Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/20249
Title: Atuações e papéis femininos: o corpo a corpo da atriz no teatro pernambucano durante a ditadura militar
Authors: Silva, Girlane Cristina Siqueira da
Keywords: Gênero;Memória;Corpo;Atriz;Ditadura
Issue Date: 10-Mar-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SILVA, Girlane Cristina Siqueira da. Atuações e papéis femininos: o corpo a corpo da atriz no teatro pernambucano durante a ditadura militar. 2015. 220f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Esta pesquisa investigou a atuação feminina no teatro pernambucano durante a ditadura milita r brasileira na década de 1970 , analisando os trabalhos de quatro atrizes dos grupos Teatro Hermilo Borba Filho, Vivencial e Expressão , que atuaram no período. Lança - se um olhar sobre o corpo feminino no teatro a partir de uma transgressão cênica corporal : a consciência de uma insubordin ação corpórea em resposta a um determinado contexto. No entanto, antes delineou - se um panorama sobre a posição artística e sociocultural da mulher no teatro, nos períodos que antecedem a ditadura no Brasil e em Pernambuco, abrangendo referências teatrais e históricas, com o objetivo de refletir sobre como estas colocações interferiram na imagem social da atriz no contexto ditatorial. Os grupos são revisitados pe los olhares das intérpretes, onde foi percebido que a visada feminina busca as relações, e neste contexto, as relações com os outros grupos de teatro da época, com os outros artistas do s grupo s em que estavam inseridas, com o contexto ditatorial, com a censura, com o teatro engajado e transgressor, com o corpo. Em paralelo, desenvolve - se uma reflexão sobre o corpo cênico que se opunha à ditadura, um corpo que viola as normas esta b elecidas, o Corpo Transgressor. A pesquisa discorre ainda sobre uma analogia entre o trabalho das atrizes que se opunham ao regime militar e as mulheres militantes. Partindo d e análises feitas com as entrevistas realizadas com as atrizes, a partir das metodologias da História Oral e da Análise do Discurs o , o estudo é desenvolvido construindo - se conexões entre as falas das artistas e os pressupostos filosóficos de Henri Bergson , acerca do corpo e da memória. É também elaborada uma reflexão sobre as mudanças do corpo feminino no teatro na História, em consonância com o conceito também filosófico do Devir M ulher de Fel ix Guattari. Constatou - se, assim, que as atrizes , desde o século XIX, constituíram um dos grupos de atores sociais femininos que modificaram a posição da mulher na História ; que a estigmatização da profiss ão d e atriz, considerada como indecente nos séculos anteriores , deixou resquícios em alguns âmbitos na atualidade e que a ideia da libertação do corpo feminino propagada pelo feminismo nos anos de 1970, configurou - se na época como a melhor forma de protesto e vai influencia r, em alguns contextos, na representação feminina em seu fazer teatral.
Abstract: This research investigated the female performance in Pernambuco theater during the Brazilian military dictator ship in the 1970s, analyzing the works of four actresses of theater groups Hermilo Borba Filho, Experiential and Expression, who acted in the period. Launches a look at the female body in the theater from a body scenic transgression: the conscience of a body insubordination in response to a given context. However, before delineated an overview of the artistic and socio - cultural position of women in the theater, in the periods prior to the dictatorship in Brazil and Pernambuco, covering theatrical and historical references, in order to reflect on how these settings interfered in the picture Social actr ess under the dictatorship. The groups are revisited by the looks of interpreters, which was perceived that female targeted search relationships, and in this context, relations with other theater groups of the time, with other artists of the groups that we re inserted with the dictatorial context with censorship, with the offender engaged and theater, with the body. In parallel, it develops a reflection on the scenic body that opposed the dictatorship, a body that violates the established norms, the Transgre ssor Body. The research also discusses an analogy between the work of the actresses who opposed the military regime and militant women. Starting from analyzes with interviews with the actresses from the methodologies of Oral History and Discourse Analysis, the study is developed by building up connections between the testimonies of the artists and the philosophical assumptions of Henri Bergson, on the body and memory. It is also designed to reflect on the changes of the female body in the theater in history , also in line with the philosophical concept of Becoming Woman Felix Guattari. It was found, therefore, that the actresses from the nineteenth century, were a group of female social actors who changed the position of women in history; the stigmatization o f the actress by profession, considered indecent in previous centuries, left traces in some areas today and the idea of the liberation of the female body propagated by feminism in the 1970s, was configured at the time as the best way to protest and will influence, in some contexts, the representation of women in their theatrical make.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/20249
Appears in Collections:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AtuacoesPapéisFemininos_Silva_2015.pdf2,71 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.