Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17097
Title: Avaliação dos níveis de proteína C-reativa ultra-sensível em pacientes com periodontite crônica severa generalizada e sem periodontite
Authors: Bezerra, Candice de Freitas Rêgo
Keywords: Proteína C-reativa;Periodontite;Cardiopatias;C-reactive protein;periodontitis;cardiopathy
Issue Date: 29-Oct-2007
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BEZERRA, Candice de Freitas Rêgo. Avaliação dos níveis de proteína C-reativa ultra-sensível em pacientes com periodontite crônica severa generalizada e sem periodontite. 2007. 81 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia Preventiva e Social; Periodontia e Prótese Dentária) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Abstract: INTRODUCTION: The high sensitivity C-reactive protein (hsCRP) constitutes an inflammatory mediator used as predictor of cardiovascular risk that comes being researched as indicative relation factor between cardiovascular and periodontal diseases. PROPOSITION: To compare serumals levels of C-reactive protein between patients with and without generalized severe chronic periodontitis. METHODOLOGY: A seccional study was realized using a sample with 62 patients, being 31 participants carriers of periodontal diseases (Group I) and 31 without periodontal diseases (Group II), grouped to the pairs by age and sex. As inclusion criterio were selected patients with diagnosis of generalized severe chronic periodontitis, being preculeds, individuals which presented systemic disease, recent infection history, historical of CVA or stroke, smokers, pregnants and lactants. The research consisted of two stages, a clinc and other biochemist. The clinical stage is constituted of periodontal examination and the biochemist stage, of the peripheral blood collection for determination hsCRP levels and a hemogram to inquire any panel which could suggest infectious and/or inflammatory process. RESULTS: Periodontal disease group presented a average of 0,36mg/dL, while the group without disease presented 0,17 mg/dL, do not existing significant difference statistically between the averages (p = 0,061). The cardiovascular risk for the group I was classified high for 27,6% of participants and low for 72,4% of them. In the group II, 6,45% presented high risk e 93,5% low risk, being this significant relation statistically gotten for Fisher s Test (p = 0,042) presenting OR = 5,33; IC = 95% (1,02 27,4). The independets variables reseacred do not presented significant association statistically with the levels of hsCRP. CONCLUSION: The study indicated that despite of carriers patients of periodontal diseases do not present differents serumals levels of hsCRP from the other group, the periodontal disease was considered as risk factor for hsCRP plasmatic levels elevation
Portuguese Abstract: INTRODUÇÃO: A proteína C-reativa ultra-sensível (PCR-US) constitui um mediador inflamatório utilizada como preditor do risco cardiovascular que vem sendo pesquisado como fator indicativo da relação entre doenças cardiovasculares e periodontais. PROPOSIÇÃO: Comparar os níveis séricos de proteína C-reativa entre pacientes com e sem periodontite crônica severa generalizada. METODOLOGIA: Foi realizado um estudo seccional, utilizando uma amostra de 62 pacientes, sendo 31 participantes com doença periodontal (Grupo I) e 31 sem doença periodontal (Grupo II), selecionados segundo idade e sexo. Como critérios de inclusão foram selecionados pacientes com diagnóstico de periodontite crônica severa generalizada, sendo excluídos, indivíduos que apresentassem doença sistêmica, história de infecção recente, histórico de AVC ou infarto, fumantes, gestantes e lactantes. A pesquisa constou de duas etapas, sendo uma clínica e outra bioquímica. A etapa clínica consistiu no exame periodontal e a bioquímica na coleta de sangue periférico para determinação dos níveis de PCR-US e um hemograma para averiguar algum quadro que pudesse sugerir processo infeccioso e/ou inflamatório. RESULTADOS: O grupo com doença periodontal apresentou uma média de 0,36 mg/dL, enquanto o sem doença de 0,17 mg/dL, não existindo diferença estatisticamente significativa entre as médias (p=0,061). O risco cardiovascular para o grupo I foi classificado como alto para 27,6% dos participantes e baixo para 72,4%. No grupo II, 6,45% apresentavam alto risco e 93,5% baixo risco, sendo essa relação estatisticamente significativa obtida pelo teste de Fisher (p=0,042), apresentando um OR=5,33; IC95%(1,02-27,4). As variáveis intervenientes pesquisadas não apresentaram associação estatisticamente significativa com os níveis de PCR-US. CONCLUSÃO: O estudo indicou que apesar dos pacientes portadores de periodontite severa crônica generalizada não apresentarem níveis séricos de PCR-US diferentes dos sem doença, a doença periodontal atuou como fator de risco para elevação dos níveis plasmáticos de PCR-US
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17097
Appears in Collections:PPGOPS - Mestrado em Odontologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
CandiceFRB.pdf337,45 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.