Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26027
Title: Efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua em variáveis físicas e comportamentais em mulheres com fibromialgia - ensaio clínico controlado randomizado
Authors: Mescouto, Karime Andrade
Keywords: Dor crônica;Neuromodulação;Reabilitação
Issue Date: 25-Jul-2018
Citation: MESCOUTO, Karime Andrade. Efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua em variáveis físicas e comportamentais em mulheres com fibromialgia - ensaio clínico controlado randomizado. 2018. 60f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Reabilitação) - Faculdade de Ciências da Saúde do Trairi, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: A Fibromialgia (FM) é uma síndrome caracterizada por dor crônica generalizada, fadiga, problemas cognitivo-comportamentais, distúrbios de humor e má qualidade de sono. Apesar da etiologia da FM ser desconhecida, estudos demonstram uma alteração a nível do Sistema Nervoso Central (SNC) nesses indivíduos, conhecida como Sensibilização Central, responsável principalmente pela hipersensibilidade dolorosa. A Estimulação Transcraniana por Corrente Contínua (ETCC) é uma técnica não invasiva, segura, economicamente viável que modula a excitabilidade cortical e vem demonstrando efeitos positivos em indivíduos com FM. Porém, ainda não há um consenso sobre a metodologia ou local mais adequados e com maiores resultados para essa população. Objetivo:Investigar se o tratamento com 5 dias consecutivos de ETCC ativo resulta emmelhoria de variáveis físicas e comportamentais quando comparado a um tratamento placebo em mulheres com FM. Método: Trata-se de um estudo randomizado controlado,no qual 45 mulheres com FM foram randomizadas em um de três grupos: grupo ETCC ativano córtex motor primário (M1; n=15);córtex préfrontal dorsolateral (CPFDL; n=15) e ETCC placebo (SHAM; n=15). Todas as variáveis foram coletadas 7 dias antes do tratamento (baseline), ao término do tratamento(5º dia)e com seguimento de 7 e 21 dias após o término do tratamento (1º e 2º follow-up, respectivamente). O tratamento foi realizado durante 5 dias consecutivos, com uma corrente constante de intensidade de 2mA durante 20 minutos. Resultados: Os resultados mostram que não houve significância estatística para diminuição da dor, ansiedade, depressão ou melhora do limiar e tolerância a dor de pressão,funcionalidade e afetividade em nenhum dos grupos (p> 0,05). Conclusão: Os resultados desse estudo sugerem que a aplicação da ETCC em áreas corticais M1 e CPFDL durante 5 dias consecutivos com uma intensidade de 2mA durante 20min não oferece resultados significativos em variáveis físicas ou comportamentais em pacientes com FM nem em efeitos imediatos ou tardios.
Abstract: Background:Fibromyalgia (FM) is a syndrome characterized by chronic widespread pain, fatigue, cognitive behavioral impairments, mood disorders and sleep problems. Although the etiology of FM is unknown, it has been recognized as a centralized pain state where the patient’s Central Nervous System (CNS) is hyperactive, phenomenon known by Central Sensitization. Transcranial Direct Current Stimulation (tDCS) is a non-invasive, safe andcost-effective brain stimulation techniquethat modulates cortical excitability and has been showing positive effects in FM patients. However, there is no consensus on which method and exactly location of stimulation is most effective and presents with more significant benefits in this patients population. Objective: The aim of this study is to evaluate whether a 5 consecutive day treatment with active tDCS stimulation results in better outcome for physical and behavior variables when compared to sham, or placebo in women with FM. Methods: This randomized controlled trial had forty-five participants with FM, which were randomized in one of three groups: active tDCS in the primary motor cortex (M1; n=15) and dorsolateral prefrontal cortex (DLPFC; n=15) and sham stimulation (SHAM; n=15). All the data were collected 7 days prior to the begging of the intervention (baseline), on the 5th day of treatment, with 7 and 21 days of follow-up. A constant current of 2 mA intensity was administered during 5 consecutive days for 20min. Results: The results showed there was no statistical significant improvement in pain, pressure pain threshold and tolerance, neither in depression, anxiety, function or affectivity in any of the groups (p> 0.05). Conclusion: The results of this study suggests that tDCS treatment of 5 consecutive days in cortical areas M1 and DLPFC of 2mA intensity for 20min have no significant results in physical or behavior variables in patients with FM with no immediate or sustained effects after treatment.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26027
Appears in Collections:FACISA - Mestrado em Ciências da Reabilitação

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
EfeitosEstimulacaoTranscraniana_Mescouto_2018.pdf1,2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.