Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25538
Title: Parla: diálogos corporais movidos por sensações fluentes em improvisação
Authors: Gorges, Gabriela
Keywords: Sentir;Fluidez;Criação em dança;Conversa corporal;Parla
Issue Date: 28-Feb-2018
Citation: GORGES, Gabriela. Parla: diálogos corporais movidos por sensações fluentes em improvisação. 2018. 145f. Dissertação (Mestrado em Artes Cênicas) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A presente pesquisa tem por objetivo investigar, perceptiva e sensivelmente, as sensações, sentimentos e emoções (DAMÁSIO, 2011; LABAN, 1978; LEAL, 2012) como meios potentes para a criação em dança considerando o processo histórico, cultural e pessoal do indivíduo. Para tanto, a pesquisa, de cunho participante, (BORGES; BRANDÃO, 2007) conta com investigações laboratoriais realizadas em grupo com a participação de cinco artistas denominadas conversantes, buscando diálogos corporais fundados na sensibilidade que, por sua vez, desencadeiam construções dramatúrgicas envolvidas por memórias, afetos e percepções. Dentre conversas, o trabalho artístico Parla compartilha suas experiências laboratoriais ao público. A escrita-diário (OLIVEIRA, 2015) aparece como registro de experiências conectadas ao íntimo, pessoal, afetivo, que se apresenta, informalmente, intrinsecamente, ligado à uma escrita que possa ser mais próxima da dança. Sendo o laboratório propulsor da pesquisa, tomamos como referência o afeto de Antonin Artaud (CAETANO, 2012; QUILICI, 2002, 2012) com seu poder transformador em meio aos relacionamentos e o acaso (OSTROWER, 2013; SALLES, 2008) como possibilidade criativa capaz de despertar o inédito. A prática meditativa como foco e concentração; a improvisação em dança considerada como técnicas a partir dos conceitos de Mara Guerrero (2008) e Patrícia Leal (2012a), proporcionando liberdade à exploração de movimentos, encontrando características significativas como a fluidez apoiada nos estudos de fluência de Rudolf Laban (1978) por Ciane Fernandes (2001, 2006, 2007), Lenira Rengel (2001) e Patrícia Leal (2012a) associada à liquidez dos fluidos de Zygmunt Bauman (2001). Pesquisar a importância de uma dança que parte de si sem negar ou separar o próprio sentir contribui para a construção de uma arte que expressa o humano, investigando a desestruturação de paradigmas cristalizados de pensar a dança existentes mesmo nos dias de hoje.
Abstract: The present research aims to investigate, perceptually and sensibly, the sensations, feelings and emotions (DAMÁSIO, 2011; LABAN, 1978; LEAL, 2012) as potent means for the creation in dance considering the historical, cultural and personal process of the individual. Therefore, the participatory research, (BORGES; BRANDÃO, 2007) has laboratory investigations carried out in a group with participation of five artists called conversational, searching for body dialogues based on sensitivity that trigger in dramaturgical constructions involved by memories, affections and perceptions. The daily writing (OLIVEIRA, 2015) appears as a record of experiences connected to the intimate, personal, affective, that presents itself informally, intrinsically, linked to a writing that may be closer to the dance. Being the laboratory that propels the research we take as reference the affection of Antonin Artaud (CAETANO, 2012; QUILICI, 2002, 2012) with his transforming power amidst relationships and chance (OSTROWER, 2013; SALLES, 2008) as a creative possibility capable of awakening the unprecedented. The meditative practice as focus and concentration dance improvisation considered as techniques from the concepts of Mara Guerrero (2008) and Patrícia Leal (2012a), providing freedom to the exploration of movements, finding significant characteristics such as fluency supported in the studies of fluency of Rudolf Laban (1978) by Ciane Fernandes (2001, 2006, 2007), Lenira Rengel (2001) and Patrícia Leal (2012a) associated with the Liquidity of Zygmunt Bauman (2001) fluids. Searching for the importance of a dance that part of itself without denying or separating one's own feelings contributes to the construction of an art that expresses the human, investigating the destructuring of crystallized paradigms of thinking the dance existing even today.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25538
Appears in Collections:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ParlaDiálogosCorporais_Gorges_2018.pdf4.2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.