Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23640
Título: Uma jornada elucidativa: discurso subjacente da genética em os melhores contos de Rubem Braga
Autor(es): Oliveira, Joana Leopoldina de Melo
Palavras-chave: Rubem Braga;Crônica e conto;Crítica genética
Data do documento: 22-Fev-2017
Citação: OLIVEIRA, Joana Leopoldina de Melo. Uma jornada elucidativa: discurso subjacente da genética em os melhores contos de Rubem Braga. 2017. 162f. Tese (Doutorado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: Rubem Braga stood out in Brazilian literature only writing chronicles, with texts loaded with lyricism. Antonio Candido defined the chronicler as "the most poet of the proseurs of modernism.’’ Studying the chronicler, it was observed that his chronic stands out because of the special treatment given by him to the words and, therefore, was the only writer of Brazilian literature to have his work, before publication in books, recognized and consecrated solely for his chronic production in newspapers and magazines. In this paper, we intend to show a study about the book Melhores Contos of Rubem Braga, selection of David Arrigucci Jr. The book presents a selection of 39 chronicles of Rubem Braga. Despite being published initially in newspapers, the title of the book already indicates that the selected texts were denominated of short stories. Thus, we will show the main distinguishing characteristics between tale and chornic genre by making a comparative and comprehensive study on the particularities of each. For this, we will use astheoretical support the texts of BOSI (1997), CORTÁZAR (2013), CANDIDO (1992), among others. We will also make a genetic analysis of the found versions of each text and we will observe the changes that have taken place, in the way between the newspaper and the book. As his critics have always noted, especially David's Arrigucci Jr assessment, Rubem Braga constantly modified his texts. Such aspect is motivator of this work, dedicated to observing and analyzing the changes of these chronicles until their arrival to the book of stories. To talk about this route we will use the texts by GRÉSILLON (2007), PINO and ZULAR (2007), genetic WILLEMART (1999) and SALLES(2002), all theorists linked to criticism. Thus, through the present research, we will show how the transformations versions contributed to the classification of the genre in the book studied.
Resumo: Rubem Braga se destacou na literatura brasileira apenas escrevendo crônicas, com textos carregados de lirismo. Antonio Candido definiu o cronista como “o mais poeta dos prosadores do modernismo”. Estudando o cronista observou-se que a sua crônica se destaca pelo trato especial que dá às palavras e, por isso, foi o único escritor da literatura brasileira a ter sua obra, antes da publicação em livros, reconhecida e consagrada tão somente pela sua produção cronística em jornais e revistas. No referido trabalho, pretende-se mostrar um estudo sobre o livro Melhores contos de Rubem Braga, seleção de Davi Arrigucci Jr. O livro apresenta uma seleção de 39 crônicas de Rubem Braga. Apesar de serem publicadas inicialmente em jornais, o título do livro já indica que os textos selecionados foram denominados de contos. Assim, mostraremos as principais características distintivas entre os gêneros conto e crônica, fazendo um estudo comparativo e compreensivo sobre as particularidades de cada um. Para isso, utilizaremos como amparo teórico os textos de BOSI (1997), CORTÁZAR (2013), CANDIDO (1992), entre outros. Faremos também uma análise genética das versões encontradas de cada texto e observaremos as transformações ocorridas, no caminho percorrido entre o jornal e o livro. Como sempre observam seus críticos, com destaque para a avaliação de Davi Arrigucci Jr., Rubem Braga modificou constantemente seus textos. Tal aspecto é o motivador central deste trabalho, dedicado a observar e analisar as alterações dessas crônicas até chegar ao livro de contos. Para falar sobre esse percurso utilizaremos os textos de GRÉSILLON (2007), PINO e ZULAR (2007), WILLEMART (1999) e SALLES (2002), todos teóricos ligados à crítica genética. Desse modo, através da presente pesquisa mostraremos como as transformações ocorridas nas versões dos textos contribuíram para a classificação do gênero conto no livro estudado.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23640
Aparece nas coleções:PPGEL - Doutorado em Estudos da Linguagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
JoanaLeopoldinaDeMeloOliveira_TESE.pdf2,94 MBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.