Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26285
Título: Estudo fitoquímico e avaliação da toxicidade e do efeito antiinflamatório do extrato da casca de castanha de cajú (Anacardium occientale) no modelo de artrite aguda e crônica em ratos
Autor(es): Santos, Ariane Teixeira dos
Palavras-chave: Anacardiaceae;Derivados do ácido anacárdico;Inflamação;Resíduo industrial
Data do documento: 28-Fev-2018
Citação: SANTOS, Ariane Teixeira dos. Estudo fitoquímico e avaliação da toxicidade e do efeito antiinflamatório do extrato da casca de castanha de cajú (Anacardium occientale) no modelo de artrite aguda e crônica em ratos. 2018. 156f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Resumo: Rheumatoid arthritis is an autoimmune disease, its progression is accompanied by pain, edema and bone degeneration. Oil extracted from cashew nuts (Anacardium occidentale) has been the subject of recent researchs motivated by its potential biological effect. Preclinical studies have already demonstrated evidence of several activities, which highlights its antioxidant, anti-inflammatory and anti-tumor effects. Therefore, the goal of this work was to isolate and identify the main markers of the extract, as well as to evaluate the anti-inflammatory effect in the acute and chronic in vivo model and the toxicity of this extract. From the extract of the oil of the chestnut bark of A. occidentale, it was possible to isolate three substances, being characterized as 6- [8 (Z), 11 (Z), 14-pentadecatrienyl] salicylic acid, 6- [8 ), 11 (Z) - pentadecadienyl] salicylic acid and 6- [8 (Z) -pentadecenyl] acid. Pretreatment with the M3 extract (50 and 100 mg / kg, ρ <0.001) revealed a significant reduction of edema in zymosan-induced arthritis, with consequent decrease in leukocyte influx. In addition, M3 extract (50 and 100 mg / kg, ρ <0.001l) caused a significant reduction of myeloperoxidase. In mice, oral administration of the M3 extract (25, 50 and 100 mg / kg, ρ <0.001) showed a significant anti-inflammatory activity in the zymosan-induced air pocket model, evidenced by the reduction in leukocyte influx and oxidative stress markers myeloperoxidase and malonaldehyde. The results also showed a significant decrease in the release of IL-1β. Post-treatment of the extract M3 (25, 50 and 100 mg/kg, ρ <0.001) revealed a significant reduction of paw edema in chronic arthritis induced by CFA. However, only doses of 50 and 100 mg/kg were able to significantly reduce MPO and MDA enzyme levels, as well as cytokines TNF-α and IL-1β ρ <0.001. Acute toxicity of M3 extract (2000 mg/kg, oral) did not produce any behavioral changes in the biochemical and hematological parameters. The biochemical and hematological analyzes of the subchronic toxicity test (50 and 100 mg / kg, orally) did not indicate any change from supplementation with the M3 extract. The results demonstrate that the extract M3 exhibits anti-inflammatory effect in acute and chronic model and this effect may be related to the inhibition of proinflammatory cytokines and the migration of neutrophils.
metadata.dc.description.resumo: A artrite reumatoide é uma doença autoimune, sua progressão é acompanhada de dor, edema e degeneração óssea. O óleo extraído da casca da castanha de caju (Anacardium occidentale) tem sido alvo de pesquisas recentes motivadas pelo seu potencial efeito biológico. Estudos pré-clínicos já demonstraram evidências de diversas atividades, as quais se destaca seu efeito antioxidante, anti-inflamatório e antitumoral. Diante disso, o presente trabalho buscou isolar e identificar os principais marcadores do extrato, bem como avaliar o efeito anti-inflamatório em modelo in vivo agudo e crônico e a toxicidade deste extrato. A partir do extrato do óleo da casca da castanha de A. occidentale (M3), foi possível isolar três substâncias, sendo caracterizadas como 6-[8(Z),11(Z),14-pentadecatrienil] ácido salicílico, 6-[8(Z),11(Z)- pentadecadienil] ácido salicílico e 6-[8(Z)-pentadecenil]ácido. O pré-tratamento com o extrato M3 (50 e 100 mg/kg; ρ<0,001) revelou uma significativa redução do edema na artrite induzida por zimosam, com consequente diminuição do influxo leucocitário. Além disso, observou-se que o extrato M3 (50 e 100 mg/kg, ρ<0,001l) proporcionou significativa redução da mieloperoxidase. Em camundongos, a administração oral do extrato M3 (25, 50 e 100 mg/kg, ρ<0,001) apresentou uma significativa atividade anti-inflamatória no modelo de bolsa de ar induzido por zimosam, fato evidenciado pela redução do influxo leucocitário e sobre os biomarcadores de estresse oxidativo mieloperoxidase e malonaldeído. Os resultados mostraram ainda uma significativa diminuição da liberação de IL-1β. O pós-tratamento do extrato M3 (25, 50 e 100 mg/kg, ρ<0,001) revelou uma significativa redução do edema na pata na artrite crônica induzida por CFA. Entretanto apenas as doses de 50 e 100 mg/kg foram capazes de reduzir significativamente os níveis das enzimas MPO e MDA, bem como das citocinas TNF-α e IL-1β ρ<0,001. A toxicidade aguda do extrato M3 (2000 mg/kg, via oral) não produziu nenhuma alteração comportamental, nos parâmetros bioquímicos e hematológicos. As análises bioquímicas e hematógicas do ensaio de toxicidade subcrônica (50 e 100 mg/kg, via oral) não indicaram qualquer alteração decorrente da suplementação com o extrato M3. Os resultados demonstram que o extrato M3 exibe efeito anti-inflamatório em modelo agudo e crônico e este efeito pode estar relacionado à inibição de citocinas pró-inflamatórias e a migração de neutrófilos.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26285
Aparece nas coleções:PPGCF - Mestrado em Ciências Farmacêuticas

Arquivos associados a este item:
Arquivo TamanhoFormato 
Estudofitoquímicoavaliação_Santos_2018.pdf4,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.