Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16694
Title: Efeitos da eletroestimulação sobre os parâmetros eletromiográficos e dinamométricos do músculo quadríceps femoral
Authors: Farias, Rafaela Soares de
Keywords: Estimulação elétrica;Músculo quadríceps;Eletromiografia;Electrical stimulation;Quadriceps muscle;Electromyography
Issue Date: 3-Nov-2010
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FARIAS, Rafaela Soares de. Efeitos da eletroestimulação sobre os parâmetros eletromiográficos e dinamométricos do músculo quadríceps femoral. 2010. 78 f. Dissertação (Mestrado em Movimento e Saúde) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2010.
Portuguese Abstract: OBJETIVO: Analisar os efeitos da eletroestimulação sobre os parâmetros eletromiográficos e dinamométricos do músculo quadríceps. MATERIAIS E MÉTODOS: Trata-se de um ensaio clínico controlado, randomizado e duplo cego. Sessenta voluntários saudáveis (23.6±4.2anos; 54.2±7.7Kg; 1,62±0,009cm) de ambos os sexos foram divididos aleatoriamente em três grupos: grupo controle (GC), grupo experimental 1 (GE1) com aplicação de corrente russa a 30 HZ e grupo experimental 2 (GE2) a 70 Hz. Os voluntários realizaram uma avaliação inicial (AV1) no dinamômetro isocinético com 3 repetições isométricas voluntárias máximas (CIVM), para extensão do joelho concomitante a captação da EMG para os músculos vasto medial (VM), vasto lateral (VL) e reto femoral (RF). Posteriormente, após aplicação da eletroestimulação neuromusuclar (EENM) foram submetidos a um protocolo experimental de fadiga isométrica utilizando 70% da CIVM, finalizando com a realização de uma avaliação final (AV2), nos mesmos moldes da AV1. A análise dos dados se deu através da utilização do programa estatístico SPSS for Windows (Statistical Packege For the Social Sciense) 17.0 e foram utilizados Anova one way nas comparações entre os grupos e teste t pareado nas comparações dentro dos grupos. RESULTADOS: Ao analisar o perfil dos 3 vastos nos 60 sujeitos, o VM apresentou um maior valor de RMS quando comportamento ao VL e RF (p=0,03 e p=0,02). Com relação a Fmed, o músculo RF (p=0,001) apresentou maior valor comparado ao VM. O músculo VM apresentou aumentos significativos da Fmed (p=0,05) após eletroestimulação a 70 Hz quando a AV1 foi comparada a AV2 e o RF apresentou quedas significativas (p=0,009) após estimulação a 30 Hz. Durante a fadiga observou-se aumento do RMS no VM e VL, com redução no RF. Para a variável Fmed observou-se queda nos três vastos durante a fadiga. CONCLUSÃO: Os achados deste estudo sugerem que os músculos VM, VL e RF possuem tipagens de fibras diferentes além de indicar que as frequências de EENM tendem a se relacionar com o músculo estimulado. Por fim sugere a EMG de superfície como um método não invasivo para caracterização muscular
Abstract: To analyze the effects of electrical stimulation at two frequencies on the EMG parameters (EMG) and dynamometer, in muscles with different typing. MATERIALS AND METHODS: This is a controlled clinical trial, randomized and double blind. Sixty healthy volunteers (23.6 ± 4.2anos; 54.2 ± 7.7kg, 1.62 ± 0.009 cm) of both sexes were divided randomly into three groups: control group (CG), experimental group 1 (SG1) with application of the current Russian 30 HZ and experimental group 2 (EG2) at 70 Hz The volunteers performed an initial assessment (AV1) on the isokinetic dynamometer with three repetitions maximum voluntary isometric (MVC) for knee extension concomitant uptake of EMG for the VM muscle, VL and RF. Later, after application of NMES, they underwent an experimental protocol of isometric fatigue using 70% of MVIC, ending with the completion of a final assessment (AV2) in the same manner as the AV1. RESULTS: By analyzing the profile of the 60 subjects in three broad, VM showed a higher value of RMS behavior when the VL and RF (p = 0.03 and p = 0.02). With respect to Fmed the RF muscle (p = 0.001) showed a higher value for the VM. The VM muscle showed significant increases of Fmed (p = 0.05) after electrical stimulation at 70 Hz when compared the AV1 AV2 and RF showed significant decreases (p = 0.009) after stimulation at 30 Hz during the fatigue showed an increase RMS in the VM and VL, with a reduction in RF. For the variable Fmed was observed in three broad decline during fatigue. CONCLUSION: Our findings provide evidence that the muscles VM, VL and RF fiber typing are different besides indicating that the frequency of NMES tend to relate to the muscle stimulated. Finally suggests the surface EMG as a noninvasive method for characterizing muscle
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16694
Appears in Collections:PPGFS - Mestrado em Fisioterapia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RafaelaSF_DISSERT.pdf879,26 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.