Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23533
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBispo, Edvaldo Balduino-
dc.contributor.authorSantos, Lineker Trajano dos-
dc.date.accessioned2017-07-05T14:57:36Z-
dc.date.available2017-07-05T14:57:36Z-
dc.date.issued2017-04-12-
dc.identifier.citationSANTOS, Lineker Trajano dos. A construção modalizadora [(Suj) + ficar de + infinitivo] sob o viés funcionalista. 2017. 89f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23533-
dc.description.abstractIn this work, we investigate the construction [(SUBJ) + FICAR DE + INFINITIVE], in order to describe it formally and functionally, taking into account structural, semantic, cognitive and pragmatic aspects underlying in the use of its instantiations. We based on the Linguística Funcional Centrada no Uso, as dealt by Furtado da Cunha, Bispo e Silva (2013), in alliance with Construction Grammar, defended by researchers as Goldberg (1995), Croft (2001), Traugott e Trousdale (2013) among others. With regard to methodology, the research presents an eminent qualitative approach, with a basis on quantitative support and has a descriptive and explicative nature. The database is made up of occurrences taken from the website Reclame Aqui, that showed to be very favorable for the instances of use of the construction under investigation. As results ficar loses its properties of full verb, predicator, and become an auxiliary one, and can be used in different verbal forms (person and tenses), such as ficou de enviar, fica de retornar etc. and the SUBJECT slot of the construction can be filled by different forms. As to semantic aspects, there is no constraint in the type of verb gathered to fill in the INFINITIVE slot and its use is related to the notions of modality in its deontic and or epistemic aspects. We also observed that the instances of use of this construction are related to metonymic processes and questions of subjectivity and intersubjectivity in such a way that expresses the attitude of the speaker in relation to what he or she says (if he/she is sure or not, for example) and the effects he/she intends to cause to addressee (to persuade, to commit, to require an action, to assign to other person a given commitment etc.).pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectConstrução modalizadorapt_BR
dc.subjectLinguística funcional centrada no usopt_BR
dc.subjectGramática de construçõespt_BR
dc.titleA construção modalizadora [(Suj) + ficar de + infinitivo] sob o viés funcionalistapt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DA LINGUAGEMpt_BR
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/0864177630335496-
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8914149462152107-
dc.contributor.referees1Ataide, Cleber Alves de-
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4301066659702331-
dc.contributor.referees2Costa, Marcos Antonio-
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/2063417297534959-
dc.description.resumoNeste trabalho, investigamos a construção [(SUJ) FICAR DE + INFINITIVO], com vistas a caracterizá-la formal e funcionalmente, considerando aspectos estruturais, semântico-cognitivos e pragmáticos implicados no uso de seus construtos. Para tanto, ancoramo-nos nos pressupostos da Linguística Funcional Centrada no Uso, tal qual definem Furtado da Cunha, Bispo e Silva (2013), conjugados aos da Gramática de Construções, defendida por pesquisadores como Goldberg (1995), Croft (2001), Traugott e Trousdale (2013) e outros. Em termos metodológicos, a pesquisa apresenta viés eminentemente qualitativo, calcada em suporte quantitativo e possui natureza descritivo-explicativa. O banco de dados é composto de ocorrências retiradas do site Reclame Aqui, o qual se mostrou bastante favorável às instâncias de uso da construção sob enfoque. À guisa de resultados, nas ocorrências levantadas, ficar perde as propriedades de verbo pleno, predicador, passando a atuar como auxiliar, e pode ser usado em diferentes tempos e pessoas verbais, a exemplo de ficou de enviar, fica de retornar etc., e o slot SUJ da construção pode ser preenchido por diferentes formas. Em relação aos aspectos semânticos, não há restrição quanto aos tipos de verbo recrutados para ocupar o slot INFINITIVO e seu uso está ligado às noções de modalidade em seus aspectos deôntico e/ou epistêmico. Por fim, no tocante aos aspectos cognitivos e pragmáticos, observamos que as instâncias de uso dessa construção se relacionam a processos metonímicos e a questões de subjetividade e de intersubjetividade no sentido de que expressa a atitude do falante quanto ao que diz (se tem certeza ou não, por exemplo) e quanto aos efeitos que pretende provocar em seu interlocutor (persuadir, comprometer, cobrar uma ação, atribuir a terceiros um dado comprometimento etc.).pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApt_BR
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LinekerTrajanoDosSantos_DISSERT.pdf1,12 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.