Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12449
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorTibúrcio, Larissa Kelly de Oliveira Marquespt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Acacia Batista dept_BR
dc.date.accessioned2014-12-17T14:00:16Z-
dc.date.available2013-04-18pt_BR
dc.date.available2014-12-17T14:00:16Z-
dc.date.issued2011-07-08pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Acacia Batista de. Trajetos cênicos do grupo parafolclórico da UFRN:que dança é essa?. 2011. 168 f. Dissertação (Mestrado em LINGUAGENS DA CENA E PEDAGOGIAS DA CENA) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12449-
dc.description.abstractThis paper aims at studying UFRN Parafolclórico Group, whose aesthetic formation is subjected to our analysis, specially at its two last performances, that is, Flor do Lírio (Lily Flower), 2004, and Debaixo do Barro do Chão (Under the Mud of the Ground), 2008. Three targets are envisaged here: to analyze the aesthetic ideas backing Parafolclórico Group exhibitions; to evaluate how their many folk elements interact with different artist languages in order to compose a certain choreography; and finally, to identify the aesthetic conformation placed behind the two different choreographs of the last performances, their trends and innermost features that differentiate them. In accordance with the Analysis of Contents (BARDIN, 2006), interviews have been made with the choreographers and the staff of the spectacles, resulting in elucidating answers to the understanding of their thematic axis. On the first chapter we called attention to motivating subjects as recollection, personal experiences, bibliography research, research in loco regarded as propelling forces of the creative works. Herein, folk culture is depicted as a dynamic process opening a frank dialogue with contemporary events and reinforcing their continuity. On the second chapter, we approached the aesthetic conformation and the scenic elements (costumes, light, scenario, make-up), integrating the studied spectacles and disseminating folk songs in various ways. As what concerns the subjects discourse, we have obtained support in authors like Robatto (1994); Lobo; Navas (2008); Burke (1989); Canclini (2006); Dufrenne (2005); Medeiros (2005); Pavis (2005); Silva (2005), among others. Those authors have provided us with an indispensable theoretic support which, added to the interviews, convinced us that the Parafolclórico Group s aesthetic conception tends to identify itself with the artist languages and other techniques of that Group. It also made sure that the Group s course aims at an aesthetic conception which is not limited to popular culture manifestations, like dance, but admits to play with other media in order to communicate its art. In view of this situation, we arrived to two conclusions: first: the group s interchanges emphasize the dynamic character of popular culture which, by establishing contacts with different realities, receives influences capable of extending its own continuity; second: the contemporary state of arts also improves multiple interchanges opening way, so, for many accomplishments in their field. Therefore, UFRN Parafolclórico Group inserts itself in the contemporary scenery by performing new evaluations of the popular dances as long as it puts them in contact with different technical, aesthetic, artist and culture combinationseng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDança popular. Concepção estética. Grupo Parafolclórico da UFRNpor
dc.subjectFolk dance. Esthetic conception. UFRN Parafolclórico Groupeng
dc.titleTrajetos cênicos do grupo parafolclórico da UFRN:que dança é essa?por
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Artes Cênicaspor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/8867425363692717por
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/2272256149121710por
dc.contributor.referees1Handerchpek, Robson Carlospt_BR
dc.contributor.referees2Domenici, Eloisa Leitept_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9652870444818895por
dc.description.resumoEsta pesquisa tem como estudo de caso o Grupo Parafolclórico da UFRN, cuja conformação estética é analisada, principalmente nas suas duas últimas produções, intituladas Flor do Lírio (2004) e Debaixo do Barro do Chão (2008). Temos como objetivos: refletir sobre a concepção estética que vem configurando as produções coreográficas do Grupo Parafolclórico da UFRN; discutir como se estabelece o diálogo entre os elementos da cultura popular com diversas linguagens artísticas no processo de composição das coreografias; identificar a conformação estética que atravessa o compor das coreógrafas dos dois últimos espetáculos produzidos, bem como as características dessas produções, as convergências e idiossincrasias que marcaram esses trabalhos. A partir do recurso metodológico da Análise de Conteúdo (BARDIN, 2006), foram realizadas entrevistas com as coreógrafas dos espetáculos mencionados e com o elenco participante dessas montagens, o que propiciou uma leitura flutuante das respostas e elaboração de eixos temáticos que foram discutidos no texto. No primeiro capítulo, evidenciamos os trajetos motivacionais como a memória, as experiências pessoais, a pesquisa bibliográfica, a pesquisa in loco enquanto propulsores dos trabalhos de criação. Evidenciamos um posicionamento sobre cultura popular como um processo dinâmico que consegue dialogar com os acontecimentos do tempo presente, promovendo, dessa forma, sua continuidade. No capítulo seguinte, adentramos na conformação estética e nos elementos cênicos (figurino, iluminação, cenário, maquiagem) que integram os espetáculos estudados e comunicam a dança popular de maneiras diversas. Para embasar nossas ponderações em relação aos discursos dos sujeitos entrevistados, nos fundamentamos em autores como Robatto (1994); Lobo; Navas (2008); Burke (1989); Canclini (2006); Dufrenne (2005); Medeiros (2005); Pavis (2005); Silva (2005), entre outros. Esses autores nos deram um aporte teórico imprescindível que, juntamente com os depoimentos dos entrevistados, nos possibilitou identificar que a concepção estética que vem se configurando no Grupo tende a estabelecer contatos com linguagens artísticas e com técnicas diversas de movimento. Essa realidade nos mostra que os trajetos cênicos realizados pelo Grupo Parafolclórico da UFRN apontam para uma concepção estética que não se fixa apenas na cultura popular, sobretudo suas danças, mas que pode interagir com outros meios para comunicar sua arte. Tal situação nos apresentou duas constatações interessantes em que, primeiramente, os intercâmbios realizados reafirmam o caráter dinâmico da cultura popular que, ao estabelecer contatos com outras realidades, absorve influências, possibilitando sua própria continuidade. Outra constatação é que o contexto contemporâneo das artes também promove intercâmbios diversos, permitindo, dessa maneira, outras possibilidades de produções artísticas. Nesse sentido, o Grupo Parafolclórico da UFRN se insere na cena contemporânea por possibilitar novas leituras sobre as danças populares enquanto material criativo ao colocá-las em contato com outras formatações técnicas, estéticas, artísticas e culturaispor
dc.publisher.departmentLINGUAGENS DA CENA E PEDAGOGIAS DA CENApor
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTESpor
Appears in Collections:PPGAC - Mestrado em Artes Cênicas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TrajetosCênicosGrupo_Oliveira_2011.pdf3,13 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.