Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16500
Title: O corpo no pensamento de Epicuro: limites e possibilidades
Authors: Nascimento, Rodrigo Vidal do
Keywords: atomismo antigo;Corpo;pensamento;koinonía;ancient atomism;body;thought;koinonía.
Issue Date: 9-Jun-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: NASCIMENTO, Rodrigo Vidal do. O corpo no pensamento de Epicuro: limites e possibilidades. 2011. 150 f. Dissertação (Mestrado em Metafísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: A temática que se insere na perspectiva da presente tese parte do interesse de tratar, no corpus epicúreo, acerca da importância do corpo e dos seus modos de realização para a compreensão do pensamento de Epicuro de Samos. Tendo por base as inferências contidas nos textos que restaram de Epicuro, fez-se uma análise dos aspectos que caracterizam o epicurismo como sendo um pensamento que faz referências recorrentes ao corpo como instância da sensibilidade. Foi necessário, portanto, discutir como o corpo encontra-se vinculado à possibilidade do pensamento, e como este último pode ser admitido como elemento corpóreo. Entende-se ainda que a física atomista converge para a ideia que afirma os fenômenos naturais como possíveis de serem contidos e explicados mediante as observações advindas dos sentidos que se manifestam através dos corpo. Por essa razão, foi igualmente pertinente a reflexão sobre a admissão do corpo como elemento-chave para a interpretação do pensamento epicúreo, até mesmo no âmbito da constituição da linguagem. A construção epicúrea acerca da imagem do corpo serviu também para a interpretação e problematização das dinâmicas que definem as relações entre os indivíduos, caracterizando a koinonía do jardim através da noção de unidade corpórea. Definiu-se, portanto, que a caracterização do campo de atuação dos indivíduos que habitavam o jardim epicúreo se dá em torno do uso do logos, apresentando os diálogos advindos do exercício da filosofia com finalidades terapêuticas, capazes de introduzir um modo específico de atuação política marcada pela ausência de interesses alheios a noção de philía
Abstract: The theme that fits the perspective of this thesis comes from the interest of treating, in the Epicurean corpus, about the importance of the body and its manners of realization for understanding the thought of Epicurus of Samos. Based on the inferences contained in the texts that remained from Epicurus, we did an analysis of the aspects that characterize Epicurism as a thought that makes repeated references to the body as an instance of sensitivity. It was necessary, therefore, to discuss how the body is linked to the possibility of thought, and how the latter can be admitted as a body element. It is further understood that the atomistic physics converges to the idea that asserts natural phenomena as likely to be contained and explained by the observations that come from the senses which are manifested through the body. For this reason, it was also pertinent to reflect on the admission of the body as a key element for the interpretation of Epicurean thought, even under the constitution of language. The Epicurean construction about body image was also used for the interpretation and questioning of the dynamics that define the relationships between individuals, characterizing the koinonía of the garden through the notion of corporeal unity. It was defined, therefore, that the characterization of the action field of individuals who lived in the Epicurean garden revolves around the use of logos, with the dialogues coming from the exercise of philosophy for therapeutic purposes, which were able to introduce a specific mode of political action marked by the absence of strange interests of the notion of philía
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16500
Appears in Collections:PPGFIL - Mestrado em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RodrigoVN_TESE.pdf864.16 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.