Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/22040
Title: A importância da suplementação de zinco sobre o funcionamento cognitivo de escolares
Authors: Moura, José Edson de
Keywords: Zinc;Cognitive function;Nutrition;Children
Issue Date: 19-Mar-2013
Citation: MOURA, José Edson de. A importância da suplementação de zinco sobre o funcionamento cognitivo de escolares. 2013. 82f. Tese (Doutorado em Ciências da Saúde) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.
Portuguese Abstract: A nutrição tem sido considerada como um dos fatores relevantes para um bom crescimento e desenvolvimento em crianças e adolescentes. No cérebro, durante seu período de rápido crescimento, os micronutrientes tem apresentado um papel importante nos processos neurológicos, principalmente o zinco por ser um micronutriente essencial, que contribui para a formação da estrutura cerebral, para o desenvolvimento neuropsicológico e motor. Desta forma, esse micronutriente pode interferir nas funções cognitivas, tais como a memória, atenção, inteligência, linguagem, habilidades psicomotoras e funções emocionais. Considerando que a literatura apresenta relatos pouco esclarecedores sobre a relação entre o zinco e o desenvolvimento cognitivo, principalmente em escolares, este estudo avaliou por meio da aplicação de técnicas neuropsicológicas validadas (WISC II), o significativo papel da sua suplementação (5 mg/dia, durante 3 meses), na cognição em escolares com idade de 6 a 9 anos, sem déficit marginal de zinco. Os resultados mostraram que os escolares apresentaram melhores resultados após o período de suplementação, em habilidades neuropsicológicas especificas não verbal. Concluímos que a suplementação de zinco pode contribuir significativamente para o desempenho escolar. Estudos adicionais são necessários para esclarecer o impacto dessa suplementação em outra população e com amostra mais ampla e de preferência usando o experimento duplo cego.
Abstract: Zinc is an important micronutrient to human being and its deficiency among schoolchildren is deleterious to growth and development, immune competence, and cognitive function. However, the effect of zinc supplementation on cognitive function is still poorly understood. The purpose of our study was to evaluate the effect of oral zinc supplementation (5 mg Zn/d during 3 months) on Full Scale Intelligence Coefficient (FSIQ), Verbal Intelligence Quotient (VIQ), and Performance Intelligence Quotient (PIQ), using a Wechsler Intelligence Scale for Children (WISC III). We studied 36 schoolchildren, aged 6 and 9 years (7.8 ± 1.1). The tests were used in basal conditions before and after zinc supplementation. There was no difference in FSIQ by gender and age. Zinc improved VIQ, only in Information subtest (p = 0.009). But, its effects were more significant in relation to PIQ because improved the subtests Picture Completion, Picture Arrangement, Block Design and Object Assembly (p = 0.0001, for all subtests). In conclusion, zinc supplementation improved specific cognitive abilities, thereby positively influencing the academic performance of schoolchildren, even those without apparent marginal zinc deficiency.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22040
Appears in Collections:PPGCSA - Doutorado em Ciências da Saúde

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ImportânciaSuplementacaoZinco_Moura_2015.pdf4.24 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.