Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22027
Title: Avaliação e melhoria da adesão à higienização das mãos em uma UTI neonatal orientada pela estratégia multimodal
Authors: Medeiros, Aurélia Cristina de
Keywords: Higienização das mãos;Segurança do paciente;Estratégia multimodal
Issue Date: 29-Sep-2016
Citation: MEDEIROS, Aurélia Cristina de. Avaliação e melhoria da adesão à higienização das mãos em uma UTI neonatal orientada pela estratégia multimodal. 2016. 54f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Introdução: A higienização das mãos é uma ação simples, mas que traz um benefício imensurável aos pacientes e profissionais de saúde no controle de infecção hospitalar e segurança do paciente. Objetivo: Melhorar a adesão dos profissionais à prática da higienização das mãos, nos cinco momentos da assistência orientados pela Estratégia Multimodal da Organização Mundial de Saúde. Metodologia: O desenho metodológico do estudo é quase experimental do tipo antes e depois, realizado na UTI neonatal de uma Maternidade Escola no Rio Grande do Norte. Para calcular a melhoria entre as avaliações realizou-se o cálculo da estimativa pontual com um intervalo de confiança (95%) do nível de cumprimento dos critérios das amostras selecionadas, calculado os valores das melhorias absoluta e relativa de cada um dos critérios, e para a significação estatística da melhoria detectada realizada um teste de hipótese unilateral por meio do cálculo do valor de Z, considerando como hipótese nula a ausência de melhoria, não considerando quando p – valor fosse < a 0,05. Resultados: Na 1ª avaliação, (n=44 profissionais), 55% dos profissionais cumpriram critérios higiene das mãos, ao entrar na UTI Neo. Realizado mais quatro observações, três com (n=179) oportunidades, para 96 ações desenvolvidas, distribuídas nos meses de Outubro com 53 oportunidades (18% de ações desenvolvidas), em Novembro 88 oportunidades (58% de ações desenvolvidas) e em Dezembro 38 oportunidades (24% de ações desenvolvidas). A quinta observação,(n=44 profissionais) 86% cumpriram critério de HM ao entra na UTI Neo. Conclusão: O estudo mostra que a adesão à higiene das mãos, ainda está muito baixa, quando associada aos cinco momentos da assistência, enquanto que em relação ao critério de HM ao entrar na UTI, houve uma melhora significativa. Fazem-se necessárias ações de educação continuada e planejada. Deve-se trabalhar a cultura da higienização das mãos nos cinco momentos da assistência em busca da qualidade e segurança na assistência à saúde, reduzindo não só a infecção hospitalar, mas também o índice da morbimortalidade.
Abstract: Introduction: hygiene of the hands is a simple action, but that brings immeasurable beneficial to patients and health professionals in hospital infection control and patient safety. Objective: The present study aims to improve the adhesion of the practice of professional hygiene of the hands, in five moments of the Multimodal Strategy assistance from the World Health Organization. Methodology: the methodology of the study design is almost like before and after trial, held in the NICU a maternity School in Rio Grande do Norte. To calculate the improvement between the evaluations there was the calculation of the point estimate with a confidence interval (95%) of the compliance level with the criteria of the selected samples, calculated the values of the absolute and relative improvements to each of the criteria, and the statistical significance of improving detected held a one-sided hypothesis test by means of calculating the value of Z considering how null hypothesis the lack of improvement, when p-value was the < 0.05. Results: The first evaluation (n = 44), 55% of professionals have met criteria for hand hygiene, on entering the ICU Neo. Held four more observations, three with (n = 179), opportunities for 96 actions developed, distributed in October with 53 opportunities (18% of developed actions) in November 88 chances (58% of actions) and in December 38 opportunities (24% of actions). The fifth observation (n = 44) 86% fulfilled criterion of Hand Hygiene to enter in ICU Neo and 14% did not meet. Conclusion: The study shows that the adherence to hand hygiene, still is too low, when linked to the five times of assistance, while in relation to the criterion of HH when entering in the ICU, there has been a significant improvement. Makes necessary continuing education and planned actions. It should Works with the culture of hygiene of hands in five moments of assistance in the pursuit of quality and safety in health care, reducing not only the hospital infection, but also the index of morbidity and mortality.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22027
Appears in Collections:QUALISAÚDE - Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
AureliaCristinaDeMedeiros_DISSERT.pdf2,24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.