Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/33280
Title: Diagnóstico da situação de saúde do município de Pau dos Ferros/RN
Authors: Amorim, Érico Gurgel
Pimenta, Isac Davidson Santiago Fernandes
Silva, Iago Souza da
Santos, Samara Sybelle de Araújo Nobre
Maciel, Talita Damiana dos Santos
Piuvezam, Grasiela
Rosendo, Tatyana Maria Silva de Souza
Keywords: Epidemiologia;Meio Ambiente e Saúde Pública;Diagnóstico da Situação de Saúde
Issue Date: 2015
Publisher: Rede Unida
Citation: AMORIM, Erico Gurgel et al. Diagnóstico da situação de saúde do município de Pau dos Ferros/RN. In: ENCONTRO REGIONAL NORDESTE, 1., 2015, Online. Anais [...]. Online: Rede Unida, 2015
Portuguese Abstract: Introdução: O diagnóstico epidemiológico é fundamental para conhecer a situação de saúde de uma coletividade. Somado aos indicadores socioeconômicos e ambientais, estas análises apresentam os principais problemas a serem alvos das intervenções em saúde. Objetivo: Este estudo visou analisar através de indicadores ambientais, sociais, de mortalidade e morbidade a situação de saúde do município de Pau dos Ferros, no interior do estado do Rio Grande do Norte. Após isso, buscou-se traçar um diagnóstico epidemiológico. Metodologia: Tratou-se de um estudo descritivo com dados coletados através do Censo Demográfico do IBGE, de informações de saúde do Datasus e de sítios da internet sobre o município de Pau dos Ferros nos anos de 1990, 2000, 2010 e 2013. Resultados: A cobertura de abastecimento de água em Pau dos Ferros aumentou 10,8% entre os anos 1990 e 2000. Entretanto, a população do município cresceu 20% nesse período. No ano 2000, apenas 24,7% da população possuía instalação sanitária em pelo menos 1 cômodo. Apenas 74,3% possui serviço de coleta de lixo em 2010. Neste mesmo ano, a taxa de analfabetismo foi de 17,6%. A maior causa de internação em 2013 deveu-se às doenças infecciosas e parasitárias, sendo as intestinais as mais frequentes. Assim, relacionou-se à situação de escassez de água da barragem em Pau dos Ferros, com menos de 10% de sua capacidade. Isso promove a proliferação de microorganismos, o que torna a água imprópria para o uso. Conclusão: Apesar dos recentes avanços técnico-científicos, nos surpreende o fato do município ter altos índices de internação por infecções do aparelho digestivo. Relacionamos isto à grave situação de escassez e contaminação da água que o município enfrenta
URI: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/33280
Appears in Collections:CCS - DSC - Trabalhos apresentados em eventos
EMCM - Trabalhos apresentados em eventos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DiagnosticoSituacaoSaude_Amorim_2015.pdf102,2 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons