Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21485
Title: Pensar e dar lugar à diferença: formações e representações sociais da loucura
Authors: Souza, Joana Kelly Marques de
Keywords: Loucura;Michel Foucault;Reforma Psiquiátrica Brasileira;Representações sociais
Issue Date: 23-Mar-2016
Citation: SOUZA, Joana Kelly Marques de. Pensar e dar lugar à diferença: formações e representações sociais da loucura. 2016. 103f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este trabalho tem como objetivo principal refletir acerca das formações e das representações da loucura em suas intrincadas redes de relações sociais e históricas. Pretende-se desenvolver uma análise que aborde a dinâmica e os efeitos das práticas institucionais sobre os pacientes, sobretudo no que concerne aos processos de exclusão e reinserção no corpo social. Inicialmente seguindo de perto algumas das reflexões desenvolvidas por Michel Foucault para pensar a loucura historicamente e a partir das variadas práticas possibilitadas pela emergência e institucionalização do saber psiquiátrico, a discussão se volta para o contexto brasileiro para abordar de forma breve o início da psiquiatria no país e os desdobramentos de sua Reforma Psiquiátrica. Como recurso complementar, há a apresentação dos resultados obtidos por meio da aplicação de questionários junto aos estudantes concluintes do período 2015.1 do Curso de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Tendo as representações sociais como plano de fundo, a intenção é abordar esses futuros profissionais que irão relacionar-se diretamente com a temática da loucura, agindo de forma privilegiada no âmbito da discussão aqui pretendida. Portanto, esse conjunto busca compreender e problematizar a loucura, assim como as possibilidades abertas à diferença abrangida por ela em suas interações sociais.
Abstract: The main goal of this study is to reflect upon the shapes and representations of madness in their intricate networks of social and historical relationships. An analysis will be developed to approach the dynamics and the effects of institutional practices on the patients, especially concerning exclusion processes and the reinsertion into society. Initially following a few reflections developed by Michel Foucault to think of madness historically and from the many practices enabled by the emergence and institutionalization of psychiatric knowledge, the discussion then turns towards the Brazilian context in order to briefly approach the beginning of psychiatry in the country and the unfolding of its Psychiatric Reform. As a complementary resource, the study presents results obtained by the application of questionnaires to the students graduating in 2015/1 from the Psychology course of the Federal University of Rio Grande do Norte, Brazil. With social representations as the background, the idea is to approach these future professionals who will relate directly to the theme of madness, acting in a privileged matter in the area of the discussion proposed here. Thus, this study intends to comprehend and problematize madness, as well as the possibilities opened to the difference encompassed by it in its social interactions.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21485
Appears in Collections:PPGCS - Mestrado em Ciências Sociais

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
PensarDarLugar_Souza_2016.pdf1,49 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.