Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16157
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSilva, Camilo Rosa dapt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Maria José dept_BR
dc.date.accessioned2014-12-17T15:06:45Z-
dc.date.available2009-07-07pt_BR
dc.date.available2014-12-17T15:06:45Z-
dc.date.issued2009-03-26pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Maria José de. Conectores adversativos na fala do natalense: uma análise funcionalista com implicações para o ensino. 2009. 135 f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.por
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16157-
dc.description.abstractThis work analyzes the behavior of the adversative connectors in the speech of the user of Natal, with views to suggest implications for the grammar teaching in the high school Portuguese languages classes. It is an investigation that sits on the functionalist paradigm, specifically in the protected ideas for Givón. For so much, data of situations of speech from the corpus Discurso e gramática lingual falada e escrita da cidade do Natal (FURTADO DA CUNHA, 1998). The sample embraces a total of forty interviews, of which the occurrences are cut out whose registrations mark the existence of adversatives constructions in narratives of personal experience and in the opinion reports, modality of oral language, of the mentioned database. The work revisits authors of the grammar, Cunha (1986); Bechara (2006); Perini (2006), among others; authors that contemplate referring approaches to the use of opposition connectors as: Barreto (1999); Tavares (2003); Longhin (2003); Silva (2005); Rocha (2006); Neves (2000, 2006). The results of the panoramic analysis reveal as adversity connectors in use for the habitant of Natal, for recurrence order, the mas, e, aí, agora, só que, no entanto and já. Analyzed the results, the same ones are compared with the treatment presented by the traditional grammar, with application of functional iconicity principle, markdness principle and the prototype of the category is chosen. In the differentiated analysis of the item " agora ", structural profile of the constructions is analyzed that involve the item, semantic profile, times, manners and aspects of the verbs that they wrap up in the constructions in reference, trajectory of grammaticalization and comparison with the prototype of the category. Finally, they are suggested implications of whole the study for the teaching of Portuguese language, in the high school classeseng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectConectores adversativospor
dc.subjectFuncionalismopor
dc.subjectEnsinopor
dc.subjectAdversative connectorseng
dc.subjectFunctionalismeng
dc.subjectTeachingeng
dc.titleConectores adversativos na fala do natalense: uma análise funcionalista com implicações para o ensinopor
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Estudos da Linguagempor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/5311576806091811por
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0569672805537142por
dc.contributor.referees1Tavares, Maria Alicept_BR
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0686664514709473por
dc.contributor.referees2Christiano, Maria Elizabeth Affonsopt_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2695186449679802por
dc.description.resumoO trabalho em tela analisa o comportamento dos conectores adversativos na fala do usuário natalense, com vistas a sugerir implicações para o ensino de gramática nas escolas de ensino Fundamental e Médio. É uma investigação que se assenta no paradigma funcionalista, especificamente nas idéias defendidas por Givón. Para tanto, utilizam-se dados de situações de fala do corpus Discurso & Gramática a língua falada e escrita da cidade do Natal (FURTADO DA CUNHA, 1998). A amostra abrange um total de quarenta entrevistas, das quais se recortam as ocorrências cujos registros assinalam a existência de construções adversativas presentes em narrativas de experiência pessoal e nos relatos de opinião, modalidade de língua oral, do mencionado banco de dados. O trabalho revisita autores da gramática, Cunha (1986); Bechara (2006); Perini (2006), entre outros; autores que contemplam abordagens referentes ao uso de conectores de oposição como: Barreto (1999); Tavares (2003); Longhin (2003); Silva (2005); Rocha (2006); Neves (2000; 2006). Os resultados da análise panorâmica revelam como conectores de adversidade em uso pelo natalense, por ordem de recorrência, mas, e, aí, agora, só que, no entanto, e já. Analisados os resultados, comparam-se os mesmos com o tratamento apresentado pela gramática tradicional, analisam-se os quatro conectores mais recorrentes, aplicam-se os princípios da iconicidade e da marcação em construções adversativas e elege-se o protótipo da categoria. Em seção destinada à análise diferenciada do item agora, analisa-se o perfil estrutural das construções que envolvem o item, o perfil semântico, tempos, modos e aspectos dos verbos que se envolvem nas construções em referência, trajetória de gramaticalização e comparação com o protótipo da categoria, o mas.. Por fim, sugerem-se implicações de todo o estudo para o ensino de língua portuguesa, nas séries do ensino fundamental e médiopor
dc.publisher.departmentLinguística Aplicada; Literatura Comparadapor
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA::LINGUISTICA APLICADApor
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MariaJO.pdf501.52 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.