Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17484
Title: Significado do Trabalho e Escolha Acadêmico-Profissional: um estudo com universitários primeiranistas
Authors: Vilela, Elson da Cunha
Keywords: Significado do trabalho;Escolha acadêmico-profissional;Comportamento vocacional;Universitários;Análise quantitativa;Orientação profissional;Carreira.;Work meaning;Academic-professional choice;Vocational behavior;University students;Quantitative analysis;Professional guidance;Career
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: VILELA, Elson da Cunha. Significado do Trabalho e Escolha Acadêmico-Profissional: um estudo com universitários primeiranistas. 2003. 157 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2003.
Portuguese Abstract: Neste estudo foram analisadas relações entre o significado atribuído ao trabalho por universitários primeiranistas e a escolha acadêmico-profissional por eles realizada. Foram envolvidos 921 estudantes, entre 17 e 52 anos ( = 22, DP = 4,9), matriculados em 16 cursos comuns a duas instituições de ensino superior da cidade de Natal (RN), sendo uma pública e outra particular. Para a obtenção dos dados relativos à escolha acadêmico-profissional aplicou-se um questionário desenvolvido para o estudo, contendo questões abertas e fechadas. O significado do trabalho foi apreendido por meio de duas questões sobre centralidade e duas escalas contidas no Inventário de Motivação e Significado do Trabalho: atributos valorativos e descritivos. Utilizou-se também uma ficha sociodemográfica. O registro das respostas aos itens de todo o protocolo deu-se sob a forma de banco de dados do SPSS (Statistical Package for Social Science) o que permitiu que fossem utilizadas técnicas estatísticas pertinentes, tais como análise de freqüência, teste t, teste qui-quadrado (Pearson), análise fatorial, análise de variância (ANOVA) e análise de cluster. Os resultados indicaram que a escolha acadêmico-profissional, no tocante à primeira opção ao se prestar o vestibular (N=921), fora feita pela maioria dos participantes desprovida de uma adequada consideração de critérios de avaliação da realidade sócio-profissional (80,7%) e de recursos pessoais internos (98,5%). Considerando-se a segunda opção (N=654), apenas o primeiro critério fora levado em conta e, ainda, de forma adequada por apenas 12,5% dos integrantes da amostra. Foram destacadas as principais dificuldades enfrentadas no processo de escolha. Constatou-se que 46,8% dos participantes se encontravam insatisfeitos com o curso iniciado e mantendo perspectivas pouco promissoras em relação ao mesmo. Os primeiranistas tomaram o trabalho como a segunda esfera de vida mais importante e demonstraram uma visão idealizada acerca do mesmo. Foi possível a identificação de cinco padrões do significado do trabalho. Quanto à centralidade e aos fatores dos atributos valorativos e descritivos, os universitários apresentaram diferenciação na atribuição do significado do trabalho de acordo com curso e a área do conhecimento
Abstract: Relations between the meaning attributed to work by first year university students and their academic and professional choice were analyzed. The participants were 921 students, 17-52 years old (M = 22; SD = 4.9), enrolled in 16 courses common to two college level institutions of the city of Natal, RN, one public, the other private. A questionnaire was designed for collecting data about the academic-professional choice, with open-ended and multiple choice questions. Work meaning was obtained by means of two questions on centrality and two scales pertaining to the Inventory of Motivation and Work Meaning: value and descriptive attributes. A socio-demographic set of questions ended the questionnaire. Data was entered in a SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) database, allowing for the pertinent statistical analyses, such as frequency, t test, chi square, factor analysis, cluster analysis and ANOVA. Results indicated that the decision about academic-professional career was made by the majority of the participants (in first option, N = 921) without the adequate consideration of the socio-professional reality (80.7%) and personal internal resources (98.5%). When considering the second option (N = 654), only the first criterion was taken into account, but only by 12.5% of the sample. The main difficulties faced by students during the choosing process were, then, made apparent in the data. 46.8% of the participants were unsatisfied with the course they had started and were anticipating unpromising perspectives in relation to it. The first year students took work as the second most important aspect of their lives and demonstrated an idealized vision about it. Five patterns of work meaning were identified. In relation to centrality and the value and descriptive attributes, the university students displayed differentiation in the attribution of work meaning according to course and area of knowledge
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17484
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ElsonCV.pdf382,25 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.