Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/19718
Title: Famílias (in)visíveis?: a realidade de famílias homoafetivas com filhos/as adotivos/as na cidade do Natal/RN
Authors: Barreto, Marta Simone Vital
Keywords: Adoção homoafetiva;Família;Cotidiano;Preconceito
Issue Date: 29-Oct-2014
Publisher: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Citation: BARRETO, Marta Simone Vital. Famílias (in)visíveis?: a realidade de famílias homoafetivas com filhos/as adotivos/as na cidade do Natal/RN. 2014. 155f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) - Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014.
Portuguese Abstract: A presente dissertação tem como objeto de análise o exercício da homoparentalidade por via da adoção, na cidade do Natal/RN, considerando para fins de recorte histórico os anos de 2009 a 2012. Objetivamos apreender e analisar a vivência do exercício da homoparentalidade por via da adoção na referida cidade e identificar as possíveis dificuldades enfrentadas no processo de adoção e no cotidiano das famílias pesquisadas, buscando, também analisar o processo de visibilidade social, inserção e convivência familiar e comunitária da família homoafetiva com filhos/as adotivos/as, especialmente no âmbito da família, trabalho e educação formal dos/as filhos/as. Seguindo uma abordagem qualitativa, utilizamos como estratégia de obtenção e construção de dados a realização de entrevistas com 04 famílias homoafetivas que concretizaram a adoção na cidade do Natal/RN, no período de tempo demarcado. As entrevistas realizadas foram balizadas por um roteiro de questões que buscaram contemplar o processo de adoção, as dificuldades/preconceitos no processo de adoção, a experiência como pais/mães gays/lésbicas e os direitos da população LGBT no Brasil. A escolha pela entrevista se deu em função da possibilidade de aproximação com o cotidiano dessas famílias, na tentativa de identificar dificuldades e possibilidades no exercício homoparental. A problematização destes temas nas entrevistas e as respostas sistematizadas e analisadas revelam as tendências de: afirmação que a escolha pela adoção como forma de constituição de família se deu devido à existência de um desejo prévio de ser pai e mãe; total apoio dos/as familiares, tanto em relação à adoção, quanto em relação à orientação sexual; a afirmação da ausência de qualquer tipo de dificuldade e/ou preconceito durante os processos de adoção e nas atividades cotidianas, tanto no trabalho, quanto na família e na escola dos/as filhos/as, embora, contraditoriamente, algumas narrativas tenham sinalizado situações claras de preconceito e discriminação, fosse étnico-racial ou por orientação sexual; não participação e distanciamento dos movimentos sociais e movimentos LGBT.
Abstract: The present work was focused on analyzing the performance of homoparenthood through the adoption, in the city of Natal/RN, considering for historical purposes clipping the years 2009 to 2012. This research aimed to seize and analyze the experience of exercising homoparenthood via adoption in the already said city and identify possible difficulties in the adoption process and daily life of the families surveyed, seeking also to analyze the process of social visibility, inclusion and family and community life of homo-affective family with children / the adoptive / as, especially in within the family, work and formal education / the kids / the. Following a qualitative approach, we used as a strategy for obtaining and building data, interviews with 04 families who realized Homoaffectives adoption in the city of Natal / RN, in a period of time well stablished. The interviews were compounds by a list of questions that sought to contemplate the adoption process, the difficulties / biases in the adoption process, experience as parents / mothers gays / lesbians and the rights of LGBT people in Brazil. The choice for the interview was due to the possibility of rapprochement with the daily lives of these families, in an attempt to identify difficulties and possibilities in homoparental exercise. The questioning of these themes in the interviews and systematized and analyzed responses reveal trends: statement that the choice to adopt as a means of family formation was due to the existence of a prior desire to be father and mother; full support of / family, both in relation to adoption, and in relation to sexual orientation; the assertion of the absence of any kind of difficulty and / or prejudice during the adoption processes and daily activities, both at work and in family and school / the kids / the while, paradoxically, some narratives have signaled clear situations of prejudice and discrimination, whether racial-ethnic or sexual orientation; non-participation and withdrawal from social movements and LGBT movements.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/19718
Appears in Collections:PPGSS - Mestrado em Serviço Social

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MartaSimoneVitalBarreto_DISSERT.pdf1.85 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.