Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17526
Título: Histórias de vida de mulheres idosas :um estudo sobre o bem-estar subjetivo na velhice
Autor(es): Pereira, Thelma Maria Franco Rabelo Araújo
Palavras-chave: Velhice;Histórias de vida;Processos de significação;Elderly/aging;History of life;Processes of meaning
Data do documento: 10-Out-2005
Editor: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citação: PEREIRA, Thelma Maria Franco Rabelo Araújo. Histórias de vida de mulheres idosas :um estudo sobre o bem-estar subjetivo na velhice. 2005. 263 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2005.
Resumo: The elderly population growth in Brazil and in the world is an incontestable reality, arising from a significant declining rate in mortality and fertility, resulting from the remarkable improvements in the quality of life of the people. Associated with the introduction of new technologies in the medical area, these issues have been highly contributing for the increase of the population longevity. The numbers of the elderly in Brazil and in the world show female population predominance within the aging segment, a phenomenon known as the feminisation of the old-age . Aging, therefore, is nowadays one of the primary issues and that has been mobilizing the Brazilian s society, since the development raised from this new reality brought with it enormous challenges and complex social implications which are already felt in the daily lives of the societies. My work experience among some age groups has shown that aging is a much differentiated process which has instigated my interest in understanding why aging has to face an overwhelming and painful experience for some people and enriched and full of signification for others. Overviewing, this research aimed to understand the aging development through the analysis of the processes of signification and production of meaning that permeate the aging and the subjective well-being of three aged women participants of the Project Health and Citizenship on Third Age /CEFET-RN, that evidenced attitudes and behaviors concerning the integration and the activity toward the elderly population. The methodological strategy used was History of Life, starting from collecting data based on deep interviews. The analysis of data evidenced that the elderly well-being is a unique and distinct meaningful experience for each person, concerning each story of their lives within differentiated social, cultural, economic context, from this perspective one can demystify the concept of that aging occurs in a homogeneous way for everyone, everywhere and with the same rhythm. The narratives presented in this research showed the human development as being a dialectic, discursive and interactionist process which extends throughout the adult life and continues to the aging life. The guarantee that development and aging are a parallel phenomenon always in interdependence on the preceding phases of live, are corroborated within the studies. This present study confirms that the elderly population can be a phase of growth, personal realization and continued development, without disrespecting the heterogeneous and the subjectivity of the person who ages. Notifying those healthy and well-succeeded aging experiences, this issue has the intention to contribute to demystify the concept of aging as a social problem, illness needed to be treated, and the stereotypy of the elderly being dependent and unproductive
metadata.dc.description.resumo: O aumento da população idosa no Brasil e no mundo é hoje uma realidade incontestável, fruto de significativas quedas nas taxas de mortalidade e fecundidade, decorrentes de uma destacada melhoria na qualidade de vida das pessoas. Associados à introdução de novas tecnologias na área médica, estes contextos vêm contribuindo de forma relevante para o aumento da longevidade das populações. Os números da velhice no Brasil e no mundo exibem uma predominância da população feminina junto ao segmento idoso, num fenômeno conhecido como feminização da velhice . O envelhecimento, portanto, é hoje uma questão prioritária e que vem mobilizando a sociedade brasileira, uma vez que as demandas geradas por essa nova realidade trazem consigo enormes desafios e implicações sociais complexas que já se fazem sentir no cotidiano das sociedades. Minha experiência de trabalho junto a grupos de idosos tem mostrado que o envelhecimento é um processo muito diferenciado, o que instigou meu interesse em compreender por que a velhice revela-se uma experiência angustiante e penosa para algumas pessoas e enriquecedora e plena de significações para outras. Diante disso, esta pesquisa objetivou compreender a vivência da velhice através da análise dos processos de significação e geração de sentidos que permeiam o envelhecimento e o bem-estar subjetivo de três mulheres idosas participantes do Projeto Saúde e Cidadania na Terceira Idade/CEFET-RN, que evidenciavam atitudes e comportamentos voltados para a integração e a atividade, diante da velhice. Utilizou-se a estratégia metodológica de História de Vida, sendo a coleta de dados desenvolvida a partir de entrevistas em profundidade. A análise dos dados evidenciou que o bem-estar na velhice é uma experiência significada de maneira única e distinta para cada pessoa, a partir de sua história de vida e do contexto social, cultural e econômico em que ela se insere, desmistificando assim a idéia de que o envelhecimento acontece de maneira homogênea para todos, em todos os lugares e no mesmo ritmo. As narrativas apresentadas nesta pesquisa revelaram o desenvolvimento humano como sendo um processo dialético, discursivo e interacionista que se estende por toda a vida adulta e prossegue na velhice. Corroboraram-se os estudos que garantem que desenvolvimento e envelhecimento são fenômenos paralelos, sempre em interdependência com as etapas precedentes da vida. Este trabalho confirma que a velhice pode ser uma fase de crescimento, realização pessoal e desenvolvimento continuado, sem desconsiderar a heterogeneidade e a subjetividade das experiências do sujeito que envelhece. Ao abordar experiências de envelhecimento saudável e bem-sucedido, esta pesquisa tem a intenção de contribuir para a desconstrução da visão da velhice enquanto problema social, enquanto doença que precisa ser tratada, e do estereótipo do velho enquanto ser dependente e improdutivo
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17526
Aparece nas coleções:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ThelmaMFRAP.pdf560,83 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.