Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21899
Title: Efeito da estimulação emocional sobre o processamento sensorial auditivo
Authors: Hernández, Laura Carolina Ahumada
Keywords: Emoção;Processamento sensorial;Potencial evocado auditivo;Bandas de frequência
Issue Date: 24-May-2016
Citation: HERNÁNDEZ, Laura Carolina Ahumada. Efeito da estimulação emocional sobre o processamento sensorial auditivo. 2016. 87f. Dissertação (Mestrado em Psicobiologia) - Centro de Biociências, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: As emoções influenciam no comportamento, contribuindo para a adaptação ao ambiente, e modulando os processos cognitivos como a percepção, a atenção e a memória. As imagens com conteúdo emocional afetam o potencial evocado visual, provocando aumento nas amplitudes dos componentes precoces. Porém, ainda não é claro como o conteúdo emocional associado a uma determinada via sensorial pode afetar o processamento de outras modalidades sensoriais. O objetivo deste estudo foi avaliar como as imagens com conteúdo emocional influenciam o processamento sensorial auditivo, através do potencial evocado auditivo de um som inócuo. Para isso, foi registrado o potencial evocado auditivo em 36 estudantes universitários durante a apresentação de blocos de imagens negativas, blocos de imagens positivas, blocos de imagens neutras ou uma tela em branco. Analisamos também os escores de valência e alerta das imagens, a variabilidade da frequência cardíaca e a potência das bandas de frequência teta e alfa,. As imagens negativas, positivas e neutras tiveram os escores de valência e alerta esperado para esses tipos de imagens, mas esses resultados diferiram dos escores da padronização realizada para o Brasil. Já na variabilidade da frequência cardíaca, foi observada uma desaceleração do ritmo cardíaco durante a apresentação das imagens negativas e positivas, o que correlacionou com os escores das imagens. Quanto ao potencial evocado auditivo, não encontramos um efeito da emoção. Contudo, foi encontrada uma diminuição da amplitude do potencial evocado durante a apresentação das imagens, independentemente da sua valência. As análises das bandas de frequências mostraram um aumento da potência de teta e alfa no hemisfério esquerdo inicialmente durante as quatro condições. Em um segundo momento foi observado um aumento da potência dessas bandas durante a apresentação das imagens emocionais no hemisfério direito. Por último, foi observada uma diminuição da potência de teta no hemisfério direito na condição de imagens negativas. Os resultados da avaliação das imagens e a variabilidade da frequência verificam que as imagens do International Affective Picture System (IAPS) são um bom método para induzir e avaliar emoções. Contudo, é importante fazer uma melhor padronização para todo o Brasil. A resposta do potencial evocado indica uma divisão da orientação da atenção entre as duas fontes de estimulação. Por fim, o incremento da potência de teta e alfa principalmente no hemisfério direito, evidência a importância do hemisfério direito no processamento de informação sensorial.
Abstract: Emotions are crucial for the survivor of the organisms. They allow individuals to recognize what is threatening and what is safe in the environment. Emotions work modulating several cognitive processes, such as perception, attention and memory. At an electrophysiological level, emotions influence the response of neuronal networks measured by Event-Related Potentials (ERP). It has been documented that pleasant and unpleasant pictures increase the amplitude of the visual ERP in the visual areas of the brain. However, little is known about how emotions affect the processing of stimuli of different sensory modalities. The aim of this work was to test how the International Affective Picture System (IAPS) may affect the ERP of an innocuous sound. For this purpose the auditory ERP of 36 healthy students was recorded while they were watching a stream of high arousal unpleasant, high arousal pleasant, neutral images or a white screen. Heart rate variability (HRV), subjective self-report and band frequency power were measured too. Results showed that subjective self-report of the pictures emotional property verified the emotional qualities of these pictures, but it was slightly different form the Brazilian standard scores. We also found a deceleration of the HRV during emotional pictures viewing, and this correlated with the subjective self-report. No effect from emotional valence on the auditory ERP was found, only an effect of the pictures when compared to the white screen condition. In the left hemisphere, band frequency power showed a increase of theta and alpha power in the first moment for the four conditions. In a second moment, there was a increase of the power of this two bands during emotional pictures presentation in the right hemisphere. And then, it was seen a decrease in the right hemisphere of theta band power during unpleasant picture viewing. Scores from the subjective self-report and HRV confirmed that IAPS are a good method to elicit and evaluate emotions, but is necessary to extend the Brazilian standardization to have a more reliable instrument. Findings in the auditory ERP suggest a division of attention between the two kind of stimulation. Finally, the increase in the theta and alpha band power, especially in the right hemisphere, throughout the temporal series suggest a specialization of right hemisphere in the processing of emotional information.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21899
Appears in Collections:PPGPSICO - Mestrado em Psicobiologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LauraCarolinaAhumadaHernandez_DISSERT.pdf3,02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.