Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22492
Title: Gestão de riscos prospectiva aplicada a erros de dispensação de medicamentos em um hospital universitário
Authors: Cavalcanti, Mabel Mendes
Keywords: Segurança do paciente;Qualidade da assistência à saúde;Erros de medicação;Gestão de riscos
Issue Date: 14-Oct-2016
Citation: CAVALCANTI, Mabel Mendes. Gestão de riscos prospectiva aplicada a erros de dispensação de medicamentos em um hospital universitário. 2016. 30f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Introdução: Os serviços de saúde têm crescente uso de tecnologias e processos complexos que oferecem riscos elevados durante o cuidado ao paciente. Métodos prospectivos de identificação e redução de riscos podem ser úteis, porém há pouca descrição de sua aplicação no contexto brasileiro. Objetivo: esse estudo objetiva analisar, identificar e priorizar as falhas no processo de dispensação de medicamentos em um hospital universitário, com propostas de ações para redução do risco das falhas priorizadas. Método: trata-se de um estudo descritivo, desenvolvido em um hospital universitário, com uso do HFMEA segundo a Veteran Affairs, aplicado por equipe multiprofissional, durante 3 meses. Foram identificados e analisados modos de falha no processo de dispensação de medicamentos, segundo critérios de gravidade, frequência, criticidade, chance de detecção e existência de medidas preventivas. Com as falhas prioritárias, foi realizada análise das causas e plano de gerenciamento e monitoramento dos riscos. Resultados: destacaram-se 21 modos de falha na dispensação de medicamentos. Os subprocessos com maiores falhas foram, em ordem decrescente, “separação do medicamento” (06), “preparação da dose” (06), “avaliação da prescrição” (03), “unitarização dos medicamentos” e “entrega da dose” (02), “liberação do medicamento” (01) e “conferência da dose” (01). Três dessas falhas foram selecionadas para análise e intervenção: identificação errada do medicamento (na unitarização), medicamento separado diferente do prescrito (na separação do medicamento) e atraso na entrega de dose (na entrega da dose). Após a análise das causas, estabeleceu-se algumas intervenções necessárias, a saber: auditoria para avaliar a adesão ao protocolo do subprocesso “unitarização” e divulgação dos resultados, construção de um protocolo operacional padrão para o armazenamento de medicamentos com som e grafia semelhantes e implantação do protocolo de segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. Conclusão: o estudo permitiu analisar o processo de dispensação de medicamentos, onde identificou-se as possíveis falhas que pudessem aumentar o risco de eventos adversos nessa etapa do processo de medicação. O HFMEA foi útil para auxiliar o grupo multidisciplinar a entender melhor as fragilidades no processo de trabalho e favoreceu a percepção de falhas específicas do contexto do hospital participante, além de auxiliar na priorização de intervenções corretivas e possibilidade de melhorias para segurança na dispensação de medicamentos.
Abstract: Introduction: health services have increasing use of complex technologies and processes that provide high risks for patient care. Prospective methods of identification and risk reduction can be helpful, but there is little description of your application in the Brazilian context. Objective: this study aims to analyze, identify and prioritize failures in the drug dispensing process in a university hospital, with proposals for actions to reduce the risk of prioritized failures. Method: it is a descriptive study, developed in a university hospital, using the HFMEA according to Veterans Affairs, implemented by multidisciplinary team for 3 months. They were identified and analyzed failure modes in the drug dispensing process, according to their severity and frequency, from the priority analysis of causes, management and monitoring of risks. Results: the highlights 21 ways to fail in dispensing drugs. Subprocesses with major failures were, in descending order, separation of the product (06), prepare the dose (06), evaluation of the prescription (03), unitarization of drugs and delivery of the dose (02), the drug release (01) and conference dose (01). Three of these failures were selected for analysis and intervention: "misidentification of medicine" (unitarization), "different separate drug's prescribed" (separation of the product) and "delay in dose delivery" (the drug release). After the analysis of the causes, we established some necessary interventions, namely: audit to assess adherence to the sub-process protocol "unitarization" and dissemination of results, construction of a standard operating protocol for storing medicines with sound and the like spelling and implementation of the security protocol in prescription, use and administration of medications. Conclusion: the study allowed us to analyze the process of dispensing drugs, where we identified the possible failures that could increase the risk of adverse events in this stage of the medication process. HFMEA was useful to assist multidisciplinary group better understand the weaknesses in the work process, which can help to faults, and assists in prioritizing corrective interventions and possible improvements to safety in dispensing drugs.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22492
Appears in Collections:QUALISAÚDE - Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MabelMendesCavalcanti_DISSERT.pdf1.01 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.