Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17089
Title: Avaliação em saúde bucal na perspectiva do usuário: enfoque ao estudo da acessibilidade organizacional
Authors: Castro, Ricardo Dias de
Keywords: Acesso aos serviços de saúde;Políticas, planejamento e administração em saúde;Avaliação em saúde;Health services accessibility;Health policy, Planning and management;Health evaluation
Issue Date: 26-Feb-2007
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: CASTRO, Ricardo Dias de. Avaliação em saúde bucal na perspectiva do usuário: enfoque ao estudo da acessibilidade organizacional. 2007. 74 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Portuguese Abstract: Diante do fato de reestruturação do setor saúde bucal dentro das políticas públicas de saúde brasileiras, este trabalho se propôs avaliar, sob o ponto de vista dos usuários, a acessibilidade aos serviços de saúde bucal no município de Santa Cruz (RN), enfocando o aspecto organizacional. Para tanto, questionários foram dirigidos aos usuários em seus domicílios, considerando o setor censitário. Foram avaliados 9 setores da zona urbana, escolhidos através de sorteio, e 1 da zona rural, selecionado por conveniência. A amostra foi composta por 194 usuários, calculada considerando a prevalência estimada do evento representada pelo indicador nunca foi ao dentista + foi ao dentista há mais de três anos do Relatório do Projeto SB Brasil. Para complementação dos resultados, ainda foram realizadas entrevistas com outros atores envolvidos no processo de produção de saúde bucal: profissionais (Cirurgiões-Dentistas) e Gestor (Secretário Municipal de Saúde). A partir dos dados obtidos foi possível identificar que 12,9% da população nunca visitaram o dentista, e que a procura pelo serviço não foi influenciada pelas características individuais e socioeconômicas dos usuários, com exceção do gênero. Verificou-se que 36,1% dos usuários buscaram o dentista em menos de ano, estando os mais jovens (p<0,05) entre aqueles que buscam o dentista com mais freqüência. 63,3% dos entrevistados relataram encontrar algum tipo de dificuldade quando da busca pelo atendimento odontológico, estando as dificuldades para agendamento, a existência de filas e longa espera entre os mais citados. Foi identificado que 43,2% dos usuários esperam 3 semanas ou mais pelo atendimento. Destaca-se ainda que 71,4% dos entrevistados encontram dificuldades para conseguir atendimento de urgência, sendo a longa espera pela consulta a mais citada. 92,9% e 94,1% dos entrevistos nunca foram encaminhados para realização de consultas mais especializas e exames complementares, respectivamente, evidenciando que os usuários não estão recebendo atendimentos integrais. Diante dos dados encontrados pôde-se verificar que a acessibilidade aos serviços de saúde bucal do município de Santa Cruz (RN) encontra-se prejudicada por fatores relacionados à organização das políticas públicas desenvolvidas, principalmente no que se refere ao processo de trabalho
Abstract: Due to the fact of oral health sector reestructuration within Brazilian public health politics, this work had the object of evaluating, under users point of view, the accessibility to oral health services in Santa Cruz (RN), focusing on the organizational aspect. To achieve this, questionnaires were given to users in their homes, considering the censitary sector. Nine sectors of the urban zone were evaluated, selected by chance, and one from the rural zone, selected by convenience. The sample was composed by 194 users, calculated considering the estimated prevalence of event represented by the indicator I ve never been to the dentist + I ve been to the dentist more than three years ago from the Projeto SB Brasil Report . To complement the results, interviews were made with others actors involved in the process of oral health care: professionals (dentists) and manager (Health Municipal Secretary). From the data obtained it was possible to identify that 12,9% of the population had never visited the dentist, and that the search for the service was not influenced by the users individual and socioeconomics characteristics, excepting the gender. It was verified that 36,1% of the users went to the dentist in less than one year, with the youngests (p<0,05) being among those who went to the dentist more frequently. 63,3% of the interviewed related that they found some kind of difficulty when they search for dentistry services, with the difficulties for schedule, the queues and the long wait among the most cited. It was identified that 43,2% of the users wait three weeks or more for the appointment. It is still pointed out that 71,4% of the interviewed find difficulties to get urgency appointment, the long wait to be attended by the dentist was the most found. 92,9% and 94,1% of the interviewed had never been headed to especialized appointments and complementary exams, respectively. Due to the data founded, it was possible to verify that the accessibility to oral health services in Santa Cruz (RN) is damaged by factors related to the organization of public polices developed, mainly in relation to the working process
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17089
Appears in Collections:PPGOPS - Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RicardoDC.pdf807,46 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.