Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/25498
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBarros Neto, Eduardo Lins de-
dc.contributor.authorOliveira, Millene Caroline Albino de-
dc.date.accessioned2018-07-04T15:33:39Z-
dc.date.available2018-07-04T15:33:39Z-
dc.date.issued2018-02-23-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Millene Caroline Albino de. Estudo da recuperação avançada de petróleo através da injeção do biossurfactante ramnolipídeo produzido a partir de pseudomonas aeruginosa. 2018. 66f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Química) - Centro de Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.pt_BR
dc.identifier.urihttps://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25498-
dc.description.abstractThe continuous need for increased production of hydrocarbons makes the development of techniques to produce more oil from reservoirs a matter of fundamental importance. In that context, the enhanced oil recovery (EOR) through surfactant flooding works by lowering the interfacial tension between water and oil, improving the displacement of the latter out of the reservoir. The present work aims to characterize the rhamnolipid biosurfactant, produced from a strain of the Pseudomonas aeruginosa bacteria, and to assess its utilization in the EOR process, using synthetic sandstone as reservoir rocks. The rhamnolipid characterization involved the determination of its critical micelle concentration (c.m.c.), and also the behaviour caused by the influence of pH and salinity over it. The EOR process included three oil samples, with API degree range of 25-30, and three biosurfactant concentrations, of 30, 50 and 100% above the cmc. The results demonstrated that biosurfactant flooding not only presents itself as a sustainable alternative to synthetic surfactants by being biodegradable, but is also capable of increasing the recovery factor of the oil production process post water injection, presenting a range of enhanced recovery factors from 1.6 up to 9.3%, displaying better results when heavier, more viscous oil samples are used and for higher rhamnolipid concentrarions.pt_BR
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectRecuperação avançada de petróleopt_BR
dc.subjectBiossurfactantept_BR
dc.subjectRamnolipídeopt_BR
dc.subjectPseudomonas aeruginosapt_BR
dc.titleEstudo da recuperação avançada de petróleo através da injeção do biossurfactante ramnolipídeo produzido a partir de pseudomonas aeruginosapt_BR
dc.title.alternativeStudy of the enhaced oil recovery via injection of the rhamnolipid biosurfactant produced from pseudomonas aeruginosapt_BR
dc.typemasterThesispt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFRNpt_BR
dc.publisher.programPROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA QUÍMICApt_BR
dc.contributor.referees1Santanna, Vanessa Cristina-
dc.contributor.referees2Santos, Francisco Klebson Gomes dos-
dc.contributor.referees3Santos, Joselisse Soares de Carvalho-
dc.description.resumoA contínua necessidade de se produzir cada vez mais hidrocarbonetos faz com que seja de fundamental importância o desenvolvimento de métodos capazes de extrair mais óleo dos reservatórios. Assim, a recuperação avançada através da injeção de tensoativos atua na redução da tensão interfacial óleo-agua, melhorando o deslocamento de petróleo para fora do reservatório. Este trabalho tem como objetivo caracterizar o biossurfactante ramnolipídeo, produzido a partir da bactéria Pseudomonas aeruginosa, e avaliar sua utilização no processo de recuperação avançada de petróleo, utilizando arenitos sintéticos como rocha-reservatório. A caracterização do biossurfactante envolveu a determinação de sua concentração micelar crítica (cmc), além da influência do pH e da salinidade sobre o mesmo. Já para a recuperação avançada, foram utilizados três tipos de petróleo, entre 21 e 30 ºAPI, e três concentrações de biossurfactante, a 30, 50 e 100% acima da cmc. Os resultados obtidos mostram que a injeção de biossurfactante, além de ser uma alternativa sustentável aos tensoativos sintéticos por sua biodegradabilidade e baixa toxicidade, é capaz de aumentar o fator de recuperação do processo de produção de petróleo após a injeção de água, obtendo fatores de recuperação avançada entre 1,6 e 9,3%, dos quais os melhores resultados foram alcançados para óleos mais viscosos e maiores concentrações de ramnolipídeo.pt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA QUIMICApt_BR
Appears in Collections:PPGEQ - Mestrado em Engenharia Química

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MilleneCarolineAlbinoDeOliveira_DISSERT.pdf1.38 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.