Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/25501
Title: Turismo e Território-Rede: um estudo sobre o destino Natal/RN
Authors: Costa, Hugo Aureliano da
Keywords: Redes geográficas;Território;Turismo;Interações espaciais;Natal/RN
Issue Date: 28-Mar-2018
Citation: COSTA, Hugo Aureliano da. Turismo e Território-Rede: um estudo sobre o destino Natal/RN. 2018. 221f. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.
Portuguese Abstract: O turismo gera grande quantidade de fixos e fluxos que se reverberam no espaço estabelecendo diversas conexões e interações espaciais, alterando a forma-conteúdo dos lugares por intermédio das territorializações dos agentes que atuam no segmento turístico. Através de investimentos públicos e privados esta atividade assumiu grande relevância no que diz respeito às transformações espaciais e econômicas no município de Natal, a capital do Rio Grande do Norte, no contexto da reestruturação produtiva verificada na última fase de expansão do capitalismo. O turismo redefiniu a participação deste município na divisão internacional do trabalho e imprimiu o estabelecimento de novas redes entre Natal e o espaço econômico global, bem como no espaço intra regional e local. O objetivo do presente estudo é analisar como o fluxo de turistas, os meios de hospedagem e os trabalhadores do segmento turístico contribuíram para a constituição de novas redes geográficas em Natal, propiciando novas interações e conexões espaciais. O binômio conceitual de território-rede (HAESBAERT, 2006; FRATUCCI, 2008) alicerçará o estudo. Os procedimentos de pesquisa contaram com o levantamento de dados em vários órgãos e instituições governamentais sobre a origem e evolução dos meios de hospedagem; obteve-se, ainda, informações a respeito dos fluxos turísticos; bem como apreendeu-se a origem do capital de meios de hospedagem e de redes/grupos do setor de hospedagem atuantes em Natal. Também foram realizadas entrevistas junto às empresas do setor de hospedagens que fazem parte de redes hoteleiras para obter dados relacionados aos locais de moradia dos trabalhadores operacionais. Dada a natureza do estudo, elaborou-se mapas com a finalidade de espacializar os fixos e fluxos identificados. Além das redes externas propiciadas com os fluxos de turistas e de capitais (por meio da inserção de meios de hospedagem, em grupos, no tecido urbano natalense), demonstra-se com este estudo o fluxo intra e interurbano de Natal, identificado através do movimento dos trabalhadores do setor de hospedagem e dos turistas que se deslocam para visitar os atrativos no polo turístico Costa das Dunas. Dessa forma, demonstrou-se que, com a expansão do turismo, Natal passa a se conectar, alicerçado em lógicas zonais e reticulares, com outros lugares por intermédio das novas redes estabelecidas nos espaços global, regional e local a partir da atividade turística – redes de pessoas (trabalhadores e turistas) e de capitais (meios de hospedagem). As redes e grupos de meios de hospedagem são inseridos, em Natal, a partir da década de 80, alterando a formaconteúdo desta cidade e intencionalmente concebendo novas lógicas, capitaneadas por esse capital estrangeiro e, inclusive, pela própria atração de turistas pertencentes a estes países. Os turistas, destarte, além de, como aponta as informações obtidas, originarem-se dos mesmos países os quais provêm os meios de hospedagens, ainda se deslocam, em Natal e no Polo Costa das Dunas, de forma reticular e sazonal, usando o território seletivamente e criando uma região turística e Natal se estabelecendo como o principal nó. Os trabalhadores operacionais do turismo, vinculados zonalmente a esta atividade, dependem dessa atividade e residem, geralmente, distantes das áreas turistificadas, precisando deslocar-se diariamente para o trabalho. Dessa maneira, o turismo influencia, inclusive, áreas distantes, mesmo sem haver nessas localidades atração de turistas. Portanto, o uso do território natalense pelo turismo ganha protagonismo a partir da década de 80 aos dias atuais e altera a forma-conteúdo da capital potiguar e toda a sua estrutura, permeando-a de novos fixos e fluxos dessa atividade.
Abstract: Tourism generates a large amount of fixed and flows that reverberate in the space establishing diverse connections and spatial interactions, altering the form-content of the places through the territorializations of the agents that act in the tourist segment. Through public and private investments, this activity assumed great importance in terms of spatial and economic transformations in the city of Natal, the capital of Rio Grande do Norte, in the context of the productive restructuring observed in the last phase of capitalism's expansion. Tourism redefined the participation of this municipality in the international division of labor and established the establishment of new networks between Natal and the global economic space, as well as in the intra-regional and local space. The objective of the present study is to analyze how the flow of tourists, the means of lodging and the workers of the tourist segment contributed to the constitution of new geographic networks in Natal, providing new interactions and spatial connections. The conceptual binomial of territory-network (HAESBAERT, 2006; FRATUCCI, 2008) will support the study. The research procedures involved the collection of data in various organs and governmental institutions on the origin and evolution of the means of lodging; information was obtained on tourist flows; as well as seizing the origin of the capital of lodging facilities and networks / groups of the lodging sector operating in Natal. We also conducted interviews with companies in the lodging sector that are part of hotel chains to obtain data related to the dwelling places of the operational workers. Given the nature of the study, maps were prepared with the purpose of spatializing the fixed and identified flows. In addition to the external networks provided with the flows of tourists and capital (through the insertion of lodging facilities, in groups, in the natal urban fabric), this study shows the intra and interurban flow of Natal, identified through the movement of the workers of the lodging sector and of the tourists that move to visit the attractions in the tourist pole Costa das Dunas. In this way, it was demonstrated that, with the expansion of tourism, Natal starts to connect, based on zonal and reticular logics, with other places through the new networks established in global, regional and local spaces from the tourist activity - networks of people (workers and tourists) and of capital (means of lodging). The networks and groups of means of lodging are inserted, in Natal, mainly from the decade of 90, altering the form-content of this city and intentionally conceiving new logics, captained by this foreign capital and, even, by own own attraction of tourists to these countries. According to the information obtained, the tourists originate from the same countries that come from the means of lodging and still travel in Natal and in the Costa das Dunas Pole, in a reticular and seasonal way, using the territory selectively. Operational tourism workers, zonally linked to this activity, depend on this activity and are usually away from tourist areas, needing to travel daily to work. In this way, tourism influences, even, distant areas, even though there are no tourist attractions. Therefore, the use of the native territory by the tourism gains protagonism from the decade of the 80 to the present days and it changed the form-content of the capital potiguar and all its structure, permeating it of new fixes and flows of this activity.
URI: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/25501
Appears in Collections:PPGe - Mestrado em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
HugoAurelianoDaCosta_DISSERT.pdf12.62 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.