Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17055
Title: Assistência odontológica diferenciada para crianças de 0 a 3 anos: avaliação de impacto no Serviço Público Municipal em Natal-RN
Authors: Câmara, Adriana Costa de Souza Martins
Keywords: Saúde bucal;Odontopediatria;Assistência odontológica;Oral health;Pediatric dentistry;Dental care
Issue Date: 24-Sep-2009
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CÂMARA, Adriana Costa de Souza Martins. Assistência odontológica diferenciada para crianças de 0 a 3 anos: avaliação de impacto no Serviço Público Municipal em Natal-RN. 2009. 81 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Portuguese Abstract: No Brasil, as crianças menores de cinco anos passaram a ser uma população alvo de atenção odontológica pública sistematizada somente a partir dos anos 1990. Inúmeras experiências de implantação do atendimento aos bebês nos municípios surgiram ao longo dos anos, mas não se tem avaliado o efeito comparativo entre crianças expostas e não expostas ao programa. Portanto, os objetivos desta pesquisa foram caracterizar a atenção odontológica para bebês no serviço público de saúde em Natal e avaliar o impacto de uma assistência odontológica diferenciada para bebês a partir da comparação de indicadores de saúde bucal em crianças expostas e não-expostas ao atendimento. O estudo constou de um grupo experimental (exposto ao atendimento diferenciado) e um grupo controle (não exposto ao atendimento diferenciado), havendo emparelhamento entre os grupos com relação ao sexo, idade e condição sócio-econômica. Após a obtenção do consentimento livre e esclarecido, foi realizado um questionário com os responsáveis para detecção de alguns fatores de risco para o desenvolvimento da doença cárie e em seguida foi realizado o exame bucal da criança, verificando o Índice de Placa Visível (IPV), Índice de Sangramento Gengival (ISG), ceo-s e atividade de cárie. A amostra constou de 40 crianças em cada grupo. Os resultados obtidos mostraram para o IPV uma diferença de 7 pontos percentuais para o grupo que sofreu intervenção, contudo não houve diferença estatística significante pela aplicação do teste t de Student (p=0,314) e para o ISG o grupo controle apresentou uma média mais baixa (0,8%) em relação ao grupo experimental (2,77%), havendo diferença estatística segundo o teste de Mann-Whitney (p= 0,003). Com relação ao ceo-s e a atividade de cárie não houve diferença estatística significativa entre os grupos. Entre as prováveis explicações para esta ausência de impacto, podem ser incluídas a ausência de alteração significativa no modelo de prática entre os grupos, mesmo considerando que o grupo experimental se propõe a ter como proposta uma atenção diferenciada, além da limitação da própria assistência odontológica em resolver problemas bucais em população de baixa renda.
Abstract: In Brazil, 0-5 years old children just have an oral health care system since 1990 s. Innumerable experiences of implantation of the attendance to the babies in the cities had appeared throughout the years, but it hasn´t been evaluated the comparative effect between children displayed and not displayed to the program. In this regard, the main of this research was describe the Early Childhood Oral Health Care in public health service in Natal, Rio Grande do Norte, Brazil and evaluate the impact of this specific oral health care for babies by comparison of indicators between exposed and non-exposed children. It was created an experimental group, formed by children covered by program which was paired, based on sex, age and socioeconomic status, with a control group, formed by uncovered children. After filling ethical application, the parents of children were questioned about some risk factors to dental caries and, in sequence, it was accomplish an oral examination in the child. It was verified the Visible Plaque Index (VPI), Gingival Bleeding Index (GBI), dmf-s and verification of caries activity. The sample was 40 children in each group. The results showed, for VPI, a difference of 7 percentile points for the experimental group, however this difference had no statistical significance, obtained by Student s t test (p=0.314). In relation to GBI, the control group showed a low mean (0.8%) comparing with experimental group (2.77%) and this difference was statistically significant (p=0.003). The results for dmf-s and evaluation of caries activity showed no statistical difference between groups. Among the probable reasons for absence of impact of intervention, could be included: (a) the practice model was the same in two groups, or the difference was very weak and (b) the oral health care has intrinsic limitations for to impact on oral health in low income populations
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17055
Appears in Collections:PPGOPS - Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AdrianaCSMC.pdf1,38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.