Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21234
Title: Dançando a carne: uma poética do corpo no mito adâmico
Authors: Rocha, Luiz Felipe Ferreira da
Keywords: Dança contemporânea;Processo de criação;Corpo;Mito adâmico
Issue Date: 20-Mar-2015
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: ROCHA, Luiz Felipe Ferreira da. Dançando a carne: uma poética do corpo no mito adâmico. 2015. 105f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2015.
Portuguese Abstract: Neste estudo dissertativo refletimos sobre a dimensão sensível do corpo, que nos possibilita participar do espaço mítico e constituí-lo como espaço potencial para a criação artística em dança, experiência atribuidora de sentidos ao mundo, à vida, à existência. Trata-se de um escrito que debulha algumas reflexões acerca da condição humana a partir de um olhar lançado sobre o mito de Adão, excitando-nos a pensar sobre as possíveis relações entre a arte e o mito na contemporaneidade, como campos do saber abertos à criação, como espaços semânticos capazes de atribuir novos sentidos ao vivido por meio das pulsações de um corpo que é mito e que é dança. Esse estudo tem dentre seus objetivos a intenção de aventurar um olhar sobre o referido mito, possibilitando-nos novas leituras, significados, e compreensões do mesmo a partir da experiência e vivência num processo de criação em dança contemporânea. Para tanto, referencia-se metodologicamente na Fenomenologia, ou melhor, na atitude fenomenológica proposta por Merleau-Ponty (1994), que considera a experiência vivida do corpo como fonte primordial de conhecimento. Debruçamo-nos assim sobre esse processo de criação em dança contemporânea, que veio a originar uma obra artístico-coreográfica, à qual intitulamos de “A Carne que Sou”, e nos colocando em contemplação dessa dança que ecoa do mistério, que emerge das profundezas do corpo, e que traz à superfície o humano e o seu mundo, suas relações. Compreendemos aqui, portanto, a dança como nossa sensível guia e orientadora de reflexões de ordem ontológica e epistemológica, capaz de validar e perpetuar o mito enquanto herança de sabedoria ancestral.
Abstract: In this dissertation we reflect about sensitive the dimension of the body, which enables us to participate in mythical space and set him as a potential space for artistic creation in dance, experience provider in senses for world, for life and for existence. It´s a written, thrashing some reflections on the human condition from a gaze cast upon the myth of Adam, leading us to think about the possible relationships between art and myth in contemporary times, as fields of knowledge open to creation, and semantic spaces able to assign new meanings to living through the pulsations of a body that is myth and what is dance. One of the goals of this study is set up a new point of view to analyze the Adam's myth, enabling to new interpretations, meanings and understandings from the experience in the process of creation in contemporary dance. Therefore, methodologically reference is made in the Phenomenology, or rather the phenomenological attitude proposed by Merleau-Ponty (1994), which considers the experience of the body as the primary source of knowledge. Dipping on this process of creation in contemporary dance, one artistic and choreographic work was originated, titled "The Body I am”, in contemplation of this dance that echoes the mystery, that emerges from the depths of the body, and it brings to the human surface and your world, your relationships. Realize that dance is as a sensitive guide and counselor reflections ontological and epistemological, able to validate and perpetuate the myth whereas ancestral wisdom inheritance.
URI: http://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21234
Appears in Collections:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DancandoCarnePoética_Rocha_2015.pdf2,78 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.