Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23881
Título : Efeitos da crioimersão nos marcadores do dano muscular após corrida de 10 km: ensaio clínico randomizado e cego
Autor : Dantas, Glauko André de Figueiredo
Palabras clave : Atividade física;Dor muscular;Marcadores biológicos;Crioterapia
Fecha de publicación : 31-mar-2017
Citación : DANTAS, Glauko André de Figueiredo. Efeitos da crioimersão nos marcadores do dano muscular após corrida de 10 km: ensaio clínico randomizado e cego. 2017. 66f. Dissertação (Mestrado em Fisioterapia) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017.
Resumen : Introduction: Street racing, a mode of athletics that has been growing exponentially, mainly because it is accessible to the entire population, requires a wide physical and psychological involvement of the practitioner during training and competitions. An adequate recovery of the practitioner's physical condition becomes an important aspect, mainly due to the damages caused to the muscular structure. Immersion cryotherapy has been used for this purpose. Objective: To analyze the effect of cold water immersion (CWI) on the recovery of clinical, biochemical and neuromuscular markers of muscle damage in 10 km street runners. Randomized and blinded clinical trial in which 30 subjects, 10 km street runners, were randomly divided, after running, into 3 recovery groups (control group, immersion group and cryoimersion group). The runners were evaluated for clinical (subjective pain perception), biochemical (CK blood concentration), functional (unipodal triple jump distance and shuttle run test time) and neuromuscular variables (peak torque, total work, power, fatigue index). The volunteers performed pre-race, post-race, post-intervention and 24-hour post-intervention evaluations. The data were expressed by mean and standard deviation, analyzed in the statistical package SPSS 20.0. A significance level of 5% and a 95% confidence interval were considered for all measures. Results: The 10 km race was enough to negatively alter performance from a biochemical, functional and neuromuscular variables (p <0.05), but there were no intergroup differences for any of the variables analyzed after the appropriate interventions (P> 0.05 ). Conclusion: CWI for 10 minutes at 10 ° C was not effective in recovering muscle damage markers after a 10-km run.
Resumo: Introdução: A corrida de rua, modalidade do atletismo que vem crescendo de maneira exponencial, principalmente por ser acessível a toda população, exige amplo envolvimento físico e psicológico do praticante durante treinamentos e competições. Uma adequada recuperação da condição física do praticante torna-se um aspecto importante, principalmente pelos danos causados a estrutura muscular. A crioterapia por imersão tem sido utilizada com esse propósito. Objetivo: Analisar o efeito da crioimersão (CI) na recuperação de marcadores clínicos, bioquímicos, funcionais e neuromusculares do dano muscular em praticantes de corrida de rua de 10 km. Materiais e método: Ensaio clínico randomizado e cego, no qual 30 sujeitos, praticantes de corrida de rua de 10 km, foram aleatoriamente divididos, após a corrida, em 3 grupos de recuperação (grupo controle, grupo imersão e grupo crioimersão). Os corredores foram avaliados quanto a indicadores clínico (percepção subjetiva da dor), bioquímicos (concentração sanguínea de CK), funcionais (distância do salto triplo unipodal e tempo do shuttle run test) e neuromusculares por meio de variáveis isocinéticas (pico de torque, trabalho total, potência, índice de fadiga). Os voluntários realizaram avaliações pré corrida, pós corrida, pós intervenção e 24h pós intervenção. Os dados foram expressos por meio de média e desvio padrão, analisados no pacote estatístico SPSS 20.0. Foi considerado um nível de significância de 5% e intervalo de confiança de 95% para todas as medidas. Resultados: A corrida de 10 km foi suficiente para alterar negativamente o desempenho do ponto de vista bioquímico, funcional e neuromuscular (p<0,05) porém não houve diferenças intergrupos para nenhuma das variáveis analisadas após as devidas intervenções (P>0,05). Conclusão: A CI por 10 minutos à 10 °C não foi eficaz na recuperação de marcadores do dano muscular após corrida de 10 km.
URI : https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/23881
Aparece en las colecciones: PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Ficheros en este ítem:
Fichero Tamaño Formato  
GlaukoAndreDeFigueiredoDantas_DISSERT.pdf1,41 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Los ítems de DSpace están protegidos por copyright, con todos los derechos reservados, a menos que se indique lo contrario.