Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26590
Title: Avaliação e melhoria do processo de cuidado do paciente com sepse em um serviço de emergência
Authors: Souza, Damito Robson Xavier de
Keywords: Sepse;Melhoria de qualidade;Serviços médicos de emergência
Issue Date: 27-Sep-2018
Citation: SOUZA, Damito Robson Xavier de. Avaliação e melhoria do processo de cuidado do paciente com sepse em um serviço de emergência. 2018. 49f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: Sepse é um grave problema de saúde pública com potencial elevado de mortalidade em todo o mundo. Iniciativas de melhoria da qualidade tem buscado mudar esse cenário, porém, essa ferramenta ainda precisa ser melhor explorada a nível de países de baixa e média renda. Objetivos: Avaliar o efeito de um ciclo de melhoria para o processo de cuidado do paciente com sepse no departamento de emergência, identificar o nível de qualidade de atenção à sepse e analisar a efetividade de uma intervenção de melhoria participativa e multifacetada. Método: Trata-se de um ciclo de melhoria da qualidade de características multifacetada e colaborativa, com desenho quase experimental tipo antes e depois realizado no biênio 2017/2018 no departamento de Emergência de um hospital terciário localizado no interior do nordeste do Brasil. Para a avaliação proposta, foi estabelecida uma lista com dez critérios de qualidade relacionados à assistência ao paciente séptico. A análise foi realizada a partir do cálculo das estimativas pontuais da conformidade dos critérios e melhoria absoluta e relativa. A significância estatística foi testada utilizando o teste unilateral do valor de z. Resultados: A avaliação inicial mostrou uma frequência absoluta de 843 falhas, notadamente relacionada aos critérios de reavaliação do paciente séptico e reclassificação da gravidade da doença. Uma linha de base foi traçada e nova avaliação foi conduzida. Após a intervenção, as falhas reduziram para 506, representando uma melhoria de 67%. A mortalidade relacionada à sepse caiu em 10% e todos os indicadores avaliados tiveram aumento de conformidade na segunda avaliação, porém a melhoria conseguida em dois deles não teve significância estatística, representadas por um p-valor maior que 0,05. Conclusão: Os ciclos de melhoria da qualidade constituíram-se importante ferramenta de gestão para melhorar a assistência ao paciente com sepse e devem ser utilizados rotineiramente para alcançar melhoria contínua.
Abstract: Introduction: Sepsis is a serious public health problem with high mortality potential worldwide. Initiatives for quality improvement have sought to change this scenario, however, this tool still needs to be better explored at the level of low- and middle-income countries. Objectives: To evaluate the effect of an improvement cycle for the sepsis care process in the emergency department, to identify the level of quality of care for sepsis and to analyze the effectiveness of a participatory and multifaceted improvement intervention. Methods: It is a cycle of quality improvement of multi-faceted and collaborative characteristics, with before-after quasi-experimental design in the biennium 2017/2018 in the Emergency department of a tertiary hospital located in the interior of northeastern Brazil. For the proposed evaluation, a list was established with ten quality criteria related to septic patient care. The analysis was carried out from the calculation of the one - off estimates of the conformity of the criteria and absolute and relative improvement. Statistical significance was tested using the unilateral z-value test. Results: The initial evaluation showed an absolute frequency of 843 failures, notably related to the reevaluation criteria of the septic patient and reclassification of the severity of the disease. A baseline was drawn and reassessment was conducted. After the intervention, the failures reduced to 506, representing an improvement of 67%. All the indicators evaluated had an increase in conformity in the second evaluation, but the improvement achieved in two of them was not statistically significant, represented by a p-value greater than 0.05. In addition, sepsis-related mortality fell by 10%. Conclusion: Quality improvement cycles are an important management tool to improve care for patients with sepsis, and should be used routinely to achieve continuous improvement.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26590
Appears in Collections:QUALISAÚDE - Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Avaliaçãomelhoriaprocesso_Souza_2018.pdf1,2 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.