Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26236
Title: Os memes na construção identitária do professor de língua inglesa: um ressoar de vozes no Facebook
Authors: Macedo, Anne Michelle de Araújo Dantas
Keywords: Linguagem;Identidade docente;Facebook;Meme;Professor de língua inglesa
Issue Date: 31-Jul-2018
Citation: MACEDO, Anne Michelle de Araújo Dantas. Os memes na construção identitária do professor de língua inglesa: um ressoar de vozes no Facebook. 2018. 127f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: As redes sociais online passaram a representar um espaço de construção e expressão de identidades e valores na contemporaneidade. Como parte dessa cultura da web, os memes facilmente são associados como partículas de transmissão cultural, indicando comportamentos que são replicados através da imitação e interferindo, sobretudo, na maneira como nos vemos e nos posicionamos no mundo. O presente estudo intenciona discutir as identidades culturais de professores de língua inglesa que são construídas a partir de seus posicionamentos em memes compartilhados no Facebook. A pesquisa, de natureza qualitativa e interpretativista, insere-se na área da Linguística Aplicada, o que nos permite transitar, no campo teórico, por entre a tríade Facebook/identidade/linguagem, ancorando-se no modelo sócio-histórico de linguagem do Círculo de Bakhtin e nos Estudos Culturais (HALL, BAUMAN, WOODWARD). O corpus é constituído por 5 memes compartilhados por 4 professores de língua inglesa em 4 fanpages do Facebook: Profissão Professor, Professor Sofredor, Professora Sincera e Professora Indelicada. A análise discursiva dos memes revela que o “outro” é imprescindível na constituição da identidade do docente de língua inglesa, pois essa se funda e se forma nesse incessante processo dialógico de vozes sociais interconectadas online e offline. Os enunciados mostram que neste processo de negociação de identidades culturais no Facebook, o professor de língua inglesa compartilha com a representação da sua imagem como tendo sido “destronada” e “profanada” pela sociedade atual, com a de um sujeito que ganha pouco em relação a outras profissões, que não tem prestigio, que é oprimido pela classe dominante e, por isso é mal compreendido pelos alunos e pela própria sociedade. Porém tais assertivas descortinam um perigo: aquilo que é socialmente compartilhado passa a exercer grande força e a ganhar status de verdade. Daí, a necessidade de evitarmos reforçar esses discursos de desatualização e de desprestigio social, ancorados nos já-ditos e frutos de um longo processo histórico e cultural. Quem sabe assim, paulatinamente, consigamos alterá-los.
Abstract: Online social networks have become an environment of construction and expression of identities and values in contemporary times. As part of this web culture, memes are easily associated as particles of cultural transmission, indicating behaviors that are replicated through imitation and interfering – above all – on the way we see and express ourselves in the world. The present study intends to discuss cultural identities of English language teachers that are constructed from the way they express themselves on Facebook memes. The research has a qualitative and interpretative nature and is situated within the area of Applied Linguistics with its theoretical framework designed by the triad Facebook / identity / language. Thus, this study is based on a social and historical model of language of the Circle of Bakhtin and presents an interface with the Cultural Studies (Hall, Bauman, Woodward). Research data was gathered from 5 memes shared by 4 English language teachers on 4 Facebook fan pages: Profissão Professor, Professor Sofredor, Professora Sincera and Professora Indelicada. The discursive analysis of the memes reveal that the “other” is essential on the construction of the English language teacher identity, taking into account that the identity is built upon an incessant dialogical process of online and offline interconnected social voices. The utterances show that in this process of Facebook cultural identities negotiation, the English language teacher has been sharing his/her own image as "dethroned" and "profaned" by contemporary society as an underpaid professional when compared to other professions, who has no prestige, who is oppressed by the ruling class and is therefore misunderstood by students and society in general. However, such assertions reveal a danger: what is socially shared becomes powerful and earns truth status. Therefore, it is crucial to avoid these discourses of outdateness and of social discredit, which are anchored in a long sociohistorical and cultural process. Maybe, we can gradually change them.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26236
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Memesconstruçãoidentitária_Macedo_2018.pdf1,64 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.