Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16375
Título: O Macrogênero drama Norte-Riograndense: uma análise de gênero e de discurso sob a perspectiva da linguística sistêmico-funcional
Autor(es): Cooper, Jennifer Sarah
Palavras-chave: Drama norte-rio-grandense. Linguística sistêmico-funcional. Gênero discursivo. Avaliatividade. Negociação;Drama-of-Rio-Grande-do-Norte. Systemic functional linguistics. Ap-praisal. Negotiation
Data do documento: 14-Dez-2013
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: COOPER, Jennifer Sarah. O Macrogênero drama Norte-Riograndense: uma análise de gênero e de discurso sob a perspectiva da linguística sistêmico-funcional. 2013. 280 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada; Literatura Comparada) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Resumo: The focus of this qualiquantitative research is the phenomenon we are denominating Drama-of-Rio-Grande-do-Norte, which contemplates short verse texts from the oral tradition, sung and presented on stage by women in communities on the south coast of the northeastern Brazilian State, Rio Grande do Norte. This tradition harkens to the medieval romance of the Iberian Peninsula (CASCUDO, 2001; GURGEL, 1999; GALVÃO, 1993; MAGALHÃES, 1973; ROMERO,1977). The objective of this research is to: identify what characterizes the genre Drama of Rio Grande do Norte; situate this genre within a systemization of genres from the oral tradition in Rio Grande do Norte; investigate the interpersonal relationships of power and solidarity through the role of the women in the discourse, how they see themselves and others, pointing out which elements of the world they evaluate and to identify representations of the feminine in the discourse. The theory of Genre and Register of Martin and Rose (2008) and Generic Structure Potential of Hasan (1989, 1996), which has as a base the Systemic Functional Linguistics of Halliday and Matthiessen (2004), Eggins (1994) among others, offers a theoretical framework for the characterization of the genre through the identification of stages and phases configuring its typology the individual schematic structure and its topology its relation to other phenomena in the oral tradition. Other groupings were mapped of the ‗Macrogenre , from the model of Martin and Rose (2008) as a continuum on two axis: between the poles of how the genre circulates orally x in writing, and recited/individually x staged/collectively; as well as mapping the samples with relation to power using the same model, but with the poles of individual voice x collective voice on an axis between increased power and diminished power. Eleven texts described as Narratives and one Anecdote were selected for the analysis of Attitudes, and Negotiations of power. Through the quantification of semantic discursive resources in the discourse systems of Appraisal (MARTIN; WHITE, 2005) and of Negotiation (MARTIN; ROSE, 2007), as well as reflections about humor (EGGINS; SLADE, 1997) we identified the Attitudes and the Negotiations of interpersonal roles. The quantification is based on the theories of Corpus Linguistics (BERBER SARDINHA, 2010), using WordSmith Tools 5.0 (SCOTT, 2010). Our results show that the Drama-of-Rio-Grande-do-Norte is characterized as a Macrogenre in the Community of Oral Stories, in the Family of Street Theatre/Games, composed of five genre types: Narratives, Praise, Complaints, Anecdotes, and Exemplum. The Macrogenre is characterized by its being circulated orally, staged collectively and the texts analyzed configure in differing degrees of power between men and woman. In synthesis we observe that through humor, the Drama-of-Rio-Grande-do-Norte functions to offer a space for women to voice, comment, judge and orient about social conditions in their communities, such as alcoholism, domestic violence, inequalities before the law etc., as well as circulating positive appreciations of rural/coastal culture and judgments about the behavior of members of the speech community, the role of women being to establish and reinforce norms. We anticipate possible benefits of the addition of the genre analyzed in literacy projects in the schools of Rio Grande do Norte
metadata.dc.description.resumo: O foco desta pesquisa qualiquantitativa trata do fenômeno que denominamos Dramas Norte-rio-grandenses, e compreende textos em versos curtos, da tradição oral, cantados e apresentados em palco por mulheres em comunidades no litoral do Rio Grande do Norte, uma produção que remonta ao romance da península ibérica medieval (CASCUDO, 2001; GURGEL, 1999; GALVÃO, 1993; MAGALHÃES, 1973; ROMERO,1977). A pesquisa objetiva: identificar o que caracteriza o gênero Drama Norte-rio-grandense; situar o gênero dentro de uma sistematização de gêneros discursivos de tradições orais norte-rio-grandenses; investigar as relações interpessoais de poder e solidariedade pelo papel das mulheres no discurso, como estas se avaliam e avaliam os outros;apontar quais elementos do mundo avaliam; e identificar as representações do feminino no discurso. A teoria de Gênero e de Registro de Martin e Rose (2008) e Estrutura Potencial do Gênero de Hasan (1989, 1996), que tem como base a Linguística Sistêmico-Funcional de Halliday e Matthiessen (2004), Eggins (1994) dentre outros, fornece o arcabouço teórico para a caracterização do gênero discursivo pela identificação de estágios e fases configurando sua tipologia a estrutura esquemática individual e sua topologia a sua relação com os demais fenômenos da tradição oral. Ademais, outros agrupamentos foram feitos do ‗macrogênero a partir do modelo de Martin e Rose (2008), num contínuo entre dois eixos: os polos de circulação oral x escrita e declamado/individual x encenado/coletivo, bem como um mapeamento dos exemplares a respeito de poder utilizando o mesmo modelo com os polos de voz individual x voz coletiva num eixo entre poder acentuado e poder reduzido no outro. Onze textos de dramas do tipo Narrativa e uma Anedota foram selecionados para a análise das atitudes e negociações de poder. Pela quantificação de recursos semântico-discursivos nos sistemas discursivos de Avaliatividade (MARTIN; WHITE, 2005) e de Negociação (MARTIN; ROSE, 2007), bem como reflexões sobre o humor (EGGINS; SLADE, 1997), identificamos as atitudes e as negociações de papeis interpessoais. A quantificação está embasada nas teorias da Linguística de Corpus (BERBER-SARDINHA, 2010), utilizando a ferramenta computacional WordSmith Tools 5.0 (SCOTT, 2010). Como resultados, caracterizamos o Drama Norte-rio-grandense como um Macrogênero da Comunidade de Estórias Orais, na Família de Brincadeiras/Teatro da Rua, composto por cinco tipos de gêneros: Narrativa, Elogio, Reclamação, Anedota, e Exemplo. O Macrogênero caracteriza-se pela circulação oral, encenação coletiva, e os textos analisados configuram-se em graus de poder variados. Sintetizamos que, pelo viés do humor, o Drama Norte-rio-grandense funciona como um espaço que permite a voz feminina dizer, comentar, julgar e orientar sobre condições sociais nas comunidades em que são encenados, tais como alcoolismo, violência doméstica, desigualdades perante a lei, etc., além de circularem apreciações positivas da cultura rural/litoral e julgamentos sobre comportamentos dos membros da comunidade de fala, o papel das mulheres sendo o de estabelecer e reforçar normas. Antecipamos possíveis benefícios da inserção do gênero analisado em projetos de letramento nas escolas do Rio Grande do Norte
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16375
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JenniferSC_TESE.pdf2,99 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.