Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25763
Title: Uma leitura sobre o corpo feminino em A via crucis do corpo, de Clarice Lispector
Other Titles: A reading of the female body in The via crucis of the body, by Clarice Lispector
Authors: Comissário, Ana Paula Pereira
Keywords: Clarice Lispector;Literatura;Corpo feminino
Issue Date: 31-Jul-2018
Citation: COMISSÁRIO, Ana Paula Pereira. Uma leitura sobre o corpo feminino em A via crucis do corpo, de Clarice Lispector. 2018. 110f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: A presente dissertação pretende investigar de que modo o corpo feminino se configura em alguns contos do livro A via crucis do corpo (1991), de Clarice Lispector (1920- 1977). Nessa coletânea de contos, o corpo feminino adquire contornos mais complexos ao vir atravessado por questões, como a sexualidade e a velhice. Tentaremos analisar como os discursos de gênero e sexualidade operam na formação identitária das personagens, reafirmando ou negando concepções hegemônicas do que vem a ser mulher. Para tanto, selecionamos os contos “Ruído de Passos”, “Mas vai chover”, “Ele me bebeu” e “Praça Mauá”, os quais foram mais representativos para a análise do corpo feminino, da velhice e da sexualidade. Como aporte teórico, adotamos a crítica literária feminista (2003), a noção de velhice de Beauvoir (1990) e as contribuições sobre corpo, gênero e sexualidade de Butler (2003), Louro (2001), Foucault (2015) e Weeks (2001). As análises dos contos apontam para o caráter ficcional das categorias sexo e gênero, na medida em que um sexo (corpo biologicamente diferenciado), sem o gênero que lhe atribui culturalmente um significado, é um corpo vazio. Assim, se não são naturais, propomos a sua subversão, como fazem até certo ponto as personagens das narrativas, adotando performatividades que cruzem as fronteiras binárias em direção à libertação dos corpos e suas potencialidades.
Abstract: This present thesis aims to examine how the female body is portrayed in some short stories of the collectionThe via crucis of the body (1991), written by Clarice Lispector (1920-1977). Her book depicts a more complex outline of the female body marked by sexuality and aging issues. We propose an analysis of how gender and sexuality discourses might affect character identity formation, strengthening or discouraging the hegemonic concepts of what it is to be a woman. In order to do so, we have selected “The sound of footsteps”, “But it's going to rain”, “He drank me up”, and “Mauá square”, which referred more representatively to the female body, aging, and sexuality. This research is grounded on the feminist literary criticism (2003), on Beauvoir's concepts of aging (1990), on Butler’s contributions on body, gender, and sexuality (2003), and also on Louro (2001), Foucault (2015) and Weeks (2001). The analyses of the short stories point to the fictional trait of the sex and gender categories, insofar as any sex (biologically differentiated body) is an empty body if it lacks a gender that culturally gives meaning to it. Thus, if sex and gender are not natural, we propose subversion, as the characters of the narratives do, to some extent, adopting performativity that exceeds binary boundaries,in the pursuit of freeingthe body and itspotentialities.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25763
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Leituracorpofeminino_Comissário_2018.pdf1.59 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.