Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/17517
Title: Estudo das propriedades psicométricas da escala WHOQOLold em idosos da região Nordeste
Authors: Leão, Isis Simões
Keywords: qualidade de vida;envelhecimento;multimétodos;WHOQOL-old;avaliação;quality os live;aging;multimethods;WHOQOL_old;evaluation
Issue Date: 6-Sep-2012
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: LEÃO, Isis Simões. Estudo das propriedades psicométricas da escala WHOQOLold em idosos da região Nordeste. 2012. 106 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia, Sociedade e Qualidade de Vida) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2012.
Portuguese Abstract: O envelhecimento populacional aumenta o número de idosos em todo mundo. No Brasil, país de tamanho continental, esse processo começou na década de 40 e acontece com características específicas em suas diferentes realidades. Dentro dessa perspectiva, a presente dissertação teve o objetivo de avaliar as propriedades psicométricas da escala de avaliação da qualidade de vida (QV) de idosos, WHOQOL-old, em uma população de nordestinos. Buscou-se investigar a congruência entre os conteúdos abordados pela escala e aqueles considerados relevantes pelos participantes; e estudar as evidências de validade de estrutura interna do instrumento. Para atingir os objetivos da pesquisa foi adotado o desenho de métodos múltiplos. A pesquisa foi organizada em dois estudos. Como instrumento de coleta de dados comum a ambos, foi utilizado questionário sociodemográfico para traçar o perfil dos participantes e o Mini Exame do Estado Mental (MEEM), que serviu como critério de exclusão. O Estudo I, de abordagem qualitativa, contou com a participação de 18 idosos moradores das cidades de Natal-RN e Campina Grande-PB, média de idade de 73,3 anos (DP = 5,9), divididos em três grupos focais (GF) que discutiram o conceito de QV, o que ajuda e o que atrapalha a QV. Para o estudo II, de abordagem quantitativa, 335 idosos de Campina Grande, entre 65 e 99 anos (M = 74,17; DP = 6,5) responderam a escala WHOQOL-old. Os dados dos GF foram submetidos à análise categorial temática de conteúdo; e para análise dos dados da escala WHOQOL-old foram utilizados análise fatorial exploratória e cálculo dos critérios de informação de Akaike e Bayesiana. Os resultados dos dois estudos foram triangulados. De acordo com as discussões nos GF, saúde e participação social têm papéis centrais na qualidade de vida. A última estabelece relação com todos os demais temas suscitados. Os participantes indicam a relevância da religiosidade e ficam divididos sobre a importância da atividade sexual. Analise fatorial exploratória (EFA) extraiu um modelo de seis fatores. Dois itens (OLD_3 e OLD_9), não carregaram em nenhum fator e foram excluídos. Os demais itens apresentaram carga fatorial >0,3. As categorias de resposta foram reduzidas de cinco para três. Após as mudanças na escala, o modelo empírico apresentou melhor ajuste (- 2loglikelihood = 8993,90; AIC = 9183,90 e BIC = 9546,24) que o modelo teórico (- 2loglikelihood = 18390,88; AIC = 18678,88 e BIC = 19228,11). Apesar dos melhores valores de critério de informação, o RMESA permaneceu acima do ideal (0,06). Conclui-se que o WHOQOL-old apresenta parâmetros psicométricos abaixo do ideal na população nordestina, mas as melhorias o tornaram sua utilização aceitável. O instrumento WHOQOL-old utiliza variáveis observáveis que condizem com a percepção dos participantes sobre qualidade de vida. No entanto, novas estratégias merecem ser testadas para refinamento da escala
Abstract: The population aging process increases the number of elderly people worldwide. In Brazil, a country of continental size, this process began in the 40s and happens with specific features in each of the different region s realities. This way, this thesis aimed to evaluate the psychometric properties of a elderly s quality of life (QOL) scale, the WHOQOL-old, in a population of the Northeast of Brazil. We sought to investigate the congruence between the content covered by the scale and the ones deemed as relevant by the participants. It aimed also study the validity evidences of the instrument s internal structure. To achieve the research objectives we adopted the design of multiple methods. The research was organized in two studies. For data collection, both studies used a sociodemographic questionnaire to obtain a profile of the participants and the Mini Mental State Exam (MMSE), used as exclusion criterion. A number of 18 elderly residents of the cities of Natal-RN and Campina Grande-PB, mean age of 73.3 years (SD = 5.9) took part od the study, They were organized into three focal groups (FG) in witch they discussed about the concept of QOL, what enhance and what hinders QOL. For Study II, a quantitative approach, 335 elderly from Campina Grande responded scale WHOQOL-old. They are between 65 and 99 years (M = 74.17, SD = 6.5). The FG data were analyzed by categorical thematic content. For the data analysis of the WHOQOL-old scale were used exploratory factor analysis and calculation of the Akaike and Bayesian information criteria. The results of both studies were triangulated. According to the discussions in the FG, health and social participation have central roles in quality of life. Social participation is related to all the other QOL s influences raised. The participants indicated the relevance of religiosity and were divided about the importance of sexual activity. Exploratory factor analysis (EFA) extracted a model of six factors. Two items (OLD_3 and OLD_9), not loaded on any factor and were excluded. The other items had factor loadings > 0.3. The response categories were reduced from five to three. After the scale changes, the empirical model showed better fit (-2loglikelihood = 8993.90, BIC and AIC = 9183.90 = 9546.24) than the theoretical model (-2loglikelihood = 18390.88, AIC = 18678.88 and BIC = 19228.11). Despite the best information criterion values, the RMESA remained above the ideal (0.06). We conclude that the WHOQOL-old presents psychometric parameters below the ideal when used with the Northeast population, but the improvements made the scale s use acceptable. The WHOQOL-old uses observable variables that matches with the participants' perceptions on quality of life. However, new strategies must be tested for a better sacale refinement
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/17517
Appears in Collections:PPGPSI - Mestrado em Psicologia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IsisSL_DISSERT.pdf829,8 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.