Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22348
Título: A história da matemática como metodologia de ensino: um estudo a partir do tratado sobre o triângulo aritmético de Blaise Pascal
Autor(es): Dias, Graciana Ferreira
Palavras-chave: História da Matemática;Atividades históricas;Triângulo Aritmético;Construtivismo
Data do documento: 16-Dez-2014
Citação: DIAS, Graciana Ferreira. A história da matemática como metodologia de ensino: um estudo a partir do tratado sobre o triângulo aritmético de Blaise Pascal. 2014. 172f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Abstract: A presente pesquisa aborda a temática da utilização da História da Matemática comometodologia para o ensino-aprendizagem de conceitos matemáticos, por meio de atividadeshistóricas produzidas pela pesquisadora a partir de fontes originais. Buscou-se investigar aspossibilidades de utilização da História da Matemática como um instrumento pedagógicoatravés da obra Tratado sobre o Triângulo Aritmético, de Blaise Pascal, em um contexto deformação inicial de professores. Partiu-se dos pressupostos do construtivismo, nos quais oconhecimento só é possível quando o sujeito tem experiências e reflete sobre as mesmas, paraelaboração de dois módulos de atividades acerca do Triângulo Aritmético e sua aplicação àsCombinações, a partir da fonte original o Tratado sobre o Triângulo Aritmético. Estainvestigação tem uma abordagem qualitativa e trata-se de um estudo de caso. O estudoexplorou um curso de extensão ministrado pela pesquisadora na Universidade Federal do RioGrande do Norte (UFRN), no qual foram trabalhadas as atividades históricas produzidas. Paraanálise da compreensão dos alunos, sobre os conceitos trabalhados nas atividades, foi aplicadauma avaliação final e utilizados os critérios de compreensão relacional e compreensãoinstrumental sugeridos por Skemp (1976). O trabalho com as atividades revelou algumasfragilidades dos alunos na compreensão de um texto escrito em outro contexto, bem como emconceitos matemáticos abordados. Por outro lado, os alunos perceberam que estudar a partirde um material escrito pelo próprio matemático apresentava vantagens quando comparadocom outros livros de História da Matemática, em termos de conceitos e procedimentos. Podeseainda ressaltar a importância de se ter uma fonte histórica traduzida para a línguavernácula, na qual os alunos podem aprender Matemática e aprender modos de fazerMatemática. A partir da avaliação das questões finais, bem como durante todo o processo comas atividades históricas, concluiu-se que os alunos sujeitos da pesquisa chegaram a um nívelde compreensão relacional, apresentando um conhecimento rico em conexões entre osconceitos matemáticos envolvidos no Triângulo Aritmético.
Resumo: A presente pesquisa aborda a temática da utilização da História da Matemática comometodologia para o ensino-aprendizagem de conceitos matemáticos, por meio de atividadeshistóricas produzidas pela pesquisadora a partir de fontes originais. Buscou-se investigar aspossibilidades de utilização da História da Matemática como um instrumento pedagógicoatravés da obra Tratado sobre o Triângulo Aritmético, de Blaise Pascal, em um contexto deformação inicial de professores. Partiu-se dos pressupostos do construtivismo, nos quais oconhecimento só é possível quando o sujeito tem experiências e reflete sobre as mesmas, paraelaboração de dois módulos de atividades acerca do Triângulo Aritmético e sua aplicação àsCombinações, a partir da fonte original o Tratado sobre o Triângulo Aritmético. Estainvestigação tem uma abordagem qualitativa e trata-se de um estudo de caso. O estudoexplorou um curso de extensão ministrado pela pesquisadora na Universidade Federal do RioGrande do Norte (UFRN), no qual foram trabalhadas as atividades históricas produzidas. Paraanálise da compreensão dos alunos, sobre os conceitos trabalhados nas atividades, foi aplicadauma avaliação final e utilizados os critérios de compreensão relacional e compreensãoinstrumental sugeridos por Skemp (1976). O trabalho com as atividades revelou algumasfragilidades dos alunos na compreensão de um texto escrito em outro contexto, bem como emconceitos matemáticos abordados. Por outro lado, os alunos perceberam que estudar a partirde um material escrito pelo próprio matemático apresentava vantagens quando comparadocom outros livros de História da Matemática, em termos de conceitos e procedimentos. Podeseainda ressaltar a importância de se ter uma fonte histórica traduzida para a línguavernácula, na qual os alunos podem aprender Matemática e aprender modos de fazerMatemática. A partir da avaliação das questões finais, bem como durante todo o processo comas atividades históricas, concluiu-se que os alunos sujeitos da pesquisa chegaram a um nívelde compreensão relacional, apresentando um conhecimento rico em conexões entre osconceitos matemáticos envolvidos no Triângulo Aritmético.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22348
Aparece nas coleções:PPGED - Doutorado em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
GracianaFerreiraDias_TESE.pdf11,36 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.