Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23641
Título: Validação e reprodutibilidade de uma escala para screening de triagem neurológica de recém-nascidos pré-termos não complicados ao atingir a idade termo
Autor(es): Alves, Carla Ismirna Santos
Palavras-chave: Escala de Saint-Anne Dargassies;Confiabilidade;Exame neurológico;Recém-nascido pré-termo
Data do documento: 12-Mai-2017
Citação: ALVES, Carla Ismirna Santos. Validação e reprodutibilidade de uma escala para screening de triagem neurológica de recém-nascidos pré-termos não complicados ao atingir a idade termo. 2017. 75f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Abstract: Objectives: To assess the interrater reliability of the Saint-Anne Dargassies Scale in assessing the neurological patterns of health preterm newborns. Methods: Twenty preterm newborns met the inclusion criteria for participation in this prospective study. The neurologic examination was performed using the Saint-Anne Dargassies Scale following and having had normal serial cranial ultrasound. To test the reliability the study was structured as follows: group I (rater 1/physiotherapist; rater 2/neonatologist); group II (rater 3/physiotherapist; rater 4/child neurologist) and the gold standard. Results: High interrater agreement was observed between groups I – II compared with the gold standard in assessing postural pattern (p < 0.01). Regarding the assessment of primitive reflexes, greater agreement was observed in the evaluation of the palmar grasp reflex and the Moro reflex (p < 0.01) for group I compared with the gold standard. An analysis of tone demonstrated heterogeneous agreement, without compromising the reliability of the scale. The probability of equality between measurements of head circumference in the two groups compared with the gold standard was observed. Conclusion: The Saint-Anne Dargassies Scale demonstrated high reliability and homogeneity with significant power of reproducibility and may be to identify preterm newborns suspected of having neurological deficits.
Resumo: Esse estudo se propôs fazer a validação da escala de Screening Neurológico de Pré-termo ao Termo, elaborado no decorrer do mestrado tomando como base os itens mais alterados nas escalas de Saint-Anne Dargassies, Amiel-Barrier-Shnider modificada e Prechtl. Essa escala é composta de 6 itens: identificação e fatores neonatais; estados de consciência; avaliação da postura; avaliação da movimentação espontânea; atividade reflexa neonatal e avaliação do tônus muscular. Entre as vantagens do construto proposto destacam-se: ser composta por manobras fáceis de aplicar e observar; ter pequena variação nas possibilidades de resposta; poder ser aplicada por profissionais de saúde que lidam com recém-nascidos pré-termo. A validação do construto proposto se deu pela análise do conteúdo e da confiabilidade inter-observador em relação ao observador Padrão Ouro (PO). Ainda dentro dos objetivos dessa pesquisa determinamos a confiabilidade da escala de Saint-Anne Dargassies. A amostra foi probabilística composta de 20 recém-nascidos pré-termo (RNPT) sem complicações, nascidos e atendidos na Unidade de Terapia Intensiva da Maternidade Escola Januário Cicco, Natal/Brasil, no período de agosto de 2012 a dezembro de 2013. Para testar a validade do screening proposto e a confiabilidade das escalas estruturou-se a coleta em: grupo I- composto pelo avaliador-1 (fisioterapeuta) e 2 (neonatologista); grupo II - composto pelo avaliador-3 (fisioterapeuta) e 4 (neurologista pediátrico), e pelo PO (Neurologista Infantil experiente). Cada grupo avaliou independentemente 10 RNPT, totalizando ao final 20 RNPT. O PO avaliou o n total nas mesmas condições e dias dos grupos I e II. Com essa metodologia e com os resultados obtidos e analisados estatisticamente, elaborarmos um primeiro manuscrito: Confiabilidade da escala de Saint-Anne Dargassies na avaliação do padrão neurológico de recém-nascidos pré-termo, sem complicações. Observamos uma concordância alta inter-observadores entre os grupos I - II em comparação com o padrão ouro na avaliação padrão postural (p <0,01). Em relação à avaliação dos reflexos primitivos, observou-se maior concordância na avaliação do reflexo palmar e do reflexo de Moro (p <0,01) para o grupo I em comparação com o padrão-ouro. Uma análise do tônus demonstrou acordo heterogêneo, sem comprometer a confiabilidade da escala. Observou-se a probabilidade de igualdade entre as medidas do perímetro cefálico nos dois grupos em comparação com o padrão-ouro. O destaque do nosso estudo foi validar este construto apresentando-o como uma escala válida, apta para identificar alterações no padrão neurológico de prétermos ao termo, com evidências de ser um instrumento confiável, com alta capacidade para discriminar suspeitos de alteração e com grande reprodutibilidade no meio clínico, pediátrico e da fisioterapia pediátrica. O desenvolvimento desse projeto teve enfoque multidisciplinar, pois envolveu neurologista infantil, fisioterapeuta, neonatologista, médico especialista em neuro-imagem e estatístico como preconizado pela PPGCSA.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23641
Aparece nas coleções:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
CarlaIsmirnaSantosAlves_TESE.pdf796 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.