Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17468
Title: A questão do estilo na psicanálise lacaniana
Authors: Fontes, Flávio Fernandes
Keywords: Lacan;Estilo;Crítica;Psicanálise;Transmissão;Lacan;Style;Criticism;Psychoanalysis;Transmission
Issue Date: 25-Mar-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: FONTES, Flávio Fernandes. A questão do estilo na psicanálise lacaniana. 2011. 86 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: A psicanálise de inspiração lacaniana ganhou um espaço considerável na universidade brasileira: uma busca por Lacan no campo de assunto do Banco de Teses da CAPES nos revela 1.032 resultados! No entanto, a diferença no estilo de produção do conhecimento e utilização da linguagem é considerável entre a psicologia acadêmica e a teoria de Lacan. A dificuldade de se ler e compreender Lacan é algo apontado tanto por aqueles que o defendem como por aqueles que o atacam. Além disso, seus discípulos muitas vezes escolhem imitar seu estilo barroco, complexo e cheio de neologismos, causando perplexidade e estranhamento em platéias desavisadas. Qual a origem de tal estilo enigmático e polêmico de expressão? Como veio a se difundir sob a marca da repetição? E quais as conseqüências desse estilo para a comunicação, transmissão e ensino da psicanálise lacaniana? Através destas perguntas objetivamos contribuir para o diálogo entre a academia e a psicanálise lacaniana, fornecer um maior conhecimento a respeito das causas de seu estilo e analisar as conseqüências deste na transmissão da psicanálise. Escolhemos realizar um estudo teórico, levando em conta tanto os autores que abordaram o tema do estilo de Lacan ou a história da psicanálise de uma perspectiva crítica, como Beividas (2000), Roustang (1987, 1988) e Gellner (1988), como aqueles que o justificam e defendem sua legitimidade, a exemplo de Glynos e Stavrakakis (2001), Fink (1997) e Souza (1985), utilizando também algumas obras de Freud e Lacan. O estudo desses textos nos levou a três temas principais: 1) a dificuldade do texto lacaniano; 2) Lacan, herdeiro de Freud; 3) conseqüências do estilo lacaniano. No primeiro enumeramos um conjunto de diferentes explicações e interpretações dadas pelos comentadores a respeito da dificuldade e particularidade do discurso lacaniano; no segundo mostramos como Lacan veio a ocupar o lugar de grande idealização antes destinado a Freud, fazendo com que seu estilo fosse tomado como modelo a ser imitado pelos discípulos; no terceiro abordamos o modo como os conceitos são tratados dentro da psicanálise lacaniana, argumentando que seus múltiplos significados evidenciam que o objetivo não é montar uma teoria clara e coerente, mas sim se dirigir diretamente ao sujeito, para fisgá-lo
Abstract: Lacanian psychoanalysis has won a considerable space in brazilian university: a search for Lacan in the field of subject of the CAPES Thesis Bank shows 1.032 results! However the difference in the style of knowledge production and language usage is considerable between academic psychology and lacanian theory. The difficulty in reading and understanding Lacan is something pointed out by supporters and critics alike. In addition to that, his disciples choose many times to imitate his baroque, complex style, full of neologisms, causing perplexity in many unprepared audiences. What is the origin of such an enigmatic and polemic style of expression? How it became so widespread under the sign of repetition? And which are the consequences of this style to the communication, transmission and teaching of lacanian psychoanalysis? Through these questions it is our goal to contribute to the dialogue between lacanian psychoanalysis and the academy, to provide a better understanding of the causes of this style, analyzing the consequences it has to the transmission of psychoanalysis. We chose to perform a theoretical study, using authors that have treated Lacan s style and the history of psychoanalysis from a critical point of view, like Beividas (2000), Roustang (1987, 1988) and Gellner (1988), and also those that have defended and justified its legitimacy, like Glynos e Stavrakakis (2001), Fink (1997) and Souza (1985), using as well some works by Freud and Lacan. The study of these texts has led us to three main themes: 1) the difficulty of the lacanian text; 2) Lacan, heir of Freud; 3) consequences of the lacanian style. In the first one, we enumerate many different explanations and interpretations given by commentators about the difficulty and particularity of the lacanian discourse; in the second, we show how Lacan came to occupy the place of great idealization that was before destined to Freud, what made his style something to be taken as a model, to be imitated by disciples; in the third, we explore the way in which the concepts are treated in lacanian psychoanalysis, arguing that their multiple meanings point out that the final goal is not to build a clear and coherent theory, but to try to aim directly at the subject, to catch him
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17468
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
FlavioFF_DISSERT.pdf227.15 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.