Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16506
Title: Sujeito e liberdade no pensamento de Michel Foucault
Authors: Santos, Maria Fernanda Cardoso
Keywords: Ontologia crítica de nós mesmos. Microfísica do poder. Estética da existência. Ética como prática da liberdade;Critical Ontology of the Self. Microphysics of Power. Aesthetics of Existence. Ethics as the Practice of Liberty
Issue Date: 16-Mar-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: SANTOS, Maria Fernanda Cardoso. Sujeito e liberdade no pensamento de Michel Foucault. 2012. 82 f. Dissertação (Mestrado em Metafísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: O fio condutor dessa dissertação foi a pesquisa acerca da relação entre dois campos de problematização na obra de Michel Foucault que podem ser considerados, a uma primeira vista, inconciliáveis: por um lado, sua concepção de sujeito como construído e de certa maneira e por esse motivo, fruto de determinações, e, por outro, sua postura ética de busca permanente de criação de liberdade. Uma vez que, apesar dessa aparente inconciliabilidade, ambas as ideias estão presentes com muita ênfase na obra do pensador francês, procurou-se, nesse trabalho, compreender de que maneira estão articuladas. Para tal, foi necessário elucidar e interrelacionar a maneira como ele pensou os conceitos de sujeito, poder e liberdade. Percorrendo com o autor seu itinerário intelectual, foi possível perceber que suas concepções de sujeito e de liberdade não só podem ser conciliadas (ainda que mantendo seu caráter problemático) como estão intrinsecamente ligadas e decorrem uma da outra. Além disso, o percurso permitiu também identificar e descrever profícuas ferramentas conceituais para pensarmos sobre as contingências em que nos constituímos e sobre as possibilidades que temos de, a partir delas, criar novas subjetividades e experiências de liberdade
Abstract: The leitmotif of this dissertation research is on the relationship between two fields of questioning in the Foucauldian works that may be considered, at a first glance, irreconcilable: the understanding of subject as the result of determinations, on the one hand, and its ethical stance of seeking the creation of liberty, on the other. Since, despite this apparent inconsistency, both ideas are present with much emphasis on the work of the French thinker, to understand the way Foucault articulated these two ideas was necessary to elucidate and interrelate the way in which he thought about the concepts of subject, power and liberty. Traveling with the author his intellectual itinerary, it was revealed that his conception of subject and liberty can be reconciled (although maintaining its problematic nature) and, also, both are inextricably linked each one as a result of the other. Tracing, with the author, his intellectual itinerary, it was also possible to identify and describe the fruitful conceptual tools for thinking about our own determinations and about the possibilities we have of creating new subjectivities and liberating experiences
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16506
Appears in Collections:PPGFIL - Mestrado em Filosofia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MariaFCS_DISSER.pdf662,2 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.