Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16772
Título: Caracterização genética e in situ de Gossypium barbadense na região norte do Brasil
Autor(es): Almeida, Vanessa Cavalcante de
Palavras-chave: Gossypium barbadense;Caracterização genética;Marcadores SSR;Gossypium barbadense;Genetic characterization;Markers SSR
Data do documento: 27-Fev-2007
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: ALMEIDA, Vanessa Cavalcante de. Caracterização genética e in situ de Gossypium barbadense na região norte do Brasil. 2007. 77 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Abstract: Brazil has been considered one of the diversity centers of Gossypium barbadense species. It is believed that a relatively big erosion genetic process occurs with the species, due to economic, cultural and agricultural problems. A local diagnostic about species situation is the first step for reducing the diversity loss and establishing conservation strategies in situ. This research aimed the identification of the presence of Gossypium populations, characterization, determination of the main risks and collection of the accesses to store in germoplam banks, in Para and Amapa States. Expeditions were conducted in November 2004. An interview was carried out with the plant proprietor for characterizing in situ of G. barbadense species and of the environment where the plants were inserted. On hundred seventy nine plants in 22 municipal districts were collected in Para State and 117 plants in nine municipal districts in Amapa State. The majority of plants belong to G. barbadense species (98% in Amapa and 94% in Para). Plants occur in back yards, beside roads and spontaneously. That ones from back yards were more abundant (97% in Amapa and 95% in Para) and maintained as medicinal plants as the principal reason. Plants in natural environments in both states evaluated were not found, therefore, the creation of reserves and the application of others conventional methods of maintenance in situ are not applicable. The plant proprietors do not use to store or process seeds. Seed storage was reported as a practice by only 1% of the plant proprietors from Para and 11% from Amapa. The most plants collected were from two to three years of age (58% in Amapa and 93% in Para). As conclusions G. barbadense is the species most spread in the two studied states and are found in back yards. In Amapa State the botanical variety barbadense or Quebradinho is predominant, whereas in Para State the predominant variety is brasiliense or Rim-de-boi. Adequate conservation of thestudied species must be carried out in germoplasm collections maintained ex situ
Resumo: O Brasil é considerado um dos centros de diversidade da espécie Gossypium barbadense. Acredita-se que grande parte da variabilidade genética de G. barbadense esteja sendo perdida, em virtude de problemas econômicos, culturais e agrícolas. O primeiro passo para reduzir a perda de diversidade e estabelecer estratégias de conservação in situ é realizar um diagnóstico de como a espécie se encontra nos locais em que ocorre. Os objetivos deste trabalho foram identificar populações de Gossypium presentes no estado do Pará e Amapá, caracterizá-Ias, determinar os principais riscos e coletar acessos para armazenamento em bancos de germoplasma. Foram realizadas expedições em Novembro de 2004, e a caracterização in situ de G. barbadense foi realizada por entrevista do proprietário da planta e da análise do ambiente em que as plantas estavam inseridas. Foram coletadas 179 plantas em 22 municípios no estado do Pará e 117 plantas em nove municípios no estado do Amapá. A maioria das plantas pertence à espécie G. barbadense (98% no Amapá e 94% no Pará). As plantas ocorrem em fundo de quintal, beira de estrada e de modo espontâneo, sendo as de fundo de quintal bem mais abundantes (97% no Amapá e 95% no Pará) e mantidas com a finalidade principal de serem usadas como plantas medicinais. Os moradores não possuem o hábito de armazenar e beneficiar as sementes, no Pará apenas 1 % dos proprietários relatou armazenar as sementes e no Amapá esse índice foi de 11 %. A maioria das plantas coletadas tinha de dois a três anos de idade (58% no Amapá e 93% no Pará). Conclui-se então que G. barbadense é a espécie mais difundida nos dois estados e que são encontradas em fundo de quintal. No estado do Amapá predomina a variedade botânica barbadense ou Quebradinho, enquanto que no Pará predomina a variedade brasiliense ou Rim-de-boi. Não foram encontradas plantas em ambientes naturais nos dois estados, portanto a criação de reservase o emprego de outros métodos convencionais de manutenção in situ não parecem ser aplicáveis a G. barbadense em ambos os estados. A adequada conservação dessas espécies deve ser realizada em coleções de germoplasma mantidas ex situ
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/16772
Aparece nas coleções:PPGGBM - Mestrado em Genética e Biologia Molecular

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
VanessaCA.pdf631,41 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.