Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17091
Title: Influência de fatores de risco na prevalência de hábitos bucais deletérios em crianças de 0 a 5 anos na cidade do Natal-RN
Authors: Araújo, Iara Medeiros de
Keywords: Odontologia em saúde pública;Maloclusão;Hábitos;Epidemiologia;Criança;Public health dentistry;Malocclusion;Habits;Epidemiology;Child
Issue Date: 28-Mar-2007
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ARAÚJO, Iara Medeiros de. Influência de fatores de risco na prevalência de hábitos bucais deletérios em crianças de 0 a 5 anos na cidade do Natal-RN. 2007. 55 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Abstract: Literature has demonstrated to the narrow relation between deleterious habits and the occurrence of malocclusion in minors of 5 years. The existence of these habits, however, already considered as risk factors, having also, its determinative ones, which present cultural dimensions and economic social, many of them related to the parents of the child, having in account that such habits if develop in phases in which the child establish a narrow relation of dependence. This study it had an objective to investigate the prevalence of deleterious buccal habits in children and its relation with the economic social and characteristics of the parents. It was developed an epidemiologist study of transversal character with interview, through daily pay-tested form, with 218 parents in the day of the National Campaign of Vaccination. In the cast of the variable that had composed the study, they had been used, as changeable dependents, the use of the baby's bottle, bottle and the digital suction, being considered as outcomes of the research. Amongst the independent variable, the economic social factors (type of occupation, number of children, civil state, sort, schooling and age) and staffs of the parents (self perception in oral health) had entered as the variable to be analyzed in the problems of the infantile odontology. The collected data had been submitted to the analysis descriptive and inferential statistics, being used the test qui-square and the analysis of the possibility reasons. As main results, it was found that breast feeding before the six months if presents as one of the main factors of risk for the use of baby's bottle (p< 0.001, OR= 2.8, I.C= 1.589 4.906), bottle (p< 0.001, OR= 3.7, I.C.= 2.076 6.624) and digital suction (p< 0.014, OR= 3.5, I.C.= 1.225 10.181). From the data found, one concludes that breast-feeding is considered a primordial factor for not the installation of deleterious oral habits and that the economic social and cultural factors can reflect in central way in the performance of this act
Portuguese Abstract: A literatura tem demonstrado a estreita relação entre hábitos orais deletérios e a ocorrência de maloclusão em menores de 5 anos. A existência desses hábitos, entretanto, já considerados como fatores de risco, possui, também, seus determinantes, os quais apresentam dimensões culturais e socioeconômicas muitas delas relacionadas ao cuidador da criança, tendo em conta que tais hábitos se desenvolvem em fases nas quais a criança estabelece uma estreita relação de dependência. Este estudo teve como objetivo investigar a prevalência de hábitos bucais deletérios em crianças e sua relação com as características socioeconômicas e comportamentais dos cuidadores. Desenvolveu-se um estudo epidemiológico de caráter transversal com entrevista, através de formulário pré-testado, com 218 cuidadores no dia da Campanha Nacional de Vacinação. No elenco das variáveis que compuseram o estudo, utilizaram-se, como variáveis dependentes, o uso da mamadeira, chupeta e a sucção digital, sendo consideradas como desfechos da pesquisa. Dentre as variáveis independentes, os fatores socioeconômicos (tipo de ocupação, número de filhos, estado civil, gênero, escolaridade e idade) e pessoais do cuidador (autopercepção em saúde bucal) entraram como as variáveis a serem analisadas nos problemas da odontologia infantil. Os dados coletados foram submetidos à análise estatística descritiva e inferencial, sendo utilizado o teste qui-quadrado e a análise das razões de chance. O aleitamento materno inferior a seis meses apresenta como um dos principais fatores de risco para o uso da mamadeira (p< 0,001, OR= 2,8, I.C= 1,589 4,906), chupeta (p< 0,001, OR= 3,7, I.C.= 2,076 - 6,624) e a sucção digital (p< 0,014, OR= 3,5, I.C.= 1,225 - 10,181). A partir dos dados encontrados, conclui-se que a amamentação materna é considerada um fator primordial para a não instalação de hábitos orais deletérios e que os fatores econômicos e culturais podem refletir de maneira decisiva no desempenho deste ato
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17091
Appears in Collections:PPGOPS - Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IaraMA.pdf251,4 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.