Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/18832
Title: Caracterização multi-escalar de bandas de deformação nas tectonossequências paleozóica, pré- e sin-rifte da Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil
Authors: Netto, João Marculino de Araújo
Keywords: Geologia. Deformação frágil em arenitos porosos - Bacia do Araripe
Issue Date: 21-Oct-2011
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: NETTO, João Marculino de Araújo. Caracterização multi-escalar de bandas de deformação nas tectonossequências paleozóica, pré- e sin-rifte da Bacia do Araripe, Nordeste do Brasil. 2011. 100 f. Dissertação (Mestrado em Geodinâmica; Geofísica) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.
Portuguese Abstract: As bandas de deformação são estruturas, desenvolvidas em arenitos porosos, que mostram pequenos rejeitos e não são imageáveis em secções sísmica. As bandas de deformação dos arenitos pré e sinrifte da Bacia do Araripe foram estudadas em escalas de afloramento, amostra de mão e seção delgada. As características, tais como hierárquica, cinemática e geométrico-espacial, além dos mecanismos deformacionais atuantes durante o seu desenvolvimento estrutural, foram estabelecidas. De modo geral, a observação em escala mesoscópica permitiu diferenciar as bandas de deformação em estruturas individuais ou agrupadas dispostas em três conjuntos principais: NNE-SSW dextrais; NE-SW normais (por vezes com componente direcional); e E-W sinistrais; e um conjunto peculiar, de caráter local, (sub-) paralelo aos planos de acamamento. A caracterização em micro-escala, por sua vez, possibilitou reconhecer o caráter cataclástico dessas estruturas, bem como observar seus critérios cinemáticos. Através do estudo multi-escalar realizado neste trabalho, verificou-se que as bandas de deformação desenvolveram-se, preferencialmente em arenitos em avançado estágio de litificação. Inferiu-se também que a complexidade geométrico-espacial das bandas, aliada à presença de matriz cataclástica, pode dificultar a migração de fluidos em rochas-reservatório, levando à sua compartimentação. O estudo de bandas de deformação pode subsidiar pesquisas sobre a evolução estrutural de bacias sedimentares, bem como para compreender o comportamento hidrodinâmico de reservatórios compartimentados por essas estruturas deformacionais
Abstract: Deformation bands are structures, developed in porous sandstones, that has small offsets and they are not shown on seismic section. The deformation bands of the pre and synrift sandstones of Araripe Basin were studied in outcrop, macroscopic and microscopic scales. The hierarchical, cinematic and spatial-geometric characteristics, and also the deformational mechanisms acting during its structural evolution were established too. In general, the mesoscopic scale observation allowed to discriminate deformation bands as singles or clusters in three main sets: NNE-SSW dextral; NE-SW normal (sometimes with strike-slip offset); and E-W sinistral; further a bed-parallel deformation bands as a local set. The microscopic characterization allowed to recognize the shearing and cataclastic character of such structures. Through the multi-scale study done in this work we verified that deformation bands analyzed were preferentially developed when sandstones under advanced stage of lithification. We also infer that the geometrical-spatial complexity of these bands, together with the presence of cataclastic matrix, can difficult the migration of fluids in reservoir rocks, resulting on their compartmentalization. Therefore, the study of deformation bands can aid researches about the structural evolution of sedimentary basin, as well as collaborate to understand the hydrodynamic behavior of reservoirs compartmented by these deformational structures
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/18832
Appears in Collections:PPGG - Mestrado em Geodinâmica e Geofísica

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JoaoMAN_DISSERT.pdf5.92 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.