Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/12626
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorScortecci, Kátia Castanhopt_BR
dc.contributor.authorTrindade, Adilson Silva dapt_BR
dc.date.accessioned2014-12-17T14:03:44Z-
dc.date.available2014-08-01pt_BR
dc.date.available2014-12-17T14:03:44Z-
dc.date.issued2013-02-22pt_BR
dc.identifier.citationTRINDADE, Adilson Silva da. Identificação de genes MUTM em BACs da cana-de-açucar e caracterização preliminar destes genes e seus promotores. 2013. 56 f. Dissertação (Mestrado em Bioquímica; Biologia Molecular) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2013.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/12626-
dc.description.abstractSugarcane has an importance in Brazil due to sugar and biofuel production. Considering this aspect, there is basic research being done in order to understand its physiology to improve production. The aim of this research is the Base Excision Repair pathway, in special the enzyme MUTM DNA-glycosylase (formamidopyrimidine) which recognizes oxidized guanine in DNA. The sugarcane scMUTM genes were analyzed using four BACs (Bacterial Artificial Chromosome) from a sugarcane genomic library from R570 cultivar. The resulted showed the presence in the region that had homology to scMUTM the presence of transposable elements. Comparing the similarity, it was observed a highest similarity to Sorghum bicolor sequence, both nucleotide and peptide sequences. Furthermore, promoter regions from MUTM genes in some grass showed different cis-regulatory elements, among which, most were related to oxidative stress, suggesting a gene regulation by oxidative stresseng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal do Rio Grande do Nortepor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectFormamidopirimidina. Cana-de-açúcar. BACs. Reparo de DNApor
dc.subjectFormamidopyrimidine. Sugarcane. MUTM-DNA-glycosylase. BACs. Repaireng
dc.titleIdentificação de genes MUTM em BACs da cana-de-açucar e caracterização preliminar destes genes e seus promotorespor
dc.typemasterThesispor
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.initialsUFRNpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Bioquímicapor
dc.contributor.authorLatteshttp://lattes.cnpq.br/7801132355470884por
dc.contributor.advisorLatteshttp://lattes.cnpq.br/4808910380593455por
dc.contributor.referees1Duarte, Fábio Teixeirapt_BR
dc.contributor.referees1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4371235140013662por
dc.contributor.referees2Nicolini, Fernandapt_BR
dc.contributor.referees2Latteshttp://lattes.cnpq.br/9550506106032691por
dc.contributor.referees3Rocha, Hugo Alexandre de Oliveirapt_BR
dc.contributor.referees3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4799567J8&dataRevisao=nullpor
dc.description.resumoA cana-de-açúcar é uma das principais culturas brasileiras e importante, principalmente, pela produção de açúcar e biocombustível. Por isso, manter a qualidade das cultivares desta espécie tornou-se alvo das pesquisas envolvendo genética e bioquímica moleculares. Um dos objetivos destas pesquisas é descobrir informações úteis sobre o material genético que as cultivares da cana-de-açúcar possuem, para utilizá-las como ferramentas no melhoramento contra intempéries que afetam sua produção, muitas vezes, de forma drástica. O foco deste trabalho é a via de reparo de DNA conhecida por Reparo por Excisão de Base, mais precisamente, a enzima DNA-glicosilase MUTM (formamidopirimidina-DNA-glicosilase), a qual reconhece e repara guaninas oxidadas no DNA. A caracterização dos genes MUTM da cana-de-açúcar foi realizada a partir das análises de quatro BACs (Bacterial Artificial Chromosome) de uma biblioteca genômica da cultivar R570. Os resultados obtidos dos alinhamentos mostraram a presença marcante de elementos de transposição. Além disso, foi verificado que os genes MUTM foram altamente similares aos de Sorghum bicolor, tanto em sequências nucleotídicas e peptídicas, como na estrutura gênica. Foi analisado também que as regiões promotoras de genes MUTM em algumas gramíneas apresentam vários elementos reguladores de expressão, associados com o estresse oxidativo, indicando uma regulação por estresse oxidativopor
dc.publisher.departmentBioquímica; Biologia Molecularpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICApor
Aparece nas coleções:PPGB - Mestrado em Bioquímica

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
IdentificacaoGenesMUTM_Trindade_2013.pdf1,5 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.