave: Estágio clínico;Aprendizagem;Enfermagem;Educação;Saúde da família;Clinical Clerkship;Learning;Nursing;Education;Family health
Data do documento: 8-Abr-2008
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COSTA, Lauriana Medeiros e. A aprendizagem na convivência:o estágio curricular em enfermagem. 2008. 170 f. Dissertação (Mestrado em Assistência à Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008.
Resumo: This is an analytic research of a qualitative nature whose purpose is to examine the learning process involving students of the Nursing Program of the Universidade Federal do Rio Grande do Norte UFRN who are attending the Supervised Clerkship in Nursing (SCN) in Family Health Strategy (FHS), based on learning through daily living. In order to do this, a historical overview of this academic activity in the teaching of nursing was presented, and the importance of FHS as the scene where professional health education takes place was discussed. For the empirical investigation, ten eighth-semester students involved in clerkship activities at family health units in the Western Sanitary District of Natal, Rio Grande do Norte, were interviewed. The theoretical approach relied, as epistemological presupposition, on the ideas of educator Humberto Maturana who showed that learning, both in nature and among human beings, takes place within dialogic living relationships wherein acceptance of the other, affectivity (love) and dialoguing are essential stimuli to learning. Students discourses gradually became part of the analytic categories that had been established beforehand. There has been verified that the students went through meaningful learning encouraged by all who shared the living environment, that is: nurse/instructor, teacher/supervisor, family health staff, and the community. Several feelings were involved in the process, such as joy, satisfaction, self-reliance, affectivity and, in the opposite direction, sadness, indignation, a feeling of impotence, and fear. The learning of interpersonal relationship was describe as the most relevant of the academic experiences and, therefore, thus emphasizing the relevance of affectivity to the learning process as Maturana points out. It is suggested that the teaching of nursing keep on giving priority to family health units as the Basic Care educational scene, with attention to the importance of placing the students in welcoming environments, in such a way as to encourage learning
metadata.dc.description.resumo: Trata-se de uma pesquisa analítica de cunho qualitativo, com o objetivo de analisar o processo de aprendizagem de estudantes do Curso de Enfermagem da UFRN em Estágio Curricular Supervisionado (ECS) na Estratégia de Saúde da Família (ESF), tendo como fio condutor a aprendizagem na convivência. Para isto, foi apresentado um resgate histórico desta atividade acadêmica no ensino de enfermagem, assim como foi discutida a relevância da ESF como cenário da formação profissional em saúde. Para a investigação empírica, foram entrevistados dez estudantes do oitavo período do curso, que estagiavam em unidades de saúde da família do Distrito Sanitário Oeste de Natal/RN. O aporte referencial teve como pressuposto epistemológico as idéias do educador Humberto Maturana, o qual demonstrou que a aprendizagem na natureza e também entre seres humanos acontece dentro das relações dialógicas de convivência, nas quais é essencial a aceitação do outro, a afetividade (o amor) e o diálogo, como estímulos à aprendizagem. As falas dos estudantes foram sendo incorporadas às categorias analíticas, definidas à priori. Ficou demonstrado que o estudante vivenciou uma aprendizagem significativa, estimulada por todos aqueles que compartilharam da convivência, a saber: enfermeiro/preceptor, docente/supervisor, equipe de saúde da família e comunidade. Neste processo, foram comuns vários sentimentos, como a alegria, a satisfação, a autoconfiança, a afetividade, assim como, em um sentido oposto, a tristeza, a indignação, a sensação de impotência e o medo. O aprendizado do relacionamento interpessoal foi apresentado como o mais relevante da experiência acadêmica, dando conta, portanto, da importância da afetividade no processo de aprendizagem, conforme assinala Maturana. Recomenda-se que o ensino de enfermagem continue priorizando as unidades de saúde da família como cenário educativo na Atenção Básica, observando-se a importância de inserir os estudantes em ambientes acolhedores, de forma que a aprendizagem possa ser estimulada
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/14663
Aparece nas coleções:PPGE - Mestrado em Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
LaurianaMC.pdf1,84 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.