Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26470
Title: Melhoria da qualidade do processo de dispensação ambulatorial de medicamentos antineoplásicos orais
Authors: Alves, Acássio
Keywords: Boas práticas de dispensação;Antineoplásicos;Melhoria de qualidade;Segurança do paciente
Issue Date: 19-Jul-2018
Citation: ALVES, Acássio. Melhoria da qualidade do processo de dispensação ambulatorial de medicamentos antineoplásicos orais. 2018. 84f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: No Brasil, desde a segunda metade do século XX, com as mudanças do perfil demográfico e de morbimortalidade na população, houve um incremento das doenças crônicos degenerativas, entre essas, as neoplasias. No seu tratamento é crescente a utilização de medicamentos por via de administração oral, esses tendem a ser mais convenientes, porém aumentam o risco de eventos adversos. Fato que reforça a importância da consolidação do seu uso qualificado e seguro, especificamente na fase da dispensação, que deve possuir um caráter preventivo e corretivo neste processo. Objetivo: Avaliar e promover a adequação do processo de dispensação ambulatorial de medicamentos antineoplásicos orais, por meio de um ciclo de melhoria. Metodologia: Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, com delineamento quase experimental, tipo antes-depois e sem grupo controle, realizado em um hospital de referência no tratamento do câncer, situado no Norte de Minas Gerais. No qual, a partir de sete critérios de qualidade, previamente definidos e validados, realizou-se a avaliação do nível qualidade do processo de dispensação ambulatorial de antineoplásicos orais, e baseando-se nos critérios mais problemáticos, intervenções de melhoria foram implementadas, seguida de uma reavaliação da qualidade. O cumprimento da qualidade das amostras selecionadas aleatoriamente (n=60) foram estimadas de forma pontual e em um intervalo de confiança de 95%, assim como a significância estatística da melhoria conseguida foi tratada com teste Z. Resultados: Os sete critérios de qualidade analisados apresentaram melhorias entre as avaliações, dos quais quatro apresentaram aumento dos níveis de qualidade estatisticamente significativos (p<0,05), com melhoria relativa mínima de 75%. Ao comparar o número de não cumprimento dos critérios entre a primeira (148) e segunda (67) avaliação, observou-se melhoria de 54,7%. Conclusão: O estudo proporcionou a avaliação do processo de dispensação ambulatorial de antineoplásicos orais na instituição, com identificação de critérios de qualidade, fato que favoreceu a priorização e a efetividade das intervenções. O ciclo de melhoria contribuiu para inclusão de boas práticas de dispensação e maior envolvimento da equipe com os requisitos de qualidade.
Abstract: Introduction: In Brazil, since the second half of the 20th century, because of the changes in the demographic profile and in population’s morbidity and mortality, an increase has been observed in chronic degenerative diseases, what includes cancer. In its treatment, the use of orally administered medications is increasing, they tend to be more convenient, but also increase the risk of adverse events. This fact reinforces the importance of consolidating its qualified and safe use, specifically at the dispensation stage, which should have a preventive and corrective nature in this process. Purpose: To evaluate and promote the process suitability of outpatient dispensing, administered with oral antineoplastic medications, through an improvement cycle. Methodology: This is a quantitative, near-experimental design, before-after and without control group study, carried out at a referral hospital in the treatment of cancer, located in the north of Minas Gerais. In which, from seven, previously defined and validated quality criteria, the quality level of the outpatient dispensing process of oral antineoplastics was evaluated, and based on the most problematic criteria, improvement interventions were implemented followed by a quality reassessment. The quality compliance of randomly selected samples (n=60) was estimated in a timely manner and in a 95% confidence interval, as well as the statistical significance of the achieved improvement was treated with Z test. Outcomes: It was noticed that all seven quality criteria evaluated, showed acrossevaluation improvements. Most of them (four out of seven) had a statistically significant increase in quality levels (p<0.05), with a relative improvement of at least 75%. In absolute data, it was noticed that the non-compliance decreased from 148 in the first evaluation to 67 in the re-evaluation, what represents a 54.7% improvement. Conclusion: The study provided an evaluation of the process of outpatient dispensing, administered with oral antineoplastics in the institution, identifying the quality criteria, what favored the prioritization and effectiveness of the interventions. The improvement cycle contributed to the inclusion of good dispensing practices and to a better involvement of the staff with regards to quality requirements.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26470
Appears in Collections:QUALISAÚDE - Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Melhoriaqualidadeprocesso_Alves_2018.pdf2.53 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.