Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17073
Title: Percepção dos idosos sobre saúde bucal
Authors: Rêgo, Jânio Rodrigues
Keywords: Idosos;GOHAI;Condição de saúde bucal;Auto-percepção;Elderly people;GOHAI;Oral health status;Self-Perceived oral health
Issue Date: 27-May-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: RÊGO, Jânio Rodrigues. Percepção dos idosos sobre saúde bucal. 2011. 62 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Abstract: The assessment of oral health status in elderly patients is essential for the development of specific health policies. The prevalence of oral diseases is high in this population. The self-perception of oral health conditions influences the demand for oral care and quality of life for seniors. The aim of this study was to assess self-perception of oral health status in 100 elderly of both sexes, aged 60 years or older and functionally independent the Basic Health Unit of Felipe Camarão II, Natal, Brazil. For comparison of self-perception data was collected in Bom Pastor, Natal / RN. In this research data were collected a questionnaire grouped into two parts. The first part with the socio-demographic data, subjective and objective condition of oral health and access to the service, the second part GOHAI Index. This index consists of 12 items that make it possible to obtain information involving aspects of chewing, speech, phonation, and self-assessed oral health. The results were subjected to statistical tests of Mann-Whitney and Kruskal-Wallis test (α = 0.05), to identify possible predictors of self-evaluation. As a result, 69% were female, ages ranged from 60 to 86 years, with a median of 65 years. In relation to marital status 48% were married. For the years of study, the sample had an average of 3 years. For the last visit to the dentist, only 27% of seniors had visited the Dentist for less than a year. Regarding the questions about the presence of gingival and dental problems were answered by 46% and 21% respectively. The data on the perception of your teeth and gums, 44%. The index showed GOHAI value for self-perception of 30 points to Felipe Camarão and 28 points for the Bom Pastor, both considered a low perception. We identified predictors of self-rated number of people in the room, participate in any associational activity, there is problems with your teeth and your gums. Concluded a negative self-perception of oral health condition by Gone in both areas, influenced by socioeconomic and cultural issues, although they realize the importance given to oral health, but by the misfortunes of other prominent favored little valuing of oral health
Portuguese Abstract: O envelhecimento, antes considerado um fenômeno, hoje, faz parte da realidade da maioria das sociedades. Contribuir para uma longevidade em que mais pessoas alcancem idades avançadas com o melhor estado de saúde possível é, sem dúvida, um triunfo. A avaliação das condições de saúde bucal em pacientes idosos é essencial para o desenvolvimento de políticas públicas de saúde. O objetivo desse estudo foi avaliar a auto-percepção das condições de saúde bucal em idosos. Foram examinados 100 idosos de ambos os sexos, com idade de 60 anos ou mais e funcionalmente independentes, da Unidade Básica Saúde de Felipe Camarão II, Natal, Brasil. Para efeito de comparação da auto-percepção foi coletado dados no bairro Bom Pastor, Natal/RN. Os dados foram coletados através da aplicação de um questionário agrupado em duas partes. A primeira parte correspondeu aos dados sócio-demográficos, condição subjetiva e objetiva da saúde bucal e acesso ao serviço e a segunda parte ao Índice GOHAI. Este Índice é composto de 12 itens que possibilitam a obtenção de informações envolvendo aspectos ligados à mastigação, ao discurso, à fonação, e de auto-avaliação da condição bucal. Os resultados foram submetidos aos testes estatísticos de Mann-Whitney e de Kruskal-Wallis (&#945;=0,05), para identificar possíveis preditores dessa auto-avaliação. Dos 100 idosos, 69% eram do sexo feminino, a idade variando entre 60 a 86 anos, mediana igual a 65 anos. Em relação ao estado civil, 48% eram casados. Referente aos anos de estudo, a amostra teve uma média de 3 anos. Em relação à última visita ao dentista, somente 27% dos idosos haviam consultado o Cirurgião-Dentista há menos de um ano. Em relação às questões sobre a presença de problemas dentários e gengivais, estas foram respondidas por 46% e 21% respectivamente. Os dados referentes à percepção sobre a saúde dos seus dentes e gengivas foi de 44%. O índice GOHAI apresentou valor para auto-percepção de 30 pontos para Felipe Camarão e de 28 pontos para Bom Pastor, ambos considerados segundo a escala desenvolvida pelos autores como uma percepção baixa. Foram observadas diferenças significativas na associação de possíveis preditores dessa auto-avaliação: nº de pessoas no cômodo (p = 0,487), se participa de alguma atividade associativa (p=0,006) , existe problemas com seus dentes e com sua gengiva (p=<0,001). Concluímos existir uma auto-percepção negativa sobre a condição bucal por parte dos idosos em ambos os bairros, influenciada pelas questões socioeconômica e cultural, embora se perceba a importância dada à saúde bucal, com pouca valoração a saúde
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17073
Appears in Collections:PPGOPS - Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JanioRR_DISSERT.pdf1,03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.