Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22877
Title: Os impactos da instalação de parques eólicos nas comunidades urbanas e rurais da Serra De Santana/RN
Authors: Cruz, Karla Dayane Bezerra
Keywords: Impactos;Comunidades Locais;Energia Eólica;Parque Eólico
Issue Date: 10-May-2016
Citation: CRUZ, Karla Dayane Bezerra. Os impactos da instalação de parques eólicos nas comunidades urbanas e rurais da Serra De Santana/RN. 2016. 131f. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: O estudo do vento para geração de energia vem ganhando espaço desde que países como Estados Unidos e China, líderes em capacidade instalada mundial, passaram a investir neste recurso energético. Atualmente no Brasil, a produção da energia eólica está em ascensão, sendo que o desenvolvimento de parques eólicos cresceu consideravelmente na região Nordeste. Esse crescimento no número de parques gera mudanças no ambiente social, impactando tanto positivamente, com geração de emprego e renda, como negativamente, com mudanças na paisagem. O objetivo da pesquisa foi identificar quais os impactos causados nas comunidades com a instalação de parques eólicos, tendo o interesse de compreender melhor a relação desta nova fonte de energia com a comunidade local que recebe as torres, tendo em vista que há modificação do ambiente. O estudo foi importante por se tratar de uma nova fonte de energia na matriz energética brasileira e pela necessidade de se compreender as mudanças geradas nas cidades pequenas do Rio Grande do Norte, especificamente Serra de Santana. A pesquisa foi desenvolvida utilizando uma abordagem qualitativa, sendo caracterizada quanto aos objetivos como descritiva, ao descrever o fenômeno ocorrido nas comunidades pelos impactos causados com o recebimento do novo empreendimento no município. Para isso, foi realizada uma pesquisa de campo com a aplicação de entrevista individual a dez residentes locais. O resultado da pesquisa apresentou a percepção dos residentes quanto à instalação de parques eólicos em seu município. Em relação aos impactos ambientais, os entrevistados relataram incômodo sonoro na zona rural. Nesta perspectiva, os agricultores acreditam que a terra é impactada com a instalação dos parques, sendo que o cultivo de plantas frutíferas é prejudicado. Verificou-se ainda que, apesar dos impactos ambientais, a paisagem visual é considerada atraente e bonita, e a interferência eletromagnética é percebida nos aparelhos de televisão nas comunidades que convivem lado a lado com os parques eólicos. Os maiores impactos sociais estão na geração de emprego e renda e na infraestrutura do município, diante a falta de investimento do setor público. O turismo é pouco desenvolvido na Serra de Santana, não existe artesanato local, os empreendimentos de lazer são de particulares, faltam ações para promover a cultura local para crescimento do turismo. E os impactos econômicos ocorreram nos preços de imóveis e mercadorias, no entanto, os fatores externos do cenário nacional de crise econômica e inflação também influenciaram a resposta dos entrevistados. Considera-se com o estudo que os residentes são os mais impactados negativamente, o setor público e os donos de parques eólicos não entram em comum acordo para resolver problemas com os moradores, sendo poucos os benefícios oferecidos às comunidades.
Abstract: O estudo do vento para geração de energia vem ganhando espaço desde que países como Estados Unidos e China, líderes em capacidade instalada mundial, passaram a investir neste recurso energético. Atualmente no Brasil, a produção da energia eólica está em ascensão, sendo que o desenvolvimento de parques eólicos cresceu consideravelmente na região Nordeste. Esse crescimento no número de parques gera mudanças no ambiente social, impactando tanto positivamente, com geração de emprego e renda, como negativamente, com mudanças na paisagem. O objetivo da pesquisa foi identificar quais os impactos causados nas comunidades com a instalação de parques eólicos, tendo o interesse de compreender melhor a relação desta nova fonte de energia com a comunidade local que recebe as torres, tendo em vista que há modificação do ambiente. O estudo foi importante por se tratar de uma nova fonte de energia na matriz energética brasileira e pela necessidade de se compreender as mudanças geradas nas cidades pequenas do Rio Grande do Norte, especificamente Serra de Santana. A pesquisa foi desenvolvida utilizando uma abordagem qualitativa, sendo caracterizada quanto aos objetivos como descritiva, ao descrever o fenômeno ocorrido nas comunidades pelos impactos causados com o recebimento do novo empreendimento no município. Para isso, foi realizada uma pesquisa de campo com a aplicação de entrevista individual a dez residentes locais. O resultado da pesquisa apresentou a percepção dos residentes quanto à instalação de parques eólicos em seu município. Em relação aos impactos ambientais, os entrevistados relataram incômodo sonoro na zona rural. Nesta perspectiva, os agricultores acreditam que a terra é impactada com a instalação dos parques, sendo que o cultivo de plantas frutíferas é prejudicado. Verificou-se ainda que, apesar dos impactos ambientais, a paisagem visual é considerada atraente e bonita, e a interferência eletromagnética é percebida nos aparelhos de televisão nas comunidades que convivem lado a lado com os parques eólicos. Os maiores impactos sociais estão na geração de emprego e renda e na infraestrutura do município, diante a falta de investimento do setor público. O turismo é pouco desenvolvido na Serra de Santana, não existe artesanato local, os empreendimentos de lazer são de particulares, faltam ações para promover a cultura local para crescimento do turismo. E os impactos econômicos ocorreram nos preços de imóveis e mercadorias, no entanto, os fatores externos do cenário nacional de crise econômica e inflação também influenciaram a resposta dos entrevistados. Considera-se com o estudo que os residentes são os mais impactados negativamente, o setor público e os donos de parques eólicos não entram em comum acordo para resolver problemas com os moradores, sendo poucos os benefícios oferecidos às comunidades.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22877
Appears in Collections:PPGEP - Mestrado em Engenharia de Produção

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
KarlaDayaneBezerraCruz_DISSERT.pdf2,85 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.