Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16776
Title: Padrões cariotípicos em tetraodontiformes (Osteichthypes) :redução genômica e mecanismos de diversificação
Authors: Lima, Lorena Corina Bezerra de
Keywords: Tetradontiformes;Diversificação cariotípica;Ag-Rons;Tetraodontiformes;Karyological diversification;Ag-Rons
Issue Date: 26-Feb-2007
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LIMA, Lorena Corina Bezerra de. Padrões cariotípicos em tetraodontiformes (Osteichthypes) :redução genômica e mecanismos de diversificação. 2007. 81 f. Dissertação (Mestrado em Genética e Biologia Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.
Portuguese Abstract: RESUMO A ordem Tetraodontiformes é composta por cerca de 400 espécies de peixes, distribuídas em dez famílias, com distribuição circuntropical. A diversidade morfológica de cada família reflete em, parte, os diferentes níveis de especialização. Este grupo representa uma linhagem pós-Perciformes e constitui o último ramo da difusão dos Teleósteos, ocupando uma posição filogenética de destaque. Nesta ordem encontram-se algumas das espécies de peixes mais conhecidas popularmente, os baiacus, famílias Diodontidae e Tetraodontidae; e os cangulos, famílias Balistidae e Monacanthidae. Existem diversos trabalhos examinando as relações filogenéticas dos Tetraodontiformes e, em todos, estas famílias são reconhecidas como grupos irmãos, sendo Diodontidae mais próximo de Tetraodontidae e Balistidae mais próximo de Monacanthidae. Embora possua um número representativo de espécies, são poucos os trabalhos citogenéticos envolvendo exemplares das famílias Balistidae e Monacanthidae, especialmente espécies insulares. Neste trabalho foram analisadas citogeneticamente as espécies Cantherhines macrocerus, Cantherhines pullus (Monacanthidae), Melichthys niger (Balistidae), Sphoeroides testudineus (Tetraodontidae) e Chilomycterus antennatus (Diodontidae); através de coloração convencional, Ag-RONs e bandamento C. Diante das diferentes tendências de evolução cariotípicas apresentadas pelos Tetraodontiformes, o presente trabalho também buscou verificar a existência de relação entre o tamanho total dos cromossomos com a quantidade de DNA nestes grupos de Tetraodontiformes. Para tal, foram correlacionados o tamanho total do complemento haplóide destas espécies, com valores de conteúdo de DNA disponíveis na literatura. As análises citogenéticas para as espécies C.macrocerus, C.pullus (Monacanthidae) e M.niger (Balistidae), revelaram um cariótipo composto de 40 cromossomos, todos acrocêntricos. Todas possuem apenas um par de RONs e heterocromatina pericentromérica. Para S.testudineus o número diplóide encontrado foi igual a 2n=46, com NF=78 (16m+18sm+8st+4a), enquanto que para C.antennatus possui 2n=50, com NF=76 (4m+22st+24a). Ambas espécies possuem RONs simples e blocos heterocromáticos centroméricos. Em M. niger, a presença de marcação positiva (heterocromatina e RON) na constrição secundária no 2°par cromossômico em M. niger sugerindo a ocorrência de um rearranjo, possivelmente uma fusão envolvendo estes homólogos, indicando que estes eventos foram importantes para o estabelecimento dos cariótipos deste grupo.A manutenção da constância cariotípica encontrada nas populações de C. macrocerus (Monacanthidae) e Sphoeroides testudineus (Tetraodontidae) talvez se deva pelo favorecimento do fluxo gênico através das correntes oceânicas. Estes dados contrastam com os citótipos diferenciados de C.antennatus entre a costa Nordeste e Sudeste, sugerindo que os padrões ecológicos de cada espécie, somados às condições do meio ambiente marinho, possam ser responsáveis pela delineação cariotíopica de cada espécie. As características citogenéticas encontradas para as espécies C.macrocerus, C.pullus, M.niger, S.testudineus e C.antennatus somam-se aos dados disponíveis para outras espécies de Tetraodontiformes. A partir dos dados obtidos no presente estudo, pode-se inferir que o conteúdo de DNA possui relação direta com o comprimento total do genoma
Abstract: The Tetraodontiformes order is composed for about 400 species of fish, distributed in ten families, with circuntropical distribution. The morphologic diversity of each family reflects in, part, the different levels of specialization. This group represents an ancestry after-Perciformes and constitutes the last branch of the diffusion of the Teleósteos, occupying a position of prominence. The phylogenetics relationships of the Tetraodontiformes exist diverse works examining and, in all, these families are recognized as groups brothers, being Diodontidae next to Tetraodontidae and Balistidae next to Monacanthidae. Although it possesss a representative number of species, the works involving of the families Balistidae and Monacanthidae are few exemplary, especially species of oceanic islands. In this work cytogenetic studies in five species had been analyzed Cantherhines macrocerus, Cantherhines pullus (Monacanthidae), Melichthys niger (Balistidae), Sphoeroides testudíneus (Tetraodontidae) and Chilomycterus antennatus (Diodontidae); through conventional coloration, Ag-NORs and C banding. Ahead of the different karyological trends of evolution presented by the Tetraodontiformes, the present work also searched to verify the relation existence enters the total size of the chromosomes with the amount of DNA in these groups of Tetraodontiformes. For such, they had been correlated the total size of the chromosomes of these species, with values of content of available DNA in literature. The cytogenetics analyses for the species C.macrocerusJ C.pullus (Monacanthidae) and M.niger (Balistidae), had disclosed 40 chromosomes, all acrocentrics. All possess only one pair of NORs and pericentromeric heterochromatin. For S.testudíneus the found dyploid number was equal 2n=46, with NF=78 (16m+18sm+8st+4a), while that for C.antennatus it possesss 2n=50, with NF=76 (4m+22st+24a). Both species possess simple NORs and pericentromeric heterochromatin blocks. In M.niger, the presence of positive marking (heterochromatin and NOR) in the secondary constriction in the second chromosomic pair suggesting the occurrence of a rearrangement, possibly a fusing involving these homologous ones, indicating that these events had been important for the establishment of the karyological history of this group. A maintenance of the chromosomic constancy found in the populations of C.macrocerus (Monacanthidae) and S.testudineus (Tetraodontidae) perhaps if must for the aiding of the gene flow through oceanic chains. These data contrast with the differentiated kinds of chromosomes of C.antennatus between the Northeast coast and Southeastern, suggesting that the ecological standards of each species, added to the conditions of the marine environment, can be responsible for the karyological delineation of each species. The found characteristics for the species C.macrocerus, C.pullus, M.niger, S.testudineus and C.antennatus add it the available data for other species of Tetraodontiformes. From the data gotten in the present study, it can be inferred that the DNA content possesss direct relation with the total length of the chromosomes
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/16776
Appears in Collections:PPGGBM - Mestrado em Genética e Biologia Molecular

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LorenaCBL.pdf1,1 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.