Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/21648
Title: A estética hilstiana, em Contos d’escárnio. Textos grotescos, à luz da pornografia
Authors: Gomes, Rita de Kássia de Aquino
Keywords: Hilda Hilst;Escrita;Pornografia;Erotismo
Issue Date: 28-Jul-2016
Citation: GOMES, Rita de Kássia de Aquino. A estética hilstiana, em Contos d’escárnio. Textos grotescos, à luz da pornografia. 2016. 96f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2016.
Portuguese Abstract: Este trabalho tem como objetivo analisar a segunda obra da trilogia novecentista de Hilda Hilst, Contos d’escárnio. Textos grotescos (1990), tendo a pornografia como categoria de análise. O presente estudo, a partir de teóricos como Lynn Hunt (1999) e Susan Sontag (1987), reflete sobre o caráter da pornografia enquanto gênero artístico-literário, partindo da reflexão sobre o seu histórico de transformação ao longo de seu surgimento e questionando as definições reducionistas que acabam por tratar pornografia e arte como elementos antitéticos. Altercações a respeito da oposição entre erotismo e pornografia, enquanto gêneros literários distintos, também serão feitas, evidenciando os problemas conceituais e de estrutura envolvendo tal antinomia. Aqui as incongruências apontadas por parte da crítica na estética de Hilst, quando se tratando de escrita pornográfica, são vistas sob uma perspectiva de inovação. A análise, portanto, se dará através da observação feita sobre a maneira como Hilda dialoga por meio de sua escrita com elementos composicionais da pornografia, levando em consideração a historicidade do gênero. As contribuições de Maingueneau (2010) a respeito do discurso pornográfico se fazem de extrema importância para o desenvolvimento analítico desta pesquisa.
Abstract: This work aims to analyze the second book of the nineties’ trilogy written by Hilda Hilst, Contos d’escárnio. Textos grotescos (1990), using pornography as its analytical category. The study makes use of theorists such as Lynn Hunt (1999) and Susan Sontag (1987), in order to reflect on the aspects that make pornography an artistic-literary genre, considering its historical transformations along the way and questioning reductionist definitions that end up dealing with pornography and art as antithetical elements. The work brings a discussion about the opposition between eroticism and pornography as distinct literary genres, showing the structural and conceptual problems involving such antinomy. Here the inconsistencies that the critics point out in the aesthetics of Hilst, when it comes to pornographic writing, are seen from an innovative perspective. The analysis will happen through the observation on the way Hilda converses, through her writing, with the compositional elements of pornography, taking into account the historicity of the genre. The ideas of Maingueneau (2010) about the pornographic discourse are of utmost importance for the analytical development of this research.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/21648
Appears in Collections:PPGEL - Mestrado em Estudos da Linguagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RitaDeKassiaDeAquinoGomes_DISSERT.pdf840,39 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.