Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/12590
Title: A infecção por Leishmania infantum chagasi altera o metabolismo lipídico do hospedeiro
Authors: Ottoni, Cristina Iglesias
Keywords: Leishmania chagasi;Metabolismo lipídico.
Issue Date: 3-Dec-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: OTTONI, Cristina Iglesias. A infecção por Leishmania infantum chagasi altera o metabolismo lipídico do hospedeiro. 2012. 86 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica; Biologia Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: A leishmaniose visceral americana (LVA), causada pela Leishmania infantum chagasi (L.i.chagasi) permanece como um problema de saúde pública no Brasil. A LVA cursa com alterações bioquímicas e hematológicas que podem resultar em caquexia e predisposição a infecções secundárias. O metabolismo lipídico pode ser alterado em resposta à infecção, sendo que alguns microorganismos podem induzir estas alterações.. Estudos experimentais mostram que o colesterol é necessário para a internalização e replicação de L.i.chagasi em macrófagos. Este trabalho teve como objetivo avaliar se o metabolismo lipídico sofre alterações em diversos status pós-infecção por L.i.chagasi. Os níveis de colesterol, triglicerídeos, HDL, proteína C reativa foram quantificados. A expressão de genes relacionados ao metabolismo lipídico, como LXR-a, LXR-b, PPAR-a, PPAR-d, PPAR-g e APOE foi determinada por PCR em tempo real. Indivíduos com LVA quando comparados com indivíduos com infecção assintomática apresentaram baixos níveis de coleste rol total (128 ± 6,180 mg/dL vs. 158 ±5,733 mg/dL, p=0,0001), HDL (29 ± 1,746 mg/dL vs. 37 ± 1,647 mg/dL, p=0,001); elevação nos níveis de triglicerídeos (149,5 mg/dL ± 12,72 vs. 78,00 ± 10,43 mg/dL, p=0,0095) e de proteína C reativa (1,750± 0,4939 mg/dL vs. 0,40 ± 0,1707 mg/dL; p=0,0001). A expressão de genes envolvidos no metabolismo de lipídos apresentou diminuições de 3,5 vezes em pacientes com LVA, no caso de PPAR-g. Para outros genes, como PPAR-a, esta diminuição de expressão chegou a 27,70 vezes para pacientes com LVA em relação ao grupo controle. Estes achados podem explicar os níveis séricos alterados de lipídios para os indivíduos com LVA. Estes resultados sugerem que a cronicidade da infecção por Leishmania resulta em uma modulação do metabolismo de lipídios, com inibição da síntese de colesterol. Isso pode facilitar a sobrevivência da leishmania, por potencialmente resultar em redução da habilidade dos macrófagos em apresentar antígenos eficientemente para células T frente à redução de colesterol disponível, e isso resulta em uma subversão da imunidade do hospedeiro.
Abstract: American visceral leishmaniasis (AVL), caused by Leishmania infantum chagasi (L.i.chagasi), stands as a public health problem in Brazil, with human and canine cases related in all states..Lipid metabolism can be modified in several status of infection. For example, experimental studies show that the cholesterol is necessary to internalization and replication of L.i.chagasi in macrophages through caveolar domains. Patients with AVL present low levels of cholesterol and a visible triglycerides increase. This work aimed to evaluate the lipid metabolism in several post-infection status by L.i.chagasi, including individuals with symptomatic infection (AVL), and asymptomatic. The levels of cholesterol, triglycerides, HDL and reactive C protein, were measured. Individuals with AVL were compared with individuals with assymptomatic infection and presented low levels of total cholesterol (128 ± 6.180 mg/dL vs. 158 ±5.733 mg/dL, p=0.0001), HDL (29 ± 1.746 mg/dL vs. 37 ± 1.647 mg/dL, p=0.0001), increased levels of triglycerides (149.5 mg/dL ± 12.72 vs. 78.00 ± 10.43 mg/dL, p=0.0095) and higher levels of reactive C protein (1.750± 0.4939 mg/dL vs. 0.40 ± 0.1707 mg/dL; p=0.0001). The expression of genes related to lipid metabolism, such as LXR-a, LXR-b, PPAR-a, PPAR-d, PPAR-g and APOE was evaluated by real time PCR. A reduction in the expression of those genes was found in the group of AVL patients corroborating the serum levels of the metabolites earlier quantified. Our findings suggest a modulation of metabolism of lipids, in the chronic phase of AVL, this could facilitate the survival of leishmania, due to the known reduction on the ability of macrophages in presenting antigens efficiently to the T cells due to the reduction in the cholesterol available, it results in a subversion of the host immunity.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12590
Appears in Collections:PPGB - Mestrado em Bioquímica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
InfeccaoLeishmaniaInfantum_Ottoni_2012.pdf1,61 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.