Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26739
Title: Gestão da qualidade nos serviços de hemoterapia do interior do estado do Rio Grande do Norte
Authors: Medeiros, Ana Virgínia Costa de
Keywords: Hemoterapia;Gestão da qualidade;Vigilância sanitária
Issue Date: 17-Jul-2018
Citation: MEDEIROS, Ana Virgínia Costa de. Gestão da qualidade nos serviços de hemoterapia do interior do estado do Rio Grande do Norte. 2018. 84f. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: Introdução: A Vigilância Sanitária do Sangue exerce o controle dos riscos transfusionais relacionados aos serviços de hemoterapia e tem como finalidade minimizar os riscos à saúde decorrentes da prestação desses serviços, da produção e uso de hemocomponentes (processo hemoterápico), buscando a proteção da saúde coletiva. A legislação sanitária vigente determina que tais serviços disponham de políticas e ações que assegurem a qualidade dos produtos e serviços, garantindo que os procedimentos e processos ocorram sob condições controladas e define o sistema de qualidade como uma estrutura organizacional, com responsabilidades, políticas, processos, procedimentos e recursos estabelecidos pela diretoriaexecutiva da instituição para atingir a política de qualidade. Objetivo: realizar um ciclo externo de melhoria da qualidade voltado ao desenvolvimento de atividades de gestão da qualidade nos Serviços de Hemoterapia do interior do estado do Rio Grande do Norte, a partir da avaliação e atuação da Subcoordenadora de Vigilância Sanitária Estadual (SUVISA), em conformidade ao que determina a legislação vigente. Metodologia: O estudo de natureza quantitativa realizado no biênio 2017-2018 foi do tipo quase experimental, antes e depois, sem grupo controle, com a elaboração e avaliação de treze critérios de qualidade, a partir de causas classificadas como modificáveis, sendo observados os preceitos de validades de face, de conteúdo e de critério. A intervenção nos oito serviços de hemoterapia do interior do RN, dentre os quais dois hemocentros regionais, duas unidades de coleta e transfusão e quatro agências transfusionais, ocorreu no período de 06/07 a 01/09/2017. Após essa etapa, foi realizada a reavaliação dos critérios de qualidade, de 11 a 24/10/2017, a fim de visualizar o efeito do ciclo de melhoria epriorizar as oportunidades remanescentes. Resultados: Os resultados se referiram aos níveis de cumprimentos e não cumprimentos dos treze critérios, a partir de suas frequências absolutas, relativas e acumuladas, os quais demonstraram que os cumprimentos passaram de 44 (42,3%) a 66 (63,5%), havendo consequente diminuição de não cumprimentos ou defeitos de qualidade de 60 para 38, após a intervenção nos serviços de hemoterapia avaliados. Os critérios 1, 2, 3, 4 e 11 mantiveram o mesmo nível de atendimento após as intervenções do ciclo de melhoria, e apresentaram cumprimento superior a 60%. No entanto, observou-se um maior percentual de cumprimento no critério 6, referente aos “procedimentos estabelecidos e registrados para o tratamento de não conformidades e medidas corretivas”, passando de 12,5% para 75%, revelando uma melhoria de 62,5%. De modo semelhante houve aumento no cumprimento dos critérios 5, 7, 10, 13 (37,5%), critérios 8 e 9 (25%) e no critério 12 (12,5%), entre os quais se encontravam os correspondentes às principais falhas de qualidade identificadas na 1ª avaliação e que foram priorizadas nas ações de intervenção e de melhoria da qualidade nos serviços de hemoterapia do estudo. Paralelamente, foi avaliado o desempenho individual de cada serviço frente ao ciclo de melhoria e a análise da distribuição espacial dos níveis de cumprimentos e de não cumprimentos, de acordo com a localização dos serviços nas regiões de saúde do estado. Conclusões: Ao comparar os resultados das duas avaliações, evidenciou-se a efetividade do ciclo de melhoria na maioria dos oito serviços de hemoterapia do interior do RN e demonstrou que a utilização das estratégias e ferramentas da gestão da qualidade foi útil para identificar prioridades de atuação e melhorar problemas específicos, com vistas à qualidade dos produtos e processos hemoterápicos, além da segurança transfusional. A iniciativa da Vigilância Sanitária como órgão regulador e de fiscalização nos serviços de hemoterapia foi fundamental para impulsionar e acompanhar os processos de melhoria, compreendendo que a gestão e a avaliação da qualidade são requisitos obrigatórios que devem ser atendidos por tais serviços, conforme determina a legislação sanitária vigente.
Abstract: Introduction: The Blood Sanitary Surveillance exercises the control of transfusion risks related to hemotherapy services and aims to minimize the health risks arising from the provision of these services, the production and use of blood components (hemotherapy), seeking the protection of collective health . Existing health legislation requires that such services have policies and actions that ensure the quality of products and services, ensuring that procedures and processes take place under controlled conditions and define the quality system as an organizational structure with responsibilities, policies, processes, procedures and resources established by the institution's executive board to achieve the quality policy. Objective: to carry out an external quality improvement cycle aimed at the development of quality management activities in the Hemotherapy Services of the interior of the State of Rio Grande do Norte, based on the evaluation and performance of the Sub-Coordinator of State Sanitary Surveillance (SUVISA), in accordance with current legislation. Methodology: The quantitative study conducted in the biennium 2017-2018 was almost experimental, before and after, without a control group, with the elaboration and evaluation of thirteen quality criteria, from causes classified as modifiable, observing the precepts of face, content and criterion validities. The intervention in the eight hemotherapy services in the interior of the NB, including two regional blood centers, two collection and transfusion units and four transfusion agencies, occurred in the period from 06/07 to 01/09/2017. After this stage, the reassessment of the quality criteria was carried out, from 11 to 10/24/2017, in order to visualize the effect of the improvement cycle and to enhance the remaining opportunities. Results: The results referred to the compliance and non-compliance levels of the thirteen criteria, based on their relative and accumulated absolute frequencies, which showed that the compliments increased from 44 (42.3%) to 66 (63.5% ), resulting in a decrease in non-compliances or quality defects from 60 to 38, after intervention in the hemotherapy services evaluated. Criteria 1, 2, 3, 4 and 11 maintained the same level of care after interventions in the improvement cycle, and presented compliance of more than 60%. However, a higher percentage of compliance was observed in criterion 6, referring to "established procedures and registered for the treatment of nonconformities and corrective measures", from 12.5% to 75%, showing an improvement of 62.5 %. Similarly, there was an increase in compliance with criteria 5, 7, 10, 13 (37.5%), criteria 8 and 9 (25%) and criterion 12 (12.5%), among which corresponding to the main quality defects identified in the 1st evaluation and which were prioritized in intervention actions and quality improvement in the hemotherapy services of the study. At the same time, the individual performance of each service was evaluated against the improvement cycle and the analysis of the spatial distribution of compliance and compliance levels according to the location of the services in the health regions of the state. Conclusions: When comparing the results of the two evaluations, the effectiveness of the improvement cycle in the eight hemotherapy services in the interior of the NB was demonstrated and demonstrated that the use of quality management strategies and tools was useful to identify priorities for improvement and improvement specific problems, with a view to the quality of hemotherapy products and processes, as well as transfusion safety. The Health Surveillance initiative as a regulatory and supervisory body in the hemotherapy services was fundamental to boost and monitor improvement processes, understanding that quality management and evaluation are mandatory requirements that must be met by such services, as determined by legislation sanitary legislation.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/26739
Appears in Collections:QUALISAÚDE - Mestrado Profissional Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Gestãoqualidadeserviços_Medeiros_2018.pdf2.31 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.