Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23706
Title: Processos educacionais no cárcere: um estudo sobre as representações sociais de jovens e adultos nas prisões
Other Titles: Educational processes in prison: a study on the social representations of young people and adults in prisons
Authors: Freire, Francisca Daise Galvão
Keywords: Educação de jovens e adultos;Representações sociais;Privação de liberdade
Issue Date: 26-Jul-2016
Citation: FREIRE, Francisca Daise Galvão. Processos educacionais no cárcere: um estudo sobre as representações sociais de jovens e adultos nas prisões. 2016. 144f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Centro de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Esta pesquisa teve como objeto de estudo as representações sociais sobre a educação construída por jovens e adultos em situação de privação de liberdade. Buscamos, assim, conhecer como essas populações representam esse objeto simbólico e se relacionam com o mesmo. Buscamos, ainda, a partir daí, identificar elementos que facilitam ou obstaculizam o desenvolvimento de práticas educacionais da EJA nas prisões. Para tanto, utilizamos como fundamentação básica a teoria das Representações Sociais (MOSCOVICI, 1978; JODELET, 2001). Quanto aos aspectos metodológicos, o campo de observação restringiu-se à Penitenciária Estadual de Alcaçuz, Dr. Francisco Nogueira Fernandes e a principal fonte de coleta de dados foi a entrevista semiestrutura, utilizada com o apoio da técnica de associação livre de palavras e expressões, bastante empregada na pesquisa das representações sociais, seguida de um roteiro de questões diretivas. Dadas as condições de realização da pesquisa de campo, que coincidiu com um momento de rebeliões nos presídios, foram entrevistados apenas dez sujeitos, dentre os que tiveram experiência com processos educacionais dentro da prisão, número que, no entanto, mostrou-se bastante adequado para os objetivos da pesquisa. A análise das entrevistas realizou-se com o apoio do método de análise de conteúdo, tomando-se como unidade de análise o tema e a construção de categoriais (BARDIN, 1977; FRANCO, 2005; OLIVEIRA, 1995). Os resultados revelaram a construção e compartilhamento, pelos sujeitos, de uma representação social predominante sobre a educação e a sua função de guia para a ação, indicando diferentes atitudes e prescrições de comportamentos. Na polifasia dos conteúdos representacionais destaca-se a reprodução do sentido hegemônico de educação e a prescrição absoluta quanto ao seu papel redentor. Outros achados relativos às trajetórias escolares, às particularidades dos processos educativos na prisão e à relação professor/aluno nesse contexto contribuem para enfatizar as particularidades dessa modalidade de educação e, ao mesmo tempo, reforçar os achados difundidos pela literatura específica sobre as diferentes formas de violência a que estão submetidos os detentos e a ausência ou fragilidade da intervenção estatal e da própria sociedade tendo em vista assegurar a afirmação de um direito tão elementar como o acesso à educação formal.
Abstract: This research had as object of study the social representations on education built by young people and adults in situations of deprivation of liberty. We seek, therefore, to know how these populations represent this symbolic object and relate to the same. We seek also from there, identify factors that facilitate or hinder the development of educational practices of adult education in prisons. Therefore, we use as a foundation the theory of Social Representations (MOSCOVICI, 1978; JODELET, 2001). As for the methodological aspects, the field of observation restricted to the State Penitentiary Licorice, Dr. Francisco Nogueira Fernandes and the main source of data collection was the semi structure interview, used to support the technique of free association of words and expressions, rather used in the research of social representations, followed by a roadmap of policy issues. Given the conditions of realization of field research, which coincided with a time of riots in prisons, were only ten subjects interviewed, among those who have had experience with educational processes within the prison number, however, it proved to be very suitable for the research objectives. Analysis of the interviews was conducted with the support of the content analysis method, taking as unit of analysis the subject and the construction of categorical (BARDIN, 1977; FRANCO, 2005; OLIVEIRA, 1995). The results revealed the construction and sharing, the subject of a predominant social representation of education and their guide function for action, indicating different attitudes and behavior prescriptions. In polyphasia of representational content there is the reproduction of the hegemonic sense of education and the absolute limitation period for his redemptive role. Other findings related to school history, the peculiarities of educational processes in prison and the teacher / student relationship in this context contribute to emphasize the particularities of this type of education and, at the same time, strengthen the findings disseminated by the literature about the different forms of violence they are subjected to the detainees and the absence or weakness of state intervention and of society itself to ensure the assertion of such a basic right as access to formal education.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23706
Appears in Collections:PPGED - Mestrado em Educação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FranciscaDaiseGalvaoFreire_DISSERT.pdf2.04 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.