Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17633
Title: Utilização de microemulsão na remoção da cor de efluentes têxteis contendo corantes dispersos
Authors: Araújo, Beth Aluana Tavares de
Keywords: Microemulsão;Efluentes têxteis;Reuso da água;Remoção da cor;Corante disperso;Planejamento experimental;Microemulsion;Textile wastewater;Water reused;Color extraction;Disperse dyebath;Experimental design
Issue Date: 17-Jul-2009
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ARAÚJO, Beth Aluana Tavares de. Utilização de microemulsão na remoção da cor de efluentes têxteis contendo corantes dispersos. 2009. 95 f. Dissertação (Mestrado em Físico-Química; Química) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2009.
Portuguese Abstract: Fibras de poliéster são as fibras sintéticas mais utilizadas no mundo e corantes dispersos são empregados para o tingimento destas fibras. Depois do tingimento, o banho colorido é descarregado no efluente, que precisa de um tratamento especial para remoção de cor. A interação de tensoativos com corantes foi estudada em diversas pesquisas inclusive na área têxtil, especificamente na separação de corantes de efluentes têxteis. Neste trabalho foi usado um tensoativo catiônico em um sistema de microemulsão para extração de corantes nãoiônico (corantes dispersos) de efluente têxtil. Esse sistema de microemulsão foi composto por cloreto de dodecil amônio (tensoativo), querosene (fase orgânica), álcool isoamílico (cotensoativo) e o efluente líquido (fase aquosa). O efluente que resulta depois do processo de tingimento é ácido (pH 5). Foi observado que mudando o valor do pH para acima de 12,8 a extração poderia ser feita, resultando em uma fase aquosa com baixo nível de cor. Um planejamento experimental do tipo rede de Scheffé foi usado, para a otimização do processo de extração, e os resultados obtidos foram avaliados usando o programa "Statistica 7.0". O ponto ótimo do sistema de microemulsão é composto por 59,8% em massa de efluente, 30,1% de querosene, 3,37% de tensoativo e 6,73% de cotensoativo, promovendo uma extração superior a 96%. Foi analisada a eficiência da remoção da cor em um efluente composto por 50% de banho de corante reativo e 50% de banho de corante disperso, obtendo-se uma extração superior a 98%. A fase aquosa obtida após a extração do corante pode ser reutilizada em um novo tingimento, obtendo-se resultados satisfatórios, dentro dos limites estabelecidos para um bom tingimento na indústria. Também foram realizados testes que mostravam a influencia de fatores como a adição de sal e a variação da temperatura. Para isso foi utilizado um planejamento experimental, o qual mostrou que a extração não depende desses fatores. Dessa forma, a remoção da cor de efluentes têxteis por microemulsão é uma técnica viável (que independe de fatores externos como salinidade e temperatura), obtendo-se inclusive bons resultados de extração em misturas de efluentes
Abstract: Polyester fibers are the most used fibers in the world and disperse dyes are used for dyeing these fibers. After dyeing, the colorful dyebath is discharged into effluent streams, which needs a special treatment for color removal. Surfactants interaction with dyes has been evaluated in several studies, including the textile area, specifically in the separation of dyes from textile wastewater. In this work a cationic surfactant was used in a microemulsion system for the extraction of anionic dyes (disperses dyes) from textile wastewater. These microemulsion system was composed by dodecylamonium chloride (surfactant), kerosene oil (organic phase), isoamyl alcohol (cosurfactant) and the wastewater (aqueous phase). The wastewater that results after the dyeing process is acid (pH 5). It was observed that changing the pH value to above 12.8 the extraction could be made, resulting in an aqueous phase with low color level. The Scheffé net experimental design was used for the extraction process optimization, and the obtained results were evaluated using the program "Statistica 7.0". The optimal microemulsion system was composed by 59.8wt.% of wastewater, 30.1wt.% of kerosene, 3.37wt.% of surfactant and 6.73wt.% of cosurfactant, providing extraction upper than 96%. A mix of reactive dyebath (50%) and disperse dyebath (50%) was used as aqueous phase and it presented extraction upper than 98%. The water phase after extraction process can be reused in a new dyeing, being obtained satisfactory results, according to the limits established by textile industry for a good dyeing. Tests were accomplished seeking to study the influence of salt addition and temperature. An experimental design was used for this purpose, which showed that the extraction doesn't depend on those factors. In this way, the removal of color from textile wastewater by microemulsion is a viable technique (that does not depend of external factors such as salinity and temperature), being obtained good extraction results even with in wastewater mixtures
URI: http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/17633
Appears in Collections:PPGQ - Mestrado em Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BethATA_DISSERT.pdf4.16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.